• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2004.tde-29072004-155914
Documento
Autor
Nome completo
Juliano Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Lanna, Dante Pazzanese Duarte (Presidente)
Berchielli, Telma Teresinha
Duarte, José Maurício Barbanti
Título em português
Validação do uso de n-alcanos como indicadores para estudos nutricionais em veados - catingueiro (Mazama gouazoubira).
Palavras-chave em português
avaliação nutricional
digestabilidade
hidrocarboreto
veado-campeiro
Resumo em português
Determinações do consumo e da digestibilidade, atravé s do método de coleta total de fezes, foram realizadas em 8 veados–catingueiros (Mazama gouazoubira) recebendo uma dieta peletizada composta por 63,9% de feno de alfafa, 16,9% de amido de milho, 14,7% de levedura (Saccharomyces cerevisiae), 2,5% de melaço, 1,5% de um premix vitamínico-mineral e 0,5% de cloreto de sódio em base seca. As estimativas dos coeficientes de digestibilidade foram determinadas paralelamente através do uso de indicador fecal (n-alcanos) com o intuito de validar a metodologia para esses pequenos ruminantes. O consumo médio de matéria seca e água durante o período de coleta foram: 24g ± 2,5 e 67 mL ± 11,5 por quilo de peso vivo (PV), sendo que os animais não apresentaram perdas de peso durante o período experimental. Quando expresso em peso metabólico (PV0,75), os animais consumiram em média 48g ± 5,2 de matéria seca e 136,4 mL ± 23,8 de água. O consumo de energia digestível foi em média 1.089 kcal/dia. As médias dos coeficientes de digestibilidade aparente obtidas através da coleta total de fezes, foram de 61,6% ± 1,7 para matéria seca, 63,9% ± 1,6 matéria orgânica, 69,7% ± 3,4 nitrogênio, 31,7% ± 3,7 fibra em detergente neutro, 45,2 ± 2,4 celulose e 18,8 ± 5,6 para a lignina. Os coeficientes de digestibilidade estimados para as diferentes frações através da utilização dos n-alcanos C31 e C33 se mostraram precisos e acurados em relação aos coeficientes de digestibilidade observados por coleta total quando as recuperações fecais foram incluídas nos cálculos de digestibilidade (P>0,05). Consistente com valores obtidos em ovinos, as recuperações fecais dos n-alcanos de cadeia ímpares aumentaram com o aumento do número de carbonos da cadeia de hidrocarboneto sendo que estes valores poderão ser utilizados em futuros estudos onde se deseja determinar a composição botânica da dieta dos cervídeos.
Título em inglês
Validation of the use of n-alkanes as markers for nutritional trials with grey brocket deer (Mazama gouazoubira).
Palavras-chave em inglês
digestibility
grey brocket deer
hydrocarbon
nutritional evaluation
Resumo em inglês
Feed intake and digestibility estimates were determined by the total fecal collection method of 8 deer (Mazama gouazoubira) receiving a pelleted diet of 63.9% alfalfa hay, 16.9% corn starch, 14.7% yeast (Saccharomyces cerevisiae), 2.5% mollasses, 1.5% mineral-vitamin mix, and 0.5% NaCl on DM basis. n-alkane tracer method was used in parallel with total fecal collection to validate its application on wild small ruminants. The mean DM feed intake and water intake during the collection period were 24g ± 2.5 and 67 mL ± 11.5 per kg BW, and the animals did not present weight losses during the experimental period. When these values were expressed on kg of metabolic live weight, the animals consumed 48g ± 5.2 of DM and 136.4 mL ± 23.8 of water. Digestible energy intake was estimated at 1,089 kcal/day. The mean coefficients of apparent digestibility observed by total fecal collection for dry matter was 61.6% ± 1.7; organic matter 63.9% ± 1.6, nitrogen 69.7 % ± 3.4, neutral detergent fiber 31.7% ± 3.7, cellulose 45.2 % ± 2.4, and lignin 18.8% ± 5.6. The digestibility coefficients estimated for the different fractions by the n-alkanes C31 and C33 were accurate when compared to those observed by the total fecal collection method when feces recovery was included on digestibility calculations (P>0.05). Consistent with values obtained in sheep, the fecal recoveries of the odd chain n-alkanes was greater with the increase of the number of carbons of the chain of hydrocarbon and these values can be used in future studies to determine the botanical composition of the deer’s diet.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
juliano.pdf (317.55 Kbytes)
Data de Publicação
2004-08-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.