• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2008.tde-25072008-102257
Documento
Autor
Nome completo
Márcio Irias de Nascimento
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2008
Orientador
Banca examinadora
Poggiani, Fabio (Presidente)
Durigan, Giselda
Silva Filho, Demostenes Ferreira da
Título em português
Manutenção de uma faixa de eucaliptos para proteção da borda de um fragmento florestal
Palavras-chave em português
Eucalipto
Impactos ambientais
Manejo florestal
Meio ambiente
Proteção florestal.
Resumo em português
Um dos maiores desafios da atualidade é encontrar o equilíbrio entre as ações antrópicas e o meio ambiente, a chamada "sustentabilidade". O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência da manutenção, durante a exploração florestal, de três linhas de eucaliptos ao redor de um fragmento florestal, como proteção contra os efeitos de borda decorrentes das atividades silviculturais. Para avaliar o efeito da faixa protetora foram analisadas alterações microclimáticas, compactação do solo, danos mecânicos às plantas nativas e dinâmica da comunidade vegetal em regeneração. Para isto foram comparados dois tratamentos: no Tratamento 1 foram mantidas três linhas de eucaliptos ao longo da borda da floresta numa extensão de 300 m, quando da ocasião do corte raso do talhão eucalipto adjacente ao fragmento. O tratamento 2 consistiu de um controle, em que não foram mantidas as linhas de eucalipto, ou seja, foi efetuado o corte raso até a borda do fragmento, como se pratica usualmente. Para cada tratamento foram instalados três transectos, perpendiculares à borda do fragmento, estendendo-se por 30 m para o interior do fragmento e 30 m para o interior do plantio de eucalipto. Em sete pontos de cada um dos transectos, foram coletados dados de luminosidade, temperatura e umidade relativa do ar. Os pontos externos situavam-se a trinta, vinte e dez metros da borda do fragmento adentrando a área de eucalipto, um ponto intermediário localizado no limite exato entre o eucaliptal e a área comercial e fragmento.Outros pontos de amostragem foram localizados a dez, vinte e trinta metros para o interior do fragmento. Os dados foram coletados no período da manhã, no meio do dia e no período da tarde, totalizando 126 medições, sendo três por ponto e nove amostras por distância para cada tratamento. A coleta de dados foi realizada mensalmente, durante oito meses. A densidade do solo foi verificada nas mesmas distâncias em que foram avaliados os danos indiretos. Nos dois tratamentos foram observados todos os danos causados pelas operações de colheita e silvicultura ao longo dos seiscentos metros em que foram aplicados os dois tratamentos. As modificações microclimáticas decorrentes da retirada total do eucalipto foram classificadas como danos indiretos. A destruição de plantas nativas durante a exploração do eucalipto e a compactação do solo foram considerados danos diretos. Avaliaram-se também as diferenças na comunidade vegetal na borda do fragmento com e sem as faixas de eucalipto, para verificar possíveis benefícios da faixa protetora sobre as plantas em regeneração. Para isto foram instaladas 10 parcelas por tratamento. Verificou-se que com a manutenção das linhas de eucalipto são consideravelmente reduzidos os efeitos de borda, especialmente os danos mecânicos à floresta. A comunidade vegetal nativa em regeneração ao longo da borda do fragmento é mais abundante e diversificada quando se mantêm as três linhas de eucalipto. As modificações microclimáticas após a exploração florestal, em geral, são mais intensas sem a manutenção da faixa protetora.
Título em inglês
Eucalyptus zone maintenance to protect a border of forestal fragment.
Palavras-chave em inglês
Bordder effect
Environment.
Florest management
Fragments
Resumo em inglês
Eucalyptus zone maintenance to protect a border of forestal fragment. Nowadays, one of the biggest challenge found is the balance between the non tropical actions and the environment, this is called "sustentability". This work had as an objective values the influence of maintenance, during the forestal exploration of three lines of eucalyptus around one forestal fragment, as protection against the effects of current border of silviculture activities. To value the effect of protector border was analyzed a micro climate alterations, soil compactness, mechanic damages to the native plants and dynamic to the vegetal community in regeneration. For this was compared two treatments: in treatment one was maintained three lines of eucalyptus in all border of the forest in an extension of 300m, when the shallow occasion cut of the eucalyptus and the treatment two consisted in a control, which the lines of eucalyptus were not maintained, that is, it was effectuated the shallow cut until the board of the fragment like it is usually done. Both treatments were applied in the same side of the exposition of the same fragment. For each fragment was installed three transects perpendicular to the board of the fragment, extended for 30m to the inner of the one and thirty meters to the planting of eucalyptus. In seven points of each transect were collected air temperature data, relative air humidity, luminosity and speed of wind. The external points were thirty, twenty and ten meters of the fragment board entering the area of the eucalyptus, one intermediate point located in the exact limit among the commercial area and the fragment and the other points in ten, twenty and thirty meters to the inner of the fragment. The data was collected during the morning, middle of the day and afternoon, in a total of 126 measurement, being three in each point and nine samples for distance for each treatment. The soil density was verified in the same distances in which were valued the indirect damages. Both treatments were observed all damages caused by silviculture and harvest operations during all the sixty hundreds which the two treatments were applied. The micro climate modifications passed by the total eucalyptus remote were classified as indirect damages. The destruction of native plants during the eucalyptus exploration and soil compactness were considered direct damages. It was also evaluated the differences in the vegetal community in the fragment board with and without the eucalyptus board to verify possible benefits of the protector board over the plants in regeneration. For this, it was installed ten parcels for treatment. It was verified that the maintenance of the eucalyptus line was considerably reduced the board effects, specially the mechanic damages to the forest. The native vegetal community in regeneration during the board of the fragment is more abundant and diversified when the three eucalyptus lines were maintained. The micro climate modification after the forest exploration, in general, is more intensive without the maintenance of the protector board.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
marcio.pdf (4.38 Mbytes)
Data de Publicação
2008-07-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.