• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2014.tde-09022015-103244
Documento
Autor
Nome completo
Vera Lucia Pivello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Kano, Eunice Kazue (Presidente)
Mastroianni, Patricia de Carvalho
Mourad, Amouni Mohmoud
Título em português
Perfil e atuação dos farmacêuticos comunitários do município de São Paulo na vigência da Resolução 44/2009 da ANVISA
Palavras-chave em português
Atenção farmacêutica
Farmácias e drogarias
Resolução RDC 44/2009
Serviços farmacêuticos
Resumo em português
Após décadas de afastamento, o farmacêutico busca retornar ao seu local primeiro de atuação, a farmácia. Esse retorno apresenta-se como tendência em muitos países, e também no Brasil. Entidades governamentais e profissionais esforçam-se para revalorizar a atuação do farmacêutico junto às atividades assistenciais, e uma contribuição significativa ocorreu com a publicação, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), da Resolução de Diretoria Colegiada - RDC 44, em 17/08/2009. A Resolução estabelece critérios e condições mínimas para o cumprimento das Boas Práticas Farmacêuticas, e dá respaldo a vários Serviços Farmacêuticos no ambiente das farmácias e drogarias. Diante da tendência de retorno do farmacêutico à assistência, do crescimento dos cursos de Farmácia no país e do grande número de recém-formados que ingressam no segmento de farmácias e drogarias a cada ano, justifica-se verificar com se desenvolve o trabalho desses profissionais. O objetivo do presente trabalho consistiu em avaliar o perfil e a atuação dos farmacêuticos na vigência da Resolução 44/2009, em farmácias e drogarias do município de São Paulo. O estudo descritivo transversal desenvolveu-se junto às farmácias e drogarias do município de São Paulo, com aplicação de questionário ao farmacêutico. Abordou características gerais desse profissional e do estabelecimento, conhecimento do mesmo sobre a Resolução 44/2009, atividades assistenciais, relacionamento com os componentes da equipe de trabalho, aspectos de documentação, e a visão do farmacêutico, tanto de sua atividade como de si mesmo. As respostas foram testadas estatisticamente, e procurou-se verificar se a Resolução 44/2009 tem provocado mudanças em sua atuação, em relação aos Serviços Farmacêuticos (SF). Buscou-se identificar os principais fatores que se apresentam como obstáculos para o retorno do farmacêutico ao seu papel de agente de saúde. Os resultados indicaram que os farmacêuticos das farmácias e drogarias do município de São Paulo são jovens, formaram-se principalmente em instituições privadas, estão familiarizados com o termo "atenção farmacêutica", mas nem todos conhecem as condutas que esta prática envolve. Foram observados aspectos positivos, como a percepção dos profissionais de que a Resolução 44/2009 valorizou seu trabalho e que tem havido reconhecimento crescente de sua atuação. Existe inclinação para a prática assistencial, mas os farmacêuticos não desenvolvem plenamente os SF da Resolução 44/2009. Há, no entanto, muitas barreiras para a efetivação da atenção farmacêutica e demais serviços, o que dificulta a inserção do farmacêutico nas práticas assistenciais. Dentre as mais citadas estão a falta de tempo para tais práticas, formação deficiente ou inadequada, falta de autonomia e autoridade dos farmacêuticos, e a resistência dos empresários em considerar os serviços farmacêuticos como um diferencial de atendimento e possibilidade de ganhos financeiros.
Título em inglês
Profile and role of community pharmacists in São Paulo facing the ANVISA Regulation 44/2009
Palavras-chave em inglês
Community pharmacy
Pharmaceutical care
Pharmaceutical services
Regulation 44/2009 ANVISA
Resumo em inglês
After decades of absence the pharmacist seeks to return to his first workplace, the pharmacy. This return is shown as a trend in many countries, and also in Brazil. Government and professional entities strive to revalue the pharmacist's care activities, and in Brazil, a valuable contribution in this direction came with the publication of Collegiate Board Regulation RDC 44, in August 2009, by the National Agency of Sanitary Surveillance (ANVISA). This regulation establishes minimum conditions for Good Pharmaceutical Practices and gives legal backing to several pharmaceutical services in pharmacies. The trend of return to pharmaceutical care, the growth of Pharmacy courses in our country and the large number of new professionals who enter the pharmacy segment every year justify checking how this professional activity develops. The purpose of this study was to evaluate the profile and acting of pharmacists in the presence of Regulation 44/2009, in pharmacies of São Paulo. Data were collected through cross-sectional study with a questionnaire to pharmacists, including general characteristics of pharmacists and pharmacies, checking about the knowledge of Regulation 44/2009 and assistencial activities, documentation aspects (in the context of this Regulation), relationship with other components of the working team, and the vision of the community pharmacist, of himself and of his work. The answers were tested statistically, to check if Regulation 44/2009 has changed the performance of the pharmacists in relation to services listed therein, and which has been the main obstacles to its application. We attempted to identify the most relevant factors that stand out as obstacles to pharmacists on returning to their role as a health agent. The results showed that pharmacists in São Paulo are young, formed mainly in private institutions, are familiar with the term "pharmaceutical care", but not all knew about the practices involved. Positive aspects were observed, such as the Regulation 44/2009 valued pharmacist´s job, and there was an increasing recognition of him by the population. There is a tendency to care practice, but pharmacists do not develop, in a regular way, the SF of Regulation 44/2009. Several barriers were identified, however, for the effectiveness of pharmaceutical care and other services: the most cited were lack of appropriate working environment, poor training of pharmacists, lack of autonomy and authority for them, and the vision of businessmen, who show resistance in considering the pharmaceutical services as a differential in attendance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.