• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2014.tde-07072014-114108
Documento
Autor
Nome completo
Julia Teixeira Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2014
Orientador
Banca examinadora
Sorrentino, Marcos (Presidente)
Massabni, Vânia Galindo
Sato, Michele Tomoko
Spazziani, Maria de Lourdes
Trajber, Rachel
Título em português
Educação ambiental: um estudo sobre a ambientalização do cotidiano escolar
Palavras-chave em português
Educação ambiental
Escolas sustentáveis
Políticas públicas
Resumo em português
A fragilidade das práticas pedagógicas em Educação Ambiental e as dificuldades para sua inserção nas escolas já são fatos constatados por muitos estudos. Fazem-se necessários, desse modo, estudos avaliativos que promovam o aprimoramento das ações pedagógicas voltadas ao campo ambiental, visando a sua inclusão sustentável no cotidiano escolar. Nesse sentido, a presente pesquisa objetiva contribuir para a produção de conhecimentos que visem à constituição e promoção de estratégias de políticas públicas voltadas à inclusão efetiva da Educação Ambiental no ensino formal. Para tanto, a pesquisa acompanhou, através de observação participante, questionário, análise documental e entrevistas semiestruturadas individuais e coletivas, um processo formativo, destinado a promover Escolas Sustentáveis organizado pelo Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca) da ESALQ/USP em parceria com o Instituto Estre de Responsabilidade Socioambiental (IE). Assim, utilizando-se de elementos da pesquisa qualitativa e das técnicas já citadas, buscou-se analisar o processo formativo em questão em termos dos desafios e elementos facilitadores colocados diante da inclusão da temática ambiental e como esses são enfrentados pelos educadores, as estratégias para promover a continuidade dos processos educadores, os sujeitos escolares envolvidos nas atividades de Educação Ambiental, sentimentos e valores desses sujeitos e os limites e potencialidades da proposta estudada. O trabalho verificou que priorizar o processo, e não somente seus produtos, trazendo a formação para dentro da escola, estimulando a participação e a construção coletiva, pode colaborar para fomentar o protagonismo da escola. Iniciou-se pela enunciação das utopias e sonhos dos participantes da mesma, conectando-os com o diagnóstico da realidade escolar e as ações transformadoras dessa realidade, contribuindo para emergir entre os grupos de trabalho um sentimento identitário. No entanto, a falta de continuidade do curso Escolas Sustentáveis Oca/IE, o afrouxamento das parcerias, o pouco envolvimento e participação das comunidades escolares somados ao ambiente escolar pouco fértil para inovações, desmotivaram e despotencializaram os participantes a colocar em prática as ações por eles planejadas e, assim, dar continuidade ao processo formativo. Observou-se que as mudanças proporcionadas permaneceram mais nas pessoas que estiveram diretamente relacionadas com o Curso do que na escola como um todo. Os acertos e equívocos colocam-se como apontamentos para o aprimoramento de políticas públicas de Educação Ambiental escolarizada, evidenciando-se a necessidade de criar indicadores avaliativos para auxiliar no processo de ambientalização do cotidiano escolar.
Título em inglês
Environmental Education: an approach for sustainable schools
Palavras-chave em inglês
Environmental education
Public policies
Sustainable schools
Resumo em inglês
The fragility of the pedagogical practices in Environmental Education and the difficulties for their insertion in schools are already evidenced facts by many studies. Thus, it is necessary evaluative studies that promote improvement of educational actions towards environmental field, aiming its sustainable inclusion in daily school. In this sense, the present research intends to contribute to the production of knowledge aimed at the establishment and promotion of public policy strategies to an effective inclusion of Environmental Education in formal education. For this reason, the research followed, through participant observation, questionnaires, analysis of documents and semi-structured individual and collective interviews, a formative process addressed to promote Sustainable Schools organized by the Laboratory of Education and Environmental Policy of ESALQ/USP in partnership with the Estre Institute of Socio-Environmental Responsibility. Therefore, using elements of qualitative research and techniques already mentioned herein, it sought to analyze the formative process in terms of the challenges and elements placed in front of the facilitators inclusion of environmental issues and how these are faced by educators, the strategies to promote the continuity of educators processes, the school subjects involved in Environmental Education activities, feelings and values of these subjects, and the limits and potentialities of the proposed study. The study found that prioritize the process, and not only their products, bringing the training into the school, stimulating participation and collective construction of process, can collaborate to promote the role of the school in its formative process. The study started by the enunciation of utopias and dreams, connecting them with the diagnosis of school reality and transformative actions of this reality, contributing to emerge between the working groups a sense of identity. However, the lack of continuity of the course, the loosening of the partnerships, the lack of involvement and participation of school communities added to the school environment little fertile for innovations, soon lost and demotivated working groups to put into practice the actions planned by them and, thus, to continue the formative process. It was observed that the changes offered by the formative process remained more on the people who were directly related to the course than at the school as a whole. These successes and misconceptions are notes for the improvement of public policies for Environmental Education in schools, showing the need to create evaluative indicators to assist in the process of Environmental Education in schools.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-08-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.