• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2006.tde-05022007-152214
Documento
Autor
Nome completo
Maria Claudia Mendes Sorreano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2006
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Ricardo Ribeiro (Presidente)
Carvalho, Janice Guedes de
Gandolfi, Sergius
Heinrichs, Reges
Muraoka, Takashi
Título em português
Avaliação da exigência nutricional na fase inicial do crescimento de espécies florestais nativas
Palavras-chave em português
Crescimento vegetal
Diagnose foliar
Exigência nutricional
Florestas
Nutrição mineral
Plantas nativas
Resumo em português
O projeto tem como hipótese de trabalho que as espécies florestais tem exigências nutricionais e respostas ao stress nutricional diferenciados e que a complementação nutricional é um dos principais fatores determinantes do sucesso de projetos de recuperação florestal. Este trabalho teve como objetivo avaliar as exigências nutricionais e os efeitos da omissão de macro e micronutrientes em espécies florestais nativas de diferentes grupos sucessionais, mais usadas ou indicadas para recuperação de áreas degradadas no Estado de São Paulo. As espécies estudadas, agrupadas de acordo com o seu grupo sucessional, foram: pioneiras e secundárias iniciais - Tapirira guianensis, Ceiba speciosa, Cecropia pachystachya, Croton urucurana, Lonchocarpus muehlbergianus, Acacia polyphylla, Enterolobium contortisiliquum, Inga uruguensis, Guazuma ulmifolia, Aegiphila sellowiana, Cytharexyllum myrianthum; secundárias tardias e clímax - Astronium graveolens, Myroxylon peruiferum, Hymenaea courbaril, Cariniana legalis, Esenbeckia leiocarpa, Genipa americana. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, em blocos ao acaso, com três repetições e treze tratamentos para cada espécie, empregando a técnica de diagnose por subtração (-N, - P, -K, -Ca, -Mg, -S, -B, -Cu, -Fe, -Mn, -Mo, -Zn), sendo que, num dos tratamentos, as espécies foram cultivadas em solução nutritiva completa, com todos os macros e micronutrientes. As plântulas foram transplantadas para vasos de 2 L contendo solução nutritiva. Foram avaliadas: altura, diâmetro, número de folhas e ramos, produção de matéria seca da parte aérea (folhas e ramos + caule) e raízes, teor de nutrientes da matéria seca da parte aérea e raízes. Para avaliar as alterações ultraestruturais causadas pela deficiência de nutrientes em Ceiba speciosa foi utilizada a técnica de microscopia eletrônica de transmissão. Concluiu-se que: 1) a omissão dos nutrientes resultou em alterações morfológicas traduzidas em anormalidades visíveis, sendo que, os micronutrientes B, Fe Cu e Zn quando omitidos causam os primeiros sintomas, seguidos pelos macronutrientes N, P e K, para os diferentes grupos ecológicos; 2) as mudas de espécies iniciais da sucessão mostraram-se mais sensíveis à omissão de macro e micronutrientes demonstrando os sintomas de deficiências visuais mais rapidamente que as mudas de espécies de crescimento lento; 3) quando se agrupa a espécie florestal independente do grupo ecológico a que elas pertencem, verificamos que essas apresentaram um denominador comum, ou seja, os tratamentos com omissão de N, Ca, B, Cu e Zn foram os que mais afetaram o incremento em altura, diâmetro do colo, número de ramos e folhas, para as 17 espécies estudadas. Já a produção de matéria seca foi prejudicada pela omissão de N, Cu, Fe e Zn; 4) a variação do teor foliar de macro e micronutrientes deve refletir as exigências distintas das diversas espécies; 5) a omissão de macro e micronutrientes provocou alterações na ultraestrutura de células do limbo foliar de Ceiba speciosa, relacionadas aos sintomas visíveis de deficiência nutricional; 6) este estudo deve ser considerado como preliminar para trabalhos de campos destinados a programas de correção de solos e adubação para as diferentes espécies.
Título em inglês
Evaluation of the nutritional requirements of native forest species in their initial plant growth
Palavras-chave em inglês
Mineral nutrition
Native species
Successional groups
Ultrastructural observations
Visual diagnosis
Resumo em inglês
The working hypothesis of this research is that native forest species have different nutritional demands and show diverse response to the nutritional stress, and that addition of nutrients could be an important factor for the success of projects designed for the recovery of forests. This work had the goal of assessing both the nutritional requirements and the effect of the deficiences of macro and micronutrients on native species of various successional groups more extensively used in the recovery of degraded areas of the State of São Paulo. The following species were studied: pioneer and secondary - Tapirira guianensis, Ceiba speciosa, Cecropia pachystachya, Croton urucurana, Lonchocarpus muehlbergianus, Acacia polyphylla, Enterolobium contortisiliquum, Inga uruguensis, Guazuma ulmifolia, Aegiphila sellowiana, Cytharexyllum myrianthum; secondary late and climax - Astronium graveolens, Myroxylon peruiferum, Hymenaea courbaril, Cariniana legalis, Esenbeckia leiocarpa, Genipa americana. The experiment was conducted in the greenhouse with thirteen treatments with three replicates under a completely randomized design. The technique of diagnosis by subtraction was used with the following treatments for all species: complete, -N, -P, -K, -Ca, -Mg, -S, -B, -Cu, -Fe, -Mn, -Mo, -Zn. Young plants were grown in nutrient solution in 2L pots. The following variables were evaluated: height, diameter, number of leaves and branches, dry matter both in tops and roots, nutrient content in the dry matter. Changes in ultrastructure caused by the deficiencies of nutrients in Ceiba speciosa, was observed by the technique of electron microscopy. Main conclusions were as follows: 1) The omission of nutrients caused symptoms of deficiency. The first to show up were due to lack lack of B, Fe, Cu and Zn, being followed by N, P and K; 2) The starter plants species were more sensitive to the deficiencies showing symptoms earlier than species of slow rate of growth; 3) When the species are grouped independently of the ecological group their belong to, it is seem that there is a common denominator among them, that is to say, treatments with omission on N, Ca, B, Cu, Zn affected most height, stem diameter, number of branchs and of leaves. On the other hand dry matter wield was more affected by lack of N, Cu, Fe, Zn; 4) The variation in the leaf content of the various nutrients very likely reflects differences in requirements there of; 5) Omissions of both macro and micronutrients caused changes in the ultrastructure of Ceiba speciosa related to the visual symptoms of deficiency; 6) This study is to be considerate of a preliminary nature for field work designed to set up programs of correction and fertilization for the various species.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MariaSorreano.pdf (5.40 Mbytes)
Data de Publicação
2007-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.