• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2017.tde-01062017-162648
Documento
Autor
Nome completo
Thamires Batello Freire
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Velasco, Maria Valeria Robles (Presidente)
Cuccovia, Iolanda Midea
Faria, Dalva Lucia Araujo de
Silva, Vânia Rodrigues Leite e
Título em português
Desenvolvimento e avaliação da segurança e eficácia de nanoemulsão com cafeína com ação na HDLG
Palavras-chave em português
Cafeína
Celulite
Hidrolipodistrofia ginoide
Nanoemulsão
Permeação
Resumo em português
.A Hidrolipodistrofia Ginoide (HDLG), popularmente conhecida como celulite, ocorre em 80 a 90% da população feminina após o período da puberdade, provém de uma modificação metabólica no tecido adiposo cutâneo. A cafeína, por sua vez, promove uma ação lipolítica e é muito utilizada por formuladores. Este projeto buscou obter nanoemulsão contendo, como ingredientes principais, tensoativos (Oleth-3; Oleth-20) e cafeína pelo método de emulsificação por (TIF). Foram desenvolvidas emulsões, sendo a F3, a mais translúcida com Temperatura clearing-boundary (Tcb) de aproximadamente 80 °C e temperatura de inversão de fase (TIF) de 85 °C. No Teste de Estabilidade Preliminar (TEP), a nanoemulsão não apresentou modificações nas suas características organolépticas, exceto no teste de estresse térmico no qual ocorreu separação de fases acima de 70°C. No Teste de Estabilidade Normal (TEN) a condição de 45,0 ± 2,0 °C apresentou instabilidade, nos demais valores de temperatura as nanoemulsões foram classificadas como normal. Os valores de pH para as condições de 25,0 ± 2,0 °C e 5,0 ± 2,0 °C decaíram no decorrer dos 90 dias, 13,7 e 2% respectivamente. Estes valores foram avaliados por ANOVA, seguido do Teste de Tukey, sugerindo que o armazenamento da F3 seja refrigerado. Os índices de polidispersão apresentaram desvio reduzido de 0,1. Indicando a presença de gotículas com alta polidispersibilidade e caráter monodisperso. O tamanho de gotícula na condição de 5,0 ± 2,0 °C teve tamanho e percentual de variação inferior em relação à condição 25,0 ± 2,0 °C. O potencial zeta no t0 foi de -3,9. O percentual de Transmitância no t0 e com t90 dias de TEN apresentou valores de 48,7 e 6,5% respectivamente, indicando uma perda da transparência no decorrer do tempo. A constante de Ostwald na condição de geladeira foi favorável para a estabilidade. No ensaio com a espectroscopia Raman foi comparado o espectro da cafeína em solução em diversos valores de pH e não foi observado o deslocamento de bandas e nem sua protonação. As bandas de cafeína encontradas na F3 foram compatíveis com as encontradas na solução de cafeína (1337; 652,5 e 558,2 cm-1). Não houve interação da cafeína anidra com o óleo Caprylic/Capric Triglyceride (TAAC) e nem com os tensoativos Oleth-3 e Oleth-20. A validação analítica do método foi linear, precisa e exata. Houve redução da concentração de cafeína ao longo do tempo da TEN, na condição de 5,0 ± 2,0 °C (15,1%). A eficiência de associação da cafeína na gotícula foi 4,8%. No ensaio de segurança de uso de nanoemulsão in vitro HET CAM - Hen's Egg Test - Chorioallantoic Membrane, o resultado de 1,4 classificou a nanoemulsão F3 como levemente irritante. No ensaio de permeação cutânea em membrana natural (pele humana) as concentrações permeadas não ultrapassaram a concentração de saturação do tampão Phosfate Saline (PBS) (48,96 µg/3mL). A solução com cafeína permeou mais que a nanoemulsão com cafeína F3, porém a nanoemulsão melhorou visualmente e sensorialmente a precipitação da cafeína.
Título em inglês
Development and evaluation of the safety and efficacy of caffeine nanoemulsion with action in HDLG
Palavras-chave em inglês
Caffeine
Cellulite
Gynoid hydrolipodystrophy
Nanoemulsion
Permeation
Resumo em inglês
Ginoide Hydrolipodystrophy (HDLG), commonly known as cellulite, occurs in 80-90% of the female population after the puberty period, comes from a metabolic modification in cutaneous adipose tissue. Caffeine, in turn, promotes a lipolytic action and is widely used by formulators. This project obtained nanoemulsion containing as main ingredients surfactants (Oleth-3; Oleth-20) and caffeine by emulsification method by (TIF). Emulsions were developed, with F3 being chosen, the most translucent with clearing-boundary Temperature (Tcb) of approximately 80 °C and phase inversion temperature (TIF) of 85 °C. In the Preliminary Stability Test (PET), the nanoemulsion showed no changes in its organoleptic characteristics, except in the thermal stress test in which phase separation occurred above 70 °C. In the Normal Stability Test (TEN) the condition of 45.0 ± 2.0 °C showed instability, in the other temperature values the nanoemulsions were classified as normal. The pH values for the conditions of 25.0 ± 2.0 °C and 5.0 ± 2.0 °C declined over the course of 90 days, 13.7 and 2.0% respectively. These values were evaluated by ANOVA, followed by Tukey's test, suggesting that F3 storage should be refrigerated. The polydispersion indices showed reduced deviation of 0.1. Indicating the presence of droplets with high polydispersity and monodisperse character. The droplet size in the condition of 5.0 ± 2.0 °C had size and percentage of variation lower than the condition 25.0 ± 2.0 ° C. The zeta potential at t0 was -3.9. The percentage of Transmittance at t0 and with t90 days of TEN presented values of 48.7 and 6.5% respectively, indicating a loss of transparency over time. Evaluated constant of Ostwald, in the refrigerator condition was the most favorable for stability. In the Raman spectroscopy assay the caffeine spectrum was compared in solution at various pH values and the band displacement and its protonation were not observed. The caffeine bands found in F3 were compatible with those found in the caffeine solution (1337, 652.5 and 558.2 cm -1). There was no interaction of caffeine anhydrous with Caprylic/Capric Triglyceride oil (TAAC) nor with Oleth-3 and Oleth-20 surfactants. The analytical validation of the method was linear, precise and accurate. There was a reduction of the caffeine concentration over the TEN time, in the condition of 5.0 ± 2.0 °C (15.1%). The caffeine association efficiency in the droplet was 4.8%. In the safety assay of using nanoemulsion in vitro HET CAM - Hen's Egg Test - Chorioallantoic Membrane, the result of 1.4 ranked the nanoemulsion F3 as slightly irritating. In the natural membrane cutaneous permeation test (human skin) permeate concentrations did not exceed the saturation concentration of the (PBS) Phosfate Saline (48.96 µg/3 mL). The caffeine solution permeated more than the nanoemulsion with caffeine F3, but the nanoemulsion visually and sensorially improved the caffeine precipitation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.