• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.95.2019.tde-07022019-134344
Documento
Autor
Nome completo
Andrew Maltez Thomas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Setubal, João Carlos (Presidente)
Hoffmann, Christian
Martins Junior, David Corrêa
Pierulivo, Enrique Mario Boccardo
Segata, Nicola
Título em inglês
Microbial community profiling of human gastrointestinal cancers
Palavras-chave em inglês
16s rRNA
Colorectal cancer
Gastric cancer
Metagenomics
Microbiome
Oncobiome
Resumo em inglês
The human microbiome - defined as the microbial communities that live in and on our bodies - is emerging as a key factor in human diseases. The expanding research field that investigates the role of the microbiome on human cancer development, termed oncobiome, has led to important discoveries such as the role of Fusobacterium nucleatum in colorectal cancer carcinogenesis and tumor progression. Motivated by these discoveries, this thesis studied the oncobiome from different perspectives, investigating whether alterations to microbial profiles were associated with disease status or an adverse response to treatment. We used both biopsy tissue samples and 16S rRNA amplicon sequencing (N = 36), as well as privately and publicly available fecal whole metagenomes (N = 764) to investigate microbiome-colorectal cancer (CRC) associations. We observed significant increases in species richness in CRC, regardless of sample type or methodology, which was partially due to expansions of species typically from the oral cavity, as well as an overabundance of specific taxa such as Bacteroides fragilis, Fusobacterium, Desulfovibrio and Bilophila in CRC. Functional potential analysis of CRC metagenomes revealed that the choline trimethylamine-lyase (cutC) gene was over-abundant in CRC, with the strength of association dependent on four identified sequence variants, pointing at a novel potential mechanism of CRC carcinogenesis. Predictive microbiome signatures trained on the combination of multiple datasets showed very high and consistent performances on distinct cohorts (average AUC 0.83, minimum 0.81). To investigate the microbiomes role in response to treatment, we profiled microbial communities of gastric wash samples in gastric cancer patients (N = 36) before and after neoadjuvant chemotherapy through 16S rRNA amplicon sequencing. Gastric wash microbial communities presented remarkably high inter-individual variation, with significant decreases in richness and phylogenetic diversity after treatment and associations with pH, pathological response and sample collection. The most abundant genera found in patients before or after chemotherapy treatment included Streptococcus, Prevotella, Rothia and Veillonella. Despite limitations inherent to differing experimental choices, this thesis provides microbiome signatures that can be the basis for clinical prognostic tests and hypothesis-driven mechanistic studies, as well as supporting the role of the human oral microbiome in whole-body diseases.
Título em português
Investigação de perfis microbianos humanos e sua relação com o câncer gastro-intestinal
Palavras-chave em português
16s rRNA
Câncer colorretal
Câncer gástrica
Metagenômica
Microbioma
Oncobioma
Resumo em português
O microbioma humano - definido como as comunidades microbianas que vivem sobre e dentro do corpo humano - está se tornando um fator cada vez mais importante em doenças humanas. O campo de estudo que investiga o papel do microbioma no desenvolvimento do câncer humano, denominado oncobioma, está crescendo e já levou a importantes descobertas como o papel da espécie Fusobacterium nucleatum na carcinogênese e progressão tumoral de tumores colorretais. Motivado por estas descobertas, esta tese de doutorado analisou o oncobioma por diferentes perspectivas, investigando se alterações nos perfis microbianos estavam associados à presença da doença ou a uma resposta adversa ao tratamento. Usamos tanto amostras de tecidos de biópsias e o sequenciamento do gene 16S rRNA (N = 36), quanto metagenomas fecais públicos e privados (N = 764), para investigar associações entre o microbioma e o câncer colorretal (CCR). Observamos um aumento significativo da riqueza microbiana no CCR, independentemente do tipo da amostra ou metodologia, que era em parte, devido ao aumento de espécies tipicamente presentes na cavidade oral. Observamos também um aumento da abundância de táxons específicos no CCR, que incluíam Bacteroides fragilis, Fusobacterium, Desulfovibrio e Bilophila. Analisando o potencial funcional dos metagenomas, encontramos um aumento significativo da enzima liase colina trimetilamina (cutC) no CCR, cuja associação era dependente de 4 variantes de sequência, demonstrando ser um possível novo mecanismo de carcinogênese no CCR. Assinaturas preditivas do microbioma treinadas na combinação dos estudos demonstraram ser altamente preditivas e consistentes nos diferentes estudos (média de AUC 0.83, mínimo de 0.81). Para investigar o possível papel do microbioma na resposta ao tratamento, analisamos os perfis microbianos do suco gástrico de pacientes com câncer gástrico (N = 36) antes e depois do tratamento quimioterápico neoadjuvante. As comunidades microbianas apresentaram uma variabilidade inter-individual notavelmente grande, com diminuições significativas na riqueza e diversidade filogenética pós tratamento, além de estarem associadas principalmente ao pH, mas também à resposta patológica e ao tempo da coleta. Os gêneros mais abundantes encontrados nos pacientes antes ou depois da quimioterapia incluíam Streptococcus, Prevotella, Rothia e Veillonella. Apesar das limitações inerentes às escolhas experimentais, esta tese proporciona assinaturas do microbioma que podem servir de base para testes clínicos prognósticos e estudos mecanísticos, além de dar mais suporte ao papel do microbioma oral em doenças humanas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.