• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2012.tde-24092012-092113
Documento
Autor
Nome completo
Maísa Ziviani Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2012
Orientador
Banca examinadora
Ferraz, Katia Maria Paschoaletto Micchi de Barros (Presidente)
Campos, Cláudia Bueno de
Hasui, Erica
Título em português
Caracterização da comunidade de mamíferos de médio e grande porte em paisagem agrícola fragmentada
Palavras-chave em português
Conservação biológica
Ecologia da Paisagem
Ecossistemas agrícolas
Mamíferos
Populações animais
Proteção ambiental
Resumo em português
O avanço agrícola é uma das maiores causas da fragmentação de habitats, levando à diminuição e ao isolamento de áreas naturais. Assim, torna-se importante compreender qual papel da estrutura e dinâmica da paisagem na manutenção da biodiversidade local. Este estudo teve como objetivo descrever a estrutura de uma comunidade de mamíferos de médio e grande porte em paisagem fragmentada agrícola, considerando a estrutura e dinâmica da paisagem. O estudo foi realizado em unidades de paisagem (16 Km2) com matriz predominante de pasto (n = 2) e cana-de-açúcar (n = 3) (bacia do rio Corumbataí, São Paulo) de maio a outubro de 2010. O levantamento da comunidade de mamíferos foi realizado através de busca ativa por pegadas, em 15 transectos alocados nas margens de riachos, com distância percorrida padronizada em 200 m. No entorno de cada transecto foram gerados buffers (250, 500, 1000 e 2000 m de raio), para o cálculo de índices de estrutura (porcentagens dos usos do solo, densidade de drenagem, densidade de estradas e proximidade entre fragmentos) e de dinâmica (taxa anual de mudança e perfil da curva de mudança florestal) para cinco anos (1962, 1978, 1995, 2000 e 2008). A relação entre os índices de paisagem e a riqueza de espécies foi analisada através de um teste PCA (Análise de Componentes Principais), gerando um gráfico Biplot. Posteriormente, foi realizada regressão linear múltipla, para análise da influência da estrutura e dinâmica da paisagem sobre a riqueza de espécies e frequência de registros. Foram registradas 19 espécies, sendo 17 em unidades de cana-de-açúcar e 13 em unidades de pasto. A comunidade de mamíferos de médio e grande porte, presente nestas matrizes da bacia do rio Corumbataí, é representada, em grande parte, por espécies tolerantes a alterações ambientais da região. A espécie com maior frequência de registros foi Procyon cancrivorus, de hábito generalista, como a maior parte dos animais registrados. Pelo gráfico Biplot, o buffer de 1000 m foi o que melhor distinguiu os sítios amostrais em relação às matrizes de cana-de-açúcar e pasto. A riqueza apresentou relação positiva com a porcentagem de áreas florestais e densidade de drenagem. Em contrapartida, a riqueza mostrou relação negativa com a porcentagem de pasto. A riqueza e a frequência de registros não apresentaram diferença estatística significativa entre as matrizes e também não houve relação significativa entre os índices de paisagem e as variáveis dependentes. A similaridade entre a composição de espécies das comunidades amostradas nas matrizes foi de 57%. As relações entre a estrutura desta comunidade e a paisagem necessitam de mais esforços para serem melhor compreendidas, já que o método de levantamento utilizado neste estudo, assim como a escala espaço-temporal, não permitiram descrever tais relações.
Título em inglês
Characterization of the mid and large bodied mammal community in a fragmented agricultural landscape
Palavras-chave em inglês
Agricultural ecosystem
Animal populations
Biological conservation
Environmental protection
Landscape ecology
Mammals
Resumo em inglês
Agricultural expansion is a major cause of habitat fragmentation, leading to a reduction and isolation of natural areas. It is therefore important to understand the role of agricultural landscape structure and dynamics in maintaining local biodiversity. We aimed to describe how the structure and dynamics of an agricultural landscape influenced the community of mid and large bodied mammals in the south of Brazil. From May to October 2010 we studied the mammal community in five 16 km2 landscape units located within the Corumbatai river basin, São Paulo. Landscape units contained a matrix of predominantly pasture (n = 2) and cane sugar (n = 3). We used track surveys along 15 transects (200m each) to sample the mammal community along river banks. To calculate indices of habitat structure and dynamics we generated buffers (250, 500, 1000 and 2000 m radius) around each of the transects. Within each of these distance buffers we calculated habitat structure indices (percentage of land use, drainage density, road density and proximity of fragments) and indices of habitat dynamics (annual rate of change and profile of the forest change curve) for five years (1962, 1978, 1995, 2000 and 2008). The relationship between landscape indices and species richness was analyzed through a PCA (Principal Component Analysis) and associated Biplot. Subsequently, multiple linear regression was performed to analyze the influence of landscape structure and dynamics on species richness and frequency of records. We recorded 19 species, 17 in cane sugar units and 13 in pasture units. The community of mid and large bodied mammals present in the habitat matrices of the Corumbataí river basin was represented mostly by generalist species tolerant of environmental changes. The most frequently recorded species was Procyon cancrivorus, a habit generalist. The PCA Biplot showed that the 1000m buffer was the one that best distinguished the sampling sites in relation to the sugar cane and pasture matrices. Species richness was positively related with the percentage of forested areas and drainage density. In contrast, richness was negatively related with the percentage of pasture. The richness and frequency of records showed no statistically significant difference between the two matrix types and there was no significant relationship between landscape indices and the dependent variables. The similarity between the species composition of the sampled communities in the matrices was 57%. Understanding the relationships between the composition of this community and the landscape structure and dynamics requires more efforts, as the survey method used in this study, and the spatiotemporal scale, do not permit the description of these relationships.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.