• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2018.tde-08012018-112246
Documento
Autor
Nome completo
Angela Franco Mattos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Kaneko, Telma Mary (Presidente)
Campa, Ana
Taqueda, Maria Elena Santos
Título em português
Qualidade microbiana: influência de corantes e pigmento no método de bioluminescência
Palavras-chave em português
ATP bioluminescência
Bioluminescência (Métodos)
Controle biológico de qualidade dos fármacos
Corantes
Meia de cultura
Métodos rápidos
Microbiologia aplicada
Pigmento
Qualidade microbiana
Unidade Relativa de Luz (URL)
Validação
Resumo em português
A análise da qualidade microbiana de matérias-primas e de produtos por meio da técnica convencional de contagem de microrganismos exige demanda elevada de trabalho e fornece resultados em período de tempo não compatível com o desenvolvimento da tecnologia. A indústria farmacêutica e cosmética necessita de liberação rápida de seus produtos, assim métodos alternativos podem reduzir o tempo de trabalho e custo. O método de ATP bioluminescência detecta a presença ou ausência de microrganismos em até 24 horas. O método baseia-se na reação do ATP (adenosina trifosfato) provenientes do microrganismo com o complexo luciferina - luciferase, produzindo luz. Os componentes da formulação de produtos cosméticos, como os corantes e os pigmentos podem interferir na reação e influenciar na leitura da Unidade Relativa de Luz (URL). O objetivo do experimento foi validar método de ATP bioluminescência para avaliação da qualidade microbiana do pigmento Green7 e dos corantes FD&C Blue Covanor e o FD&C Red5, usados em produtos cosméticos, verificando se esses podem interferir na reação de ATP-bioluminescência , utilizando os meios de cultura TAT(Tryptone-Azolectin-Tween) , DE ( Dey Engly Neutralization Broth) e LB (Letheen Broth) . A primeira etapa da validação do sistema ATP bioluminescência foi determinar o Efeito da Amostra nas suspensões o qual verifica a presença de ATP não microbiano. A sensibilidade do ensaio foi analisada por meio do teste de limite de detecção inoculando-se os microorganismos Escherichia coli ATCC 8739, Burkholderia cepacea ATCC 25416, Staphylococcus aureus ATCC 6538, Candida albicans ATCC 10231 na suspensão das amostras. Para C. albicans não foi possível a detecção pois houve a necessidade de tempo maior de incubação. O meio de cultura TAT sem acréscimo de polissorbato 80 apresentou as melhores condições para a validação do pigmento Green7. Para corantes há necessidade ainda de uma investigação mais criteriosa, estudando outros meios de cultura, reagentes e condições que propiciem resultados adequados em conformidade com as especificações para a validação.
Título em inglês
Microbiology quality: Influence of dyes and pigment to bioluminescence method
Palavras-chave em inglês
ATP Bioluminescence
Biological control of drug quality
Bioluminescence (Methods)
Dyes
Microbial cultures
Microbiology applied
Microbiology quality
Pigment
Rapid methods
Relative Light Units (RLU)
Validation
Resumo em inglês
The analysis of the microbiology quality of raw materiais and finished products by means of the conventional technique of counting of microorganism demands high time of work and supplies resulted in period of not compatible time with the development of the technology. The rapid methods provide reliable and cost effective analysis for the microbiological evaluation the pharmaceutical and cosmetic industry. The ATP Bioluminescence detect the presence or absence of microorganisms the reduction in detection times and analysis from 72 hours to 24 hours. The bioluminescence assay is based upon the light-producing enzyme luciferase that will hydrolyze ATP to produce light. Light production is detected by a luminometer and recorded as relative light units (RLU). The purpose of this investigation was to develop and validate the use an ATP bioluminescence assay for detection microbial contamination in artificially contaminated commercial Green Nº 7 pigment and FD&C Blue Covanor e o FD&C Red Nº 5 dyes with some microbial cultures, TAT (Tryptone-Azolectin-Tween) , DE (Dey Engly Neutralization Broth) e LB (Letheen Broth), and to compare the results against standard microbiological analysis. The first step in validation of the ATP bioluminescence system was to determine the sample effect of the sample suspensions on the bioluminescence reaction where analyzed to determine whether the sample contained nonmicrobial ATP. The sensitivity of the assay to detect different levels of Escherichia coli ATCC 8739, Burkholderia cepacea ATCC 25416, Staphylococcus aureus ATCC 6538, Candida albicans ATCC 10231 was analyzed by spiking into the samples suspensions. For C. albicans contamination detection has not been possible because it has required more time than bacteria. The microbial culture TAT without addition of polissorbato 80 has presented the best conditions for the validation of the Green pigment n° 7. For dyes has still been necessity of studying other microbial culture, reagents and conditions that they propitiate resulted adequate in compliance with the specifications for the validation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.