• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2004.tde-29072004-161407
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Gusson
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Kageyama, Paulo Yoshio (Presidente)
Perecin, Maria Beatriz
Sebbenn, Alexandre Magno
Título em português
Uso e diversidade genética em populações naturais de biriba (Eschweilera ovata [Cambess.] Miers): subsídios ao manejo e conservação da espécie.
Palavras-chave em português
biriba
conservação genética
diversidade genética
ecologia florestal
eletroforese
manejo florestal
mata atlântica
Resumo em português
A exploração de produtos não madeireiro em florestas nativas tem sido alternativa na composição da renda de comunidades locais. Dentre as diversas espécies exploradas da Mata Atlântica, a biriba - Eschweilera ovata (Cambess.) Miers - vem sendo intensamente utilizada para a confecção do berimbau. Disponibilizar informações que auxiliem em apontar diretrizes para adequadas formas de conservação genética e manejo desta espécie é de fundamental importância, tanto do ponto de vista ecológico como econômico e social. Com este objetivo, realizou-se o estudo do sistema reprodutivo e da estrutura ge nética de E. ovata, através da técnica de eletroforese de isoenzimas, em três áreas de ocorrência natural de populações da espécie sob diferentes graus de antropização, sendo uma explorada e outras duas sem exploração, localizadas próximas à cidade de Salvador - BA. Os resultados do sistema de reprodução, obtidos para duas populações, mostram que a espécie reproduz-se predominantemente por cruzamento, tendo $ t m variado de 98,5% a 99,9%, valor este superior à média apresentada pelas espécies arbóreas tropicais. Uma certa taxa de cruzamentos endogâmicos foi evidenciada nas populações estudadas, sendo praticamente 100% da endogamia gerada nas progênies resultado de cruzamento entre parentes na população natural, e 76,8% na população explorada, sendo o restante atribuído a autofecundação. O valor estimado para o coeficiente de coancestralidade dentro de progênies ( $qF ) variou de 0,191 a 0,211. As estimativas das correlações de autofecundação ( s rˆ ), foram relativamente baixas em ambas as populações e não diferentes estatisticamente entre si, (variando de 0,100 a 0,107). O número provável de árvores doadoras de polén foi extremamente baixo, tendo em média, dois indivíduos por árvore matriz. O tamanho efetivo de variância (Ne(v)) médio das populações foi de 2,13, sendo necessário assim, para reter o tamanho efetivo de 50, a coletas de cerca de 23 árvores nestas populações. O tamanho efetivo populacional foi próximo ao número de indivíduos amostrados. A divergência genética entre as populações de adultos ( $ q pA ), foi de apenas 2,5%,indicando que a maior parte da diversidade genética encontra-se distribuída dentro das populações (97,5%). A divergência entre populações, estimada com base nas progênies ( $ q pP ) foi ainda menor, de 1,4% (0,1 a 3,5 O número médio de alelos por locos foi de 2,14 nos adultos e de 2,41 nas progênies. A porcentagem de locos polimórficos nas árvores adultas foi de 85,4% e nas progênies de 81,8%. A heterozigosidade esperada segundo as expectativas do Equilíbrio de Hardy-Weinberg (EHW) foram altas e variaram de 0,354 a 0,431, e a heterozigosidade observada variou de 0,332 a 0,371, sendo, tanto na progênies como nos adultos das populações, menor do que a heterozigosidade esperada, indicando que há mais homozigotos nas populações que o esperado pelas proporções do EHW. A análise de autocorrelação espacial das árvores de E. ovata dentro da populações estudadas mostrou haver estruturação, sendo que quanto mais próximos os indivíduos maior é probabilidade deles serem parentes. Os resultados obtidos possibilitaram realizar inferências a respeito da conservação e manejo da espécie.
Título em inglês
Use and diversity genetic in natual populations of biriba (eschweilera ovata [cambess.] miers): subsidies to management and conservation of specie.
Palavras-chave em inglês
atlantic
biriba
conservation genetic
electrophoresis
forest ecology
forest management
genetic diversity
Resumo em inglês
The exploitation of non-timber resources from tropical forest has been an alternative income to local human communities. Among the tree species which are exploited in the Atlantic forest, the “biriba” – Eschweilera ovata (Cambess.) Miers – has been used to manufacture the arc of “berimbau”. The genetic conservation and the sustainable management of E. ovata populations are necessary to guarantee the longterm exploitation of this resource in an ecological, as well economic and social point of view. Adequate management strategies can be planned by getting information about the population genetic structure and mating system of the species. The aim of this study was to evaluate the mating system and the population genetic structure of E. ovata, using the allozyme electrophoresis technique. Three populations under different levels of human action in an area of natural occurrence of E. ovata near Salvador, Bahia state, were chosen. The results of the evaluation of the mating system of E. ovata, obtained for two population, indicate that the species reproduces itself through outcrossing. The outcrossing rate ($ t m ) varied from 98.5% to 99.9%. These values are higher than that average estimates observed in tropical tree species. Inbred crosses were observed in the progenies. Almost 100% of the inbreeding observed in the non-disturbed population and 76.8% in the exploited population was due to crossing among related individuals. Selffertilization was also observed. The estimated value of the coefficient of the coancestrality among the progenies ( $qF ) varied from 0.191 to 0.211. The estimates of self- fertilization correlation ( s rˆ ) were low and statistically similar and non significant in both populations (the values varied from 0.100 to 0.107). The expected number of pollen donors was extremely low, having an average of two pollen donors by mother-tree. The average effective number of variance (Ne(v)) was 2.13. With this estimate was possible to conclude that it is necessary to collect about 23 adult trees in these populations to keep an effective size of 50. The effective population size was similar to the number of individuals sampled. The genetic divergence among the adult populations ( $ q pA ) was 2.5%, showing the genetic diversity is mainly distributed within populations (97.5%). The genetic divergence among the populations obtained from the progenies ( $ q pP ) was also lower, 1.4% (0.1 to 3.5%). The average number of alleles by loci was 2.14 in the adult populations and 2.41 in the progenies. The percentage of polymorphic loci was 85.4% in the adults and 81.8% in the progenies. The expected heterozigosity varied form 0.354 to 0.431 and the observed heterozigosity varied from 0.332 to 0.371. The values of observed heterozigosity were inferior to the expected heterozigosity, indicating that there are more homozygous individuals than expected by the Hardy Weinberg Equilibrium. The spatial autocorrelation analysis of E. ovata shows that there is intrapopulational genetic structure in the studied populations of adult individuals. Closer individuals show a higher probability of being genetic related. The results obtained in this study are helpful to infer about the genetic conservation and the management of the species.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
eduardo.pdf (812.58 Kbytes)
Data de Publicação
2004-08-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.