• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.91.2018.tde-14032018-104730
Document
Auteur
Nom complet
André Toshio Villela Iamamoto
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 2017
Directeur
Jury
Leonidio, Adalmir (Président)
Caron, Dalcio
Frederico, Samuel
Marques, Paulo Eduardo Moruzzi
Martins, Rodrigo Constante
Titre en portugais
A concepção de fertilidade do agroecossistema: implicações teóricas e metodológicas da construção sócio-histórica de um conceito
Mots-clés en portugais
Desenvolvimento agrícola
Fertilidade solo
Formação do conceito
Resumé en portugais
Este trabalho visa realizar uma análise histórica da concepção de fertilidade na agricultura, observando de que forma a constituição deste conceito se relaciona com transformações históricas da sociedade, considerando a logica econômica que preside a agricultura industrial. Procura-se ressaltar as origens da formação do atual conceito de fertilidade e em que medida este foi influenciado pelo desenvolvimento da economia e da ciência moderna. Buscaremos também, ressaltar como as formas de produção que se colocam como contraponto a agricultura industrial entendem a questão da fertilidade, quais as alternativas por elas apresentadas ao manejo da fertilidade para os sistemas de produção ditos mais sustentáveis, e sobre que fundamentos epistemológicos e metodológicos elas se assentam. A fertilidade do solo na agricultura e, aqui, encarada como objeto de análise. Entendemos que o estudo do conceito de fertilidade, seu desenvolvimento teórico e as suas relações com a economia e a ciência apresenta a totalidade dos determinantes que moldaram e consolidaram a concepção cientifica e agronômica de fertilidade. O desenvolvimento histórico do conceito cientifico de "fertilidade" e suas implicações sócio-históricas espelham, portanto, um emaranhado de relações entre a economia, a sociedade e a ciência agronômica, que mostra, sob outro angulo, que ele próprio e o resultado de um processo histórico e social. Essa análise teórica possibilita elucidar caminhos analíticos para o entendimento e a construção de uma agricultura na perspectiva de uma sociedade mais justa e mais sustentável. Aparentemente pontual, a questão da fertilidade e aqui apreendida como a "ponta de um iceberg" de complexas e profundas relações entre o desenvolvimento da economia e da agronomia no âmbito da ciência, que contribuem para o agravamento das crises ambiental e civilizatória atuais ao validarem um conjunto de tecnologias que nada mais são do que a base instrumental de um modelo de desenvolvimento rural socialmente excludente e concentrador de riquezas. Complexa por natureza, a análise dessas inter-relações e das próprias crises acima citadas demandam um olhar crítico e que, sobretudo, supere as fronteiras disciplinares, enriquecendo o conhecimento com os achados de ciências especializadas numa perspectiva interdisciplinar. Dessa forma, o atual trabalho busca fazer uma leitura da fertilidade como um aspecto de destaque relacionado a crise da agricultura industrial através de um dialogo entre literaturas técnicas agronômicas e sociais. Esse dialogo interdisciplinar visa aumentar a amplitude de analise, e promover uma abordagem mais abrangente e historicamente situada sobre o tema em questão.
Titre en anglais
The concept of fertility in agroecosystem: social and methodological implications of the socio-historical concept construction
Mots-clés en anglais
Agrarian development
Agroecosystem
Concept formation
Soil fertility
Resumé en anglais
This project establishes a historical analysis of the soil fertility concept in agro-ecosystems, noticing how its constitution is related to historical transformations of society, considering the economic logic which presides the industrial agriculture. We highlight the origins of the formation of the current concept of fertility and to what extent, and how, this concept was influenced by the economy and modern science development. We also emphasize how the ways of production which arise in opposition to industrial agriculture face the issue of fertility, which alternatives to fertility management for more sustainable production systems they present, and which epistemological and methodological basis they have. Fertility is here understood as the "top of the iceberg" of deep and complex relations between economic and agronomic development in the scope of science that contribute to the worsening of the recent environment and civilization crisis by the validation of a set of technologies that are no more than the instrumental basis of rural social excluding development model which concentrates wealth. The analysis of the referred complexes interrelations demands a critic theoretical perspective in order to overcome the disciplinary boundaries and to enrich knowledge with the findings of the specialized science fields with an interdisciplinary perspective. Finally, the present project aims to highlight the fertility as a relevant aspect of the industrial agriculture crisis through a dialog between technical agronomic theory and social literature. This interdisciplinary dialog aims to promote a breadth and historical based analysis about this subject.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2018-03-21
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2019. Tous droits réservés.