• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2016.tde-19042016-100633
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Henrique Simões Franco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Leonidio, Adalmir (Presidente)
Lucas, Ademir de
Marques, Paulo Eduardo Moruzzi
Título em português
A criação de mercadorias a partir da biodiversidade: o caso do cambuci (Campomanesia phaea)
Palavras-chave em português
Biodiversidade
Cambuci (Campomanesia phaea)
Crise ecológica
Mercadoria
Resumo em português
A crise ecológica contemporânea gera pressões para a reorganização da sociedade. Com a eliminação contínua da biodiversidade uma das características para tal reorganização seria sua conservação. Parte das propostas visa incorporar tais elementos na economia, com a criação de mercados que sustentem a manutenção de tais espécies e com isso amenizem a crise ecológica. Essa dissertação realizou uma investigação sobre a criação de mercadorias baseadas na biodiversidade através do uso do cambuci (Campomanesia phaea). Partimos da perspectiva de totalidade histórica, onde compreendemos nosso objeto enquanto parte constituinte e relacionada com o todo. Assim, buscamos evidenciar a estrutura e a dinâmica da produção do fruto, e discutimos as tendências do desenvolvimento de produtos da biodiversidade para o mercado capitalista. Através do conceito de circuito espacial produtivo podemos identificar os agentes que monopolizam e acumulam o excedente de capital no circuito. Para compreender tal dinâmica procedemos a uma análise de quatro casos distintos dentro do território produtor de cambuci, sendo eles: os comerciantes da Vila de Paranapiacaba - Santo André (SP), a Cooper Cambucy da Serra - Rio Grande da Serra (SP), o Sítio do Belo - Paraibúna (SP) e a Casa Angelina - Natividade da Serra (SP). Com isso pudemos identificar a execução da renda de monopólio e as tendências na organização do território, por meio da monopolização do território e territorialização do monopólio. As mercadorias baseadas na biodiversidade surgem geralmente de modo alternativo ao hegemônico, por processos artesanais executados por camponeses, pequenos agricultores, quilombolas e indígenas. Entretanto uma vez destacadas sua qualidades e características como mercadorias, empresários capitalistas tendem a se apropriar desse conhecimento, incorporando a biodiversidade em novos mercados.
Título em inglês
Creating commodities from biodiversity: the case of cambuci (Campomanesia phaea)
Palavras-chave em inglês
Biodiversity
Cambuci (Campomanesia phaea)
Commodity
Ecological crisis
Resumo em inglês
The contemporary ecological crisis generates pressures for the reorganization of society. With the continuous elimination of biodiversity one of the characteristics for such reorganization would be your conservation. Of the proposals aims to incorporate such elements in the economy, with the creation of markets to support the maintenance of such species and thereby ease the ecological crisis. This dissertation conducted an investigation into the creation of commodity based on biodiversity through the use of cambuci (Campomanesia phaea). We start from the perspective of historical totality, where we understand our object as part of constitutional and related to the whole. Thus, we seek to highlight the structure and dynamics of production of the fruit, and discuss development trends of biodiversity products for the capitalist market. Through the concept of productive space circuit we can identify agents who monopolize and accumulate capital surplus in the circuit. To understand such dynamics we examined four different cases within the territory producer cambuci, namely: the merchants of Vila de Paranapiacaba - Santo André (SP), the Cooper Cambucy da Serra - Rio Grande da Serra (SP), the Sítio do Belo - Paraibúna (SP) and the Casa Angelina - Natividade da Serra (SP). Thus we identified the implementation of the monopoly rent and trends in the organization of the territory, through the monopolization of the territory and territorial monopoly. The commodities based on biodiversity generally arise alternatively to the hegemonic, by artisanal processes run by peasants, small farmers, indigenous and quilombolas. However once highlighted his qualities and characteristics as commodities, capitalist entrepreneurs tend to take ownership of this knowledge by incorporating biodiversity into new markets.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-05-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.