• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2007.tde-11032008-153152
Documento
Autor
Nome completo
Cecilia Baptistotte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2007
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Fernando (Presidente)
Ferreira Neto, José Soares
Filoni, Cláudia
Matushima, Eliana Reiko
Verdade, Luciano Martins
Título em português
Caracterização espacial e temporal da fibropapilomatose em tartarugas marinhas da costa brasileira
Palavras-chave em português
Chelonia
Epidemiologia veterinária
Patologia veterinária
Tartarugas marinhas.
Resumo em português
Fibropapilomatose (FP) é uma doença caracterizada por múltiplas massas de tumores cutâneos variando de 0,1 a mais de 30 cm em diâmetro. Afeta primariamente tartarugas-verdes (Chelonia mydas), mas também outras espécies de tartarugas marinhas ao redor do mundo. O objetivo deste estudo é, através de dados já sistematicamente coletados pelo Programa Brasileiro de Proteção, Pesquisa e manejo das Tartarugas Marinhas - Projeto TAMAR-IBAMA, caracterizar, no tempo e no espaço, a ocorrência desta doença em tartarugas marinhas na costa brasileira, entre os anos de 2000 a 2005. As tartarugas encontradas, vivas ou mortas, foram identificadas, medidas e examinadas quanto à presença ou ausência de tumores. Nesse período foram examinadas 10.170 tartarugas marinhas, sendo 1.243 tartarugas-de-pente, (Eretmochelys imbricata), das quais 2 apresentaram tumores; entre as 250 tartarugas- cabeçudas, (Caretta caretta), 5 apresentaram tumores; entre as 288 tartarugas-oliva (Lepidochelys olivacea), 3 apresentaram tumores; nenhuma das 30 tartarugas-gigantes, (Dermochelys coriacea) examinadas tinham tumores. A maior parte dos registros (82,20 %; 8.359 de 10.170) correspondeu a tartarugas-verdes (Chelonia mydas), das quais 1.288 apresentavam tumores. Foram coletadas amostras de tumores de 80 tartarugas para análise histopatológica; todas foram positivas para fibropapilomatose. A média da prevalência nacional geral para Chelonia mydas foi de 15.41%; apenas nas áreas costeiras a doença foi verificada. Nenhuma ocorrência foi registrada nas ilhas oceânicas do Atol das Rocas e do Arquipélago de Fernando de Noronha. Os resultados das freqüências de tumores por estado foram: Bahia, 15,81% (211/1335); Ceará, 36,94% (181/490); Espírito Santo, 27,43% (469/1710); Pernambuco-Arquipélago de Fernando de Noronha, 0,00% (0/501); Rio de Janeiro, 5,96% (9/151); Rio Grande do Norte-região costeira, 31,43% (33/105); Rio Grande do Norte-Atol das Rocas, 0,00% (0/486); Sergipe, 18,46% (12/65); São Paulo, 10,73 % (371/3456). Os animais afetados variaram de juvenis com comprimento curvilíneo de carapaça (CCC) mínimo de 30,0 cm, subadultos a adultos com máximo de 112 cm. A prevalência de tumores associado a fibropapilomatose aumentou com o CCC até 80,0 cm e decresceu abruptamente. A caracterização da doença foi realizada com um grupo de 202 tartarugas verdes afetadas em uma agregação no Estado do Espírito Santo. Nesse grupo, o número de tumores variou de 1 a 179 tumores em um único animal, tendo como média 21 tumores por tartaruga afetada. 72,5 % dos tumores estavam localizados na região anterior corpórea do animal, 25,2% na região posterior e 2,3% na carapaça e plastrão. Nenhuma tartaruga apresentou tumores na cavidade oral. Para análise de escore de tumor em tartarugas afetadas com FP, o escore de tumor 1 e 2 foi predominante, com 40,61% (80 de 197) e 51,27% (101 de 197) respectivamente. Apenas 8,12% (16 de 197) das tartarugas tiveram escore de tumor 3.
Título em inglês
Spatiotemporal characterization of fibropapillomatosis in sea turtles of the Brazilian Coast
Palavras-chave em inglês
Brazil.
Chelonia mydas
Conservation
Epidemiology
Fibropapillomatosis
Green turtle
Sea turtles
Tumors
Resumo em inglês
Fibropapilomatosis (FP) is a disease characterized by multiple masses of cutaneous tumors varying from 0,1 to more than 30 cm in diameter. It has affected primarily green turtles (Chelonia mydas), but also other species of sea turtles around the world. The aim of this study is, through the data already systematically collected by the Brazilian Sea Turtle Protection, Research and Management Program - Projeto TAMAR - IBAMA to characterize the occurrence of this disease in marine turtles along the Brazilian coast to within time and space, from 2000 to 2005. Turtles found alive or dead were identified as for the species, measured and examined as for the presence or absence of tumors. 10.170 sea turtles were examined: 1.243 of them were Hawksbills (Eretmochelys imbricata), two of which showed tumors; five of the 250 loggerhead turtles (Caretta caretta) and three of 288 olive ridley's turtles (Lepidochelys olivacea), showed tumors; none of the 30 leatherback (Dermochelys coriacea) carried tumors. Mostly of the records, (82,20%; 8.359/10170) corresponded to green turtles (Chelonia mydas), 1.288 of which had tumors. Samples of tumors were collected from 80 turtles for histopathologycal analysis; all examined samples were positive for fibropapillomatosis. The average nationwide tumor prevalence in Chelonia mydas was 15.41%; the disease was detected only in coastal areas: no occurrence was recorded for the oceanic islands of Atol das Rocas and Fernando de Noronha Archipelago. The tumor frequencies by state were: Bahia, 15,81% (211/1335); Ceará, 36,94% (181/490); Espírito Santo, 27,43% (469/1710); Pernambuco - Archipelago of Fernando de Noronha, 0,00% (0/501); Rio de Janeiro, 5,96% (9/151); Rio Grande do Norte- coastal area, 31,43% (33/105); Rio Grande do Norte - Atol das Rocas, 0,00% (0/486); Sergipe, 18,46% (12/65); São Paulo, 10,73% (371/3456). The affected animals varied from juvenile, with minimum curved carapace length (CCC) 30,0 cm to sub-adults, adults with a maximum 112 cm. The prevalence of tumours associated to fibropapillomatosis increased with CCC up to 80,0 cm and then decreased abruptly. The number of tumors in 202 affected green turtles from an aggregation in the state of Espírito Santo varied from 1 to 179 tumors in a single animal, with an average of 21 tumors per affected turtle. 72,5% of tumors were located in the anterior half of the animal's bodies, 25,2% in the posterior area, 2,3% on the shell and plastron. No turtle had tumors in the oral cavity. A predominance of turtles was registered with tumors score 1, 40,61% (80 of 197) and score 2, 51,27% (101/197). Only 8,12% (16/197) of the turtles that had score 3. For analysis of tumor score in affected turtles with FP, the tumors score 1 and 2 was predominant, with (40,61%; 80 of 197) and (51,27%; 101/197) respectively. Only 8,12 % (16/197) of the turtles attained tumors score 3.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.