• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2009.tde-22042009-170435
Documento
Autor
Nome completo
Camila Bento de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Moreau, Regina Lucia de Moraes (Presidente)
Farsky, Sandra Helena Poliselli
Silva, Fábio Ribeiro da
Título em português
Efeitos da administração aguda e prolongada de diazepam sobre parâmetros imunológicos de ratos
Palavras-chave em português
Citometria de fluxo
Diazepam
Linfócitos
Microextração em fase líquida
PBR
Tolerância
Resumo em português
Os benzodiazepínicos (BDZ) são amplamente utilizados no tratamento da ansiedade. Aumentam a neurotransmissão GABAérgica por ação em sítios receptores específicos para BDZ presentes no complexo ionóforo no canal do receptor GABAA, onde modulam alostericamente suas atividades. Porém, além de atuar nesses receptores, têm sido relatado, também, a existência de receptores periféricos para benzodiazepínicos (PBR). Evidências sugestivas de uma ação imunomodulatória direta para os BZD emergem de estudos que demonstraram a presença de PBR em células imunes/inflamatórias. Este trabalho avaliou os efeitos da administração de diazepam sobre parâmetros imunológicos de ratos e desenvolveu um método para dosagem plasmática desse benzodiazepínico utilizando a técnica de microextração em fase líquida. Foram realizados tratamentos agudo e prolongado (21 dias) com as doses de 1 e 10 mg/kg. Os resultados mostraram que a dose de 1 mg/kg não alterou qualquer um dos parâmetros imunes analisados; porém, diminuiu a quantidade de hemoglobina e de hemácias, assim como o valor de hematócrito, quando administrado prolongadamente. Entretanto, a dose de 10 mg/kg, após ambos os tratamentos, foi capaz de diminuir as células apoptóticas e, conseqüentemente, de aumentar a porcentagem de células viáveis, aumentar a porcentagem de células Thelper e Tcitotóxicas, diminuir a porcentagem de células B e aumentar os níveis séricos de corticosterona. Além destes, observou-se, também, um aumento do número de reticulócitos e um aumento do número das células segmentadas no sangue periférico, após administração prolongada do diazepam, assim como um aumento do número de células segmentadas no baço, após administração aguda. A menor dose de diazepam (1 mg/kg) também não foi capaz de induzir tolerância, diferente da maior dose (10 mg/kg), que levou ao desenvolvimento de tolerância funcional. Esses resultados sugerem que a administração de diazepam em baixas doses (< 1mg/kg) não interfira com os parâmetros imunes analisados. Entretanto, o uso de diazepam em doses mais elevadas (> 10 mg/kg) é capaz de alterar tais parâmetros. Muito provavelmente esses efeitos tenham a ver com o número de receptores PBR presentes nas células imunes avaliadas e/ou com a dose de diazepam administrada. Com relação ao método analítico, encontrou-se linearidade na faixa de interesse (intervalo dinâmico de 25 a 2000 ng/mL) para o diazepam e o desmetildiazepam. Os limites de detecção e quantificação foram de 20 e 25 ng/mL, respectivamente, e os parâmetros analisados mostraram-se satisfatórios. Desta forma, o método desenvolvido utilizando a técnica de microextração em fase líquida mostrou-se prático, de baixo custo e com grande potencial para extração prévia à injeção no CG.
Título em inglês
Effects of acute and long-term diazepam administration on rat immune parameters
Palavras-chave em inglês
Diazepam
Flow cytometry
Liquid-phase microextraction
Lymphocytes
PBR
Tolerance
Resumo em inglês
Benzodiazepines (BZD) are widely used for the treatment of anxiety. They enhance GABA-ergic neurotransmission through binding on specific BDZ recognition sites, within the GABAA receptor-ion channel complex, where they allosterically modulate its activity. However, recents studies showed that BZD also act on peripheral benzodiazepine receptor sites (PBR). Evidence for a direct immunomodulatory action for BZD emerged from studies that demonstrated the presence of PBR on immune/inflammatory cells. The present experiment was designed to analyze the effects of diazepam on rat immune parameters and to develop a method to detect diazepam on rat plasma through a liquid-phase microextraction technique (LPME). The effects of both acute and long-term (21 days) diazepam (1 and 10 mg/kg/day) administrations were evaluated. Results showed that diazepam (1 mg/kg) treatment did not change the immune parameters analyzed; however, long-term diazepam treatment decreased erytrocytes, hemoglobin and hematocrit values. Both diazepam (10mg/kg) acute and long-term treatments decreased the number of apoptotic cells and, consequently, enhanced the percentage of viable cells; they also increased the percentage of Thelper and Tcitotoxic cells; decreased the percentage of B cells and increased the corticosterone serum levels. Long-term diazepam (10 mg/kg) treatment enhanced reticulocytes and segmented cells in the peripheric blood; however, only acute diazepam (10mg/kg) treatment increased the number of segmented cells on spleen. The low dose of diazepam used (1 mg/kg) was unable to induce tolerance, differently of that found after the high dose of diazepam (10 mg/kg). This latter treatment indicated the development of functional tolerance, at least for diazepam effects on corticosterone serum levels. These results suggested that low doses of diazepam (< 1 mg/kg) were not able to change the immune parameters analyzed; however, high doses of diazepam (> 10 mg/kg) changed many of these immune parameters. It is possible that the observed effects were related to the number of PBR receptor sites present on immune cells and/or to the levels of serum diazepam after the treatments used. The analytical method provided to be linear in the interest range (dynamic range from 25 to 2000 ng/mL) for diazepam and its main metabolite, desmethyldiazepam. The limits of detection and quantification were 20 and 25 ng/mL, respectively, and the parameters analyzed provided to be satisfactory. Finally, the method developed utilizing the liquid-phase microextraction technique showed to be practical, with low costs and thus presenting potential to be used previously to the extraction procedures, i.e., prior to the injection into the gas-chromatography apparatus.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DissertacaoCamila.pdf (1.24 Mbytes)
Data de Publicação
2009-06-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.