• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2005.tde-23062005-152823
Documento
Autor
Nome completo
Katia Maria Pacheco dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2005
Orientador
Banca examinadora
Garavello, Maria Elisa de Paula Eduardo (Presidente)
Caron, Dalcio
Rodrigues, Eliana
Título em português
A atividade artesanal com fibra de bananeira em Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira (SP).
Palavras-chave em português
artesanato
fibra de bananeira
Quilombos – comunidades
renda familiar
resíduos agrícolas
Vale do Ribeira
Resumo em português
O presente estudo trata da descrição e análise da atividade artesanal com fibra de bananeira praticada pelas comunidades quilombolas de Ivaporunduva, André Lopes e Sapatu, município de Eldorado, região do Vale do Ribeira, tendo como referencial teórico o conceito de ecodesenvolvimento proposto por Sachs (1980). A atividade artesanal com fibra de bananeira foi iniciada no ano de 1997, através de um projeto de pesquisa executado pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ) - Universidade São Paulo (USP): "Projeto de Aproveitamento de Resíduos da Agroindústria da Banana no Vale do Ribeira, SP" cujo objetivo consistia em realizar estudos que resultassem em alternativas economicamente viáveis para o aproveitamento dos resíduos da bananicultura na região. Desde de então, a atividade artesanal com fibra de bananeira vêm sendo praticada por integrantes das comunidades referidas. Para coletas de dados foram utilizadas técnicas comumente trabalhadas pelas nas ciências sociais como: observação participante, entrevistas informais não-estruturadas e semi-estruturadas com os artesãos envolvidos e com representantes de Instituições governamentais e não governamentais atuantes no processo. Verificou-se neste trabalho a contribuição da atividade artesanal na valorização da mulher, a compatibilidade da tecnologia repassada com os contextos social e ambiental locais, o aproveitamento dos recursos locais disponíveis e o papel dessa atividade na economia familiar. Analisando o processo de geração, adoção e disseminação da atividade artesanal com fibra de bananeira e seus resultados nas comunidades conclui-se que esta atividade: (1) representa hoje um significativo complemento na renda familiar dos artesãos que a praticam; (2) é praticada em conformidade com a organização sócio-cultural local, (3) não gera impacto ambiental negativo e (4) dispõe, em quantidade significativa, da matéria prima necessária para realização da atividade. Portanto, sua prática é compatível com os preceitos do ecodensenvolvimento.
Título em inglês
Activities in handcraft from banana plant fibre in Quilombola communities in The Ribeira Valley (São Paulo State).
Palavras-chave em inglês
banana plant fibre
quilombos-comunities
residues agricultural
Ribeira Valley
supplement family
workmanship
Resumo em inglês
This study focuses on a description and analysis of activities in handcraft from banana plant fibre in practice among Quilombola communities in Ivaporunduva, André Lopes, and Sapatu, municipality of Eldorado, in the region of the Ribeira Valley, with the concept of ecodevelopment proposed by Sachs (1980) as theoretical reference. Activities in handcraft from banana plant fibre began in 1997 through a research project carried out by the Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ) - USP - the University of São Paulo: "Project for Use of Agroindustrial Residue from Banana in the Ribeira Valley, SP", the objective of which consisted in carrying out studies that would result in economically viable alternatives for the use of the residues of banana crops in the region. Activities in handcraft have been in practice by members of these same communities as from then. Data were collected by means of techniques in common use in social sciences such as: participant observation, non-structured and semi-structured informal interviews with the craftsmen involved and with representatives of government and non-government institutions active in the process. The study records the contribution of handcraft activities in enhancing the role played by women, in technological compatibility conveyed within local social and environmental contexts, in the use of local resources available, and in the role of these activities in terms of family economy. As a result of analyzing the process of generating, adopting, and disseminating handcraft activities from banana plant fibre and the results in the communities, it can be concluded that these same handcraft activities: (1) today, account for a significant supplement to the family income for the craftsmen who engage in handcraft; (2) are in practice in accordance with local socio-cultural organization; (3) do not generate a negative impact on the environment and (4) have resort to a significant quantity of the raw material necessary to carry out these same activities. This handcraft activity is, therefore, compatible with the precepts of ecodevelopment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
KatiaSantos.pdf (1.96 Mbytes)
Data de Publicação
2005-06-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.