• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2018.tde-09042018-105018
Documento
Autor
Nome completo
Diones Antonio Borges
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Molina, Silvia Maria Guerra (Presidente)
Oliveira, Giancarlo Conde Xavier
Ballester, Maria Victoria Ramos
Brum, Alexandre Martini de
Pinto, Mara Cristina
Zapata, Marco Tulio Antonio Garcia
Título em português
Hiperendemia de leishmaniose tegumentar na fronteira trinacional da Amazônia sul-ocidental: aspectos de adaptabilidade humana
Palavras-chave em português
Lutzomyia sp. L.
Adaptabilidade Humana
Amazônia Sul-ocidental
Ecologia Humana
Leishmaniose Tegumentar
Leishmaniose Visceral
Resumo em português
A leishmaniose tegumentar (LT) é uma zoonose causada por protozoário do gênero Leishmania e transmitida pela picada de diferentes espécies de flebotomíneos infectados. Pode acometer o ser humano no momento em que este participa acidentalmente do ciclo silvestre de manutenção da doença, por meio de atividades que necessitem de sua entrada no ambiente de mata ou mesmo devido a existência de moradias próximas a borda da floresta ou até mesmo no interior da mesma. Atualmente há cada vez mais evidências da transmissão por consequência das modificações no ambiente causadas pelo ser humano, levando à migração de algumas espécies de Leishmania e de seus vetores para as imediações dos domicílios. A LT tem como principal agente etiológico a Leishmania (Viannia) braziliensis na Amazônia brasileira e esta é responsável por uma forma extremamente grave de leishmaniose anérgica. Este parasito caracteriza-se por apresentar espectro de manifestações clínicas e imunológicas que variam do pólo anérgico ao polo hiperérgico. O presente estudo faz-se necessário para avaliar: a adaptabilidade de populações humanas residentes em áreas endêmicas de LT; como elas procuram se ajustar ao ambiente no qual vivem; como a evolução destas populações humanas pode se refletir nos seus sistemas imunológicos e, consequentemente, nas formas, mais ou menos graves, de apresentação da LT em área hiperendêmica. Foram identificados 17647 flebotomíneos, sendo esses classificados em 86 espécies. Dessas, 14 espécies atendem a classificação de vetores de Leishmania sp. e outras 7 espécies são apontadas como potenciais vetores de Leishmania sp. O presente estudo comprova a existência da espécie Lutzomyia longipalpis, espécie vetor da leishmaniose visceral (LV), patologia na qual pode evoluir ao quadro de óbito senão ocorrer o devido tratamento. Este é o primeiro registro da espécie no estado do Acre e na porção sul-ocidental da Amazônia, e corrobora os atuais estudos que apontam a expansão territorial da ocorrência da LV no Brasil e com a hipótese de expansão até áreas Andinas.
Título em inglês
Hyperendemic of cutaneous leishmaniasis in the tri-national border of southwestern Amazon: aspects of adaptability human
Palavras-chave em inglês
Lutzomyia sp.
Cutaneous Leishmaniasis
Human Adaptability
Human Ecology
SouthWestern Amazon
Visceral Leishmaniasis
Resumo em inglês
Cutaneous leishmaniasis (CL) is a zoonosis caused by a protozoan of the genus Leishmania and transmitted by the bite of different species of infected sand flies. It may affect the human being at the time when it accidentally enters the wild cycle of the maintenance of the disease, through activities requiring its entry into the forest environment or even due to the existence of households near the edge of the forests or even within the same. Currently there is increasingly evidence of transmission due to changes in the environment caused by the human being, leading to the migration of some species of Leishmania and its vectors to the immediate vicinity of households. The CL has as the main agent etiological the Leishmania (Viannia) braziliensis in the Brazilian Amazon and this is responsible for an extremely serious form of leishmaniasis anergic. This parasite is characterized by presenting a spectrum of clinical and immunological manifestations ranging from the pole anergic to the pole hyperergic. The present study is necessary to evaluate: the adaptability of human populations resident in the endemic areas of CL; how they seek to adjust to the environment in which they live; how the evolution of these human populations can reflect on their immune systems and, consequently, in the more or less severe forms of presentation of the CL in hyperendemic area. 17647 phlebotomines were identified, being classified in 86 species. Among them, 14 species meet the classification of vectors of Leishmania sp. and 7 other species are pointed out as potential vectors of Leishmania sp. The present study proves the existence of the species Lutzomyia longipalpis, vector species of visceral leishmaniasis (VL), pathology in which it may evolve into the death frame, but due treatment. This is the first record of the species in the state of Acre and in the western portion of the Amazon, and corroborates the current studies that point the territorial expansion of the occurrence of LV in Brazil and with the chance of expansion to Andean areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.