• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2004.tde-20062005-170253
Documento
Autor
Nome completo
Camila Iotte Donatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Mauro Galetti (Presidente)
Couto, Hilton Thadeu Zarate do
Moura, Leila Cunha de
Título em português
Conseqüências da defaunação na dispersão e predação de sementes e no recrutamento de plântulas da palmeira Brejaúva (Astrocaryum aculeatissimum) na Mata Atlântica.
Palavras-chave em português
animal frugívoro
biodiversidade
conservação biológica
desmatamento
dispersão de semente
Mata Atlântica
palmeira
Resumo em português
As palmeiras figuram entre as espécies vegetais mais importantes aos animais, já que seus frutos são bastante nutritivos e estão disponíveis geralmente em épocas de escassez de alimentos. Uma gama de animais alimentam-se de seus frutos, incluindo aves, morcegos, mamíferos não voadores, répteis, peixes e insetos. As palmeiras com frutos grandes apresentam, entretanto, limitação na dispersão de suas sementes, pois apenas poucas espécies animais podem atuar como dispersoras. As florestas tropicais vêm sofrendo da chamada “síndrome de florestas vazias”, onde interações mutualísticas e agonísticas entre animais e plantas já foram perdidas, pela ausência de dispersores e predadores de sementes e herbívoros de grande porte. O primeiro capítulo teve como objetivo verificar os frugívoros que dispersam e predam as sementes da palmeira brejaúva, Astrocaryum aculeatissimum, bem como avaliar as proporções de predação das sementes por invertebrados e o recrutamento de plântulas próximos às plantas-mãe. No segundo capítulo foi avaliado o efeito da defaunação, relacionado a abundância de cutias, na remoção e na distância de dispersão das sementes. A predação por invertebrados e o recrutamento de plântulas e jovens ao redor da planta mãe também foram comparados em cinco áreas na Mata Atlântica com diferentes abundâncias de cutias. As hipóteses testadas foram que as áreas com baixas abundâncias de cutias apresentariam uma menor remoção das sementes, uma maior predação por invertebrados e um menor recrutamento de plântulas. Além das cutias (Dasyprocta spp.), ratos de espinho (Trynomis iheringi) e esquilos (Sciurus aestuans) também foram os responsáveis pela remoção de sementes e atuaram mais como dispersores do que predadores nos cinco dias de exposição das sementes. A massa das sementes não mostrou relação com a remoção pelas espécies animais. Sementes mais pesadas foram levadas a maiores distâncias da planta-mãe e as sementes predadas foram levadas a maiores distâncias do que as sementes dispersas. As áreas mais defaunadas mostraram uma menor porcentagem de remoção de sementes, bem como de predação e dispersão. A proporção de endocarpos predados por vertebrados foi maior na área com maior abundância de cutias (Ilha Anchieta) e as proporções de endocarpos intactos e predados por invertebrados foram maiores na área com menor abundância (Xixová Japuí). O recrutamento de plântulas embaixo das plantas-mãe amostradas não mostrou diferença significativa entre as áreas. O número de plântulas de Astrocaryum aculeatissimum nos 0,8 ha amostrados em cada área foi maior na Ilha do Cardoso, onde há também uma alta densidade de cutias e o menor recrutamento foi encontrado em Xixová Japuí, a área mais defaunada. Como a espécie estudada não é dispersa por uma grande diversidade de frugívoros, mudanças sutis na composição faunística do local podem ter efeitos cruciais na população da brejaúva a longo prazo. O estudo mostrou que o decréscimo populacional de cutias diminui a remoção, a predação e a dispersão de sementes, aumenta a proporção de sementes predadas por invertebrados embaixo das plantas-mãe, diminuindo o recrutamento das plântulas de Astrocaryum aculeatissimum.
Título em inglês
Consequences of defaunation on seed dispersal, seed predation and seedlings recruitment of the brejaúva palm (Astrocaryum aculeatissimum) in The Atlantic Forest.
Palavras-chave em inglês
Atlantic forest
biodiversity
biological conservation
defostation
frugivore
palm
seed dispersal
Resumo em inglês
The palms are among the most important plant species to the animals, because their fruits are nutritive and are available in periods of fruit scarcity. Lots of animals feed on palm fruits, including birds, bats, non-volant mammals, reptiles, fishes and insects. The palm species with big fruits show, however, limitation in seed dispersal because only a few animal`s species can act as dispersers. The tropical forest has suffered the “Empty Forest Syndrome”, where mutualistic and agonistic interactions between animals and plants have just gone due to the absence of seed dispersers and predators and large size herbivores. The first chapter has as an objective study the frugivores responsible to disperse and predate the seeds of the palm brejaúva Astrocaryum aculeatissimum and evaluate the proportion of seed predation by invertebrates and the seedling recruitment close to the mother-plant. In the second chapter, the defaunation effect was evaluated, related to the agoutis’ abundance, on the removal and on the seed dispersal distance. The seed predation by invertebrates and the seedling and juvenile recruitment near the mother-plant were compared in five study sites with different agoutis`abundance. The principal hypothesis was that in areas with low agoutis’ abundance, the seed removal and the seedling recruitment were lower and the seed predation by invertebrates were higher. Besides agoutis (Dasyprocta spp.), spiny rats (Trynomis iheringi) and squirrels (Sciurus aestuans) were also responsible for the seed removal and acted more as seed dispersers than seed predators, during the five days of the experiment. The seed mass didn`t show relation with the seed removal by each of the animal species. Heavier seeds were carried to long distances, and the predated seeds were carried longer than the dispersed seeds. The most defaunated study site showed less seed removal, seed dispersal and seed predation. The proportion of seed predation by vertebrates was higher in study site with higher agoutis` abundance (Ilha Anchieta) and the proportion of intacts endocarps and predated by invertebrates were higher in the study site with less agoutis’ abundance (Xixová Japuí). The seedling recruitment near the mother plant didn`t show difference among the areas. The number of Astrocaryum aculeatissimum seedlings in the 0,8 hectares sampled in each area was higher at Ilha do Cardoso, where we have a high agoutis’ abundance and the smaller recruitment was found in Xixová Japuí, the more defaunated area. The study showed that the decrease in agoutis` population, decrease the Astrocaryum aculeatissimum seed removal, dispersal and predation and increase the seed predation by invertebrates, decreasing the seedling recruitment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CamilaDonatti.pdf (12.72 Mbytes)
Data de Publicação
2005-06-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.