• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.90.2012.tde-15082012-161734
Documento
Autor
Nome completo
Letícia Manolio de Paula Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Sigolo, Joel Barbujiani (Presidente)
Franchi, José Guilherme
Porto, Monica Ferreira do Amaral
Título em português
Valores de referência para metais potencialmente tóxicos em sedimentos e em moluscos filtradores no Rio Ribeira de Iguape
Palavras-chave em português
bivalve límnico.
metais potencialmente tóxicos
sedimento
Valores de referência
Resumo em português
O alto da Bacia Hidrográfica do Rio Ribeira de Iguape foi submetido a intensa atividade mineira, cujo objeto mineral principal era a obtenção de chumbo (Pb). Durante longo período as condições de explotação foram rudimentares, não havendo controle sobre o impacto ambiental gerado durante as fases de extração e beneficiamento do minério, cujos rejeitos (escória e concentrado) foram lançados por anos diretamente no rio Ribeira de Iguape. Com o propósito de se criar uma indicação clara do comprometimento ambiental ou não da bacia hidrográfica do rio Ribeira de Iguape quanto ao teor dos metais Cd, Pb, Cr, Zn e Cu, este trabalho exibe resultados de valores que podem servir de referência em teor para estes metais. Para tanto, foram coletadas amostras de duas espécies de moluscos bivalves, Anodontites tenebricosus e Corbicula fluminea e de sedimento aluvionar, em uma porção localizada a montante das fontes de contaminação pelas atividades de mineração e fundição. Os moluscos foram coletados por exame tátil do substrato, seus tecidos foram separados das conchas, liofilizados e analisados em espectrômetro de massa (ICP/MS) e em espectrômetro de absorção atômica (AES). Os valores médios foram em sua maioria inferiores aos valores obtidos por outros autores em pontos localizados ao longo do rio Ribeira de Iguape sob a influência das atividades de mineração e fundição. Em relação às amostras de sedimento aluvionar estas foram separadas em duas porções, uma contendo sedimentos com minerais não magnéticos e a outra sedimentos com minerais magnéticos. Estas amostras foram tratadas granulometricamente e analisadas por fluorescência de raio X (FRX), a fim de se obter a concentração dos metais contidos em cada fração granulométrica. Nas amostras de sedimento não magnético, o composto químico em maior concentração foi SiO2. Quanto aos metais potencialmente tóxicos aqui investigados, todos foram encontrados nestas amostras. Já em relação ao sedimento magnético, as amostras exibiram constituição química composta principalmente por Fe2O3. Os metais Pb, Cr, Zn e Cu, foram encontrados em maior concentração nas amostras referentes as frações granulométricas mais finas, sendo a concentração do Cr nitidamente mais elevada. A elevada concentração deste metal nas amostras de sedimento magnético, quando comparada com as obtidas nas amostras não magnéticas, pode indicar uma provável origem do Cr a partir do mineral cromita (FeCr2O4). Estes dados juntamente com informações contida na literatura específica, indicam que provavelmente a origem do Cr, Pb, Zn e Cu na bacia do rio Ribeira de Iguape possui origem geogênica. De maneira geral, as concentrações dos metais potencialmente tóxicos aqui verificadas, tanto nas amostras referentes às duas espécies de moluscos quanto nas amostras de sedimentos, são inferiores, em sua maioria, às obtidas em pontos ao longo do rio Ribeira de Iguape estudados por outros autores onde há influência das atividades de mineração, o que permite considerar esses dados como referência.
Título em inglês
Reference values to potentially toxic metals in sediments and mussels in the River Ribeira de Iguape
Palavras-chave em inglês
limnic bivalve
potentially toxic metals
Reference Values
sediments
Resumo em inglês
The Ribeira do Iguape River Basin (RIRB) was historically influenced by intense mining activities mainly related to lead (Pb) extraction. For many decades, such exploitation was conducted under rudimentary conditions without control of environmental impacts produced during the stages of ore extraction and beneficiation. Thus, mining wastes and metallurgical slags were directly discharged into the Ribeira de Iguape River, causing environmental contamination by metals. The present investigation has the purpose of developing reference values to some metals (Cd, Pb, Cr, Zn and Cu) to RIRB, in order to provide information that allow the environmental monitoring and the determination of environmental contamination to Ribeira do Iguape River Basin. To achieve that, samples of two bivalves species were collected: Corbicula fluminea and Anodontites tenebricosus. Besides, alluvial sediments from a site located upstream to the contamination sources for metals (mining and smelting activities) were also collected. For both species, soft tissues were firstly separated from their respective shells, freeze-dried and then analyzed in a mass spectrometer (ICP/MS) and atomic absorption spectrometer (AAS). Alluvial sediment samples were splitted into two aliquots, one containing magnetic minerals and another with sediment containing non-magnetic minerals. These samples were separated for particle size and analyzed by X-ray fluorescence (XRF) in order to obtain the metals concentrations for each class of particle size. For presence of metals in bivalves, concentrations were mostly lower than those reported by other authors along RIRB areas influenced by mining and smelting residues. In the non-magnetic sediment fraction, the prominent substance was SiO2. Regarding to potentially toxic metals investigated in this study, all of them were found in such samples. On the other hand, in the magnetic sediment fraction, the prominent chemical was Fe2O3. Pb, Cr, Zn and Cu were found in highest concentrations in the finer grain fractions. The Cr concentration was noticeably high. The higher concentration of this metal in magnetic sediment fractions, when compared to the non-magnetic ones, may indicate a probable source of Cr, Pb, Zn e Cu from the mineral chromite (FeCr2O4). These data, together with that from specific literature, indicate that the origin of Cr at RIRB is probably natural .In general, the potentially toxic metals concentrations found in this study for both species of mussel and sediment are mostly lower than the concentrations obtained by others authors for other portions of Ribeira de Iguape River under influence of mining activities, thus, such results suggest that these concentrations may be considered as local reference values for RIRB.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.