• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2008.tde-25072008-144452
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Cavalheiro Magri
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Araújo, Adele Caterino de (Presidente)
Colleoni, Gisele Wally Braga
Granato, Celso Francisco Hernandes
Título em português
Prevalência de anticorpos anti-herpesvírus humano tipo 8 (HHV-8) em soros de pacientes com insuficiência renal crônica
Palavras-chave em português
Diálise peritoneal
Doenças infecciosas
Herpesvírus humano tipo 8
Imunofluorescência indireta
Imunologia
Insuficiência renal crônica
Sarcoma de Kaposi
Soroprevalência
Título de anticorpos
Resumo em português
A infecção pelo herpesvírus humano tipo 8 (HHV-8) tem sido associada ao sarcoma de Kaposi (SK) iatrogênico, que acomete pacientes imunossuprimidos e/ou transplantados renais. Em populações consideradas saudáveis, a soroprevalência para o HHV-8 varia de 1% a 8%. O presente trabalho buscou: determinar a prevalência e os títulos de anticorpos anti-HHV-8 em pacientes com insuficiência renal crônica (IRC), submetidos ou não à terapia renal substitutiva (TRS) do Hospital do Rim e Hipertensão e Casa da Diálise da UNIFESP e da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e, comparar os resultados obtidos com outras populações da mesma região geográfica, porém de outras categorias de risco para adquirir doenças infecciosas. Soros de 805 pacientes: 295 em hemodiálise, 54 em diálise peritoneal e 456 em acompanhamento ambulatorial, sem TRS, foram testados quanto à presença de anticorpos anti-HHV-8, de fase latente e lítica da replicação viral, por meio de técnicas de imunofluorescência indireta (IFI) LANA e Lítico, padronizadas na Seção de Imunologia do Instituto Adolfo Lutz. Os resultados obtidos foram analisados em relação a dados clínicos, epidemiológicos e laboratoriais usando o teste do qui-quadrado ou exato de Fisher para as variáveis categóricas e os testes de Mann Whitney ou Kruskal Wallis para as variáveis contínuas. Foi encontrada soropositividade ao HHV-8 em 18,0% dos pacientes com IRC, dos quais 18,3% nos pacientes em TRS e 17,7% nos pacientes sem TRS, não havendo diferença significante entre os grupos. As variáveis que estiveram relacionadas à sorologia positiva ao HHV-8 foram: transplante prévio (p<0,001) e doenças sexualmente transmissíveis (p=0,003), com destaque para a sífilis (p=0,021). As demais variáveis não mostraram associação estatística embora tenha havido maior número de amostras HHV-8 soropositivas com o avançar da idade. Em relação ao tipo e ao título de anticorpos detectados, houve mais amostras com sorologia positiva para anticorpos Lítico e maiores títulos de anticorpos LANA. A comparação dos resultados dos pacientes com IRC e outras populações de São Paulo revelou taxa semelhante de prevalência de anticorpos anti-HHV-8 na população com HIV/Aids (20,4%), considerada de alto risco para esta infecção viral. Por outro lado, a prevalência detectada na população com IRC (18,0%) foi inferior às obtidas em pacientes com SK epidêmico (89,3%), SK clássico (100,0%) e SK endêmico (87,5%), e superior a outras populações sem SK: pacientes com deficiência mental e/ou física (1,6%) e profissionais da área da saúde (1,1%). Em todos os grupos analisados houve maior número de amostras com sorologia positiva para HHV-8 de fase lítica, e maiores títulos de anticorpos LANA, exceção feita aos profissionais da área da saúde. Maiores títulos de anticorpos LANA foram detectados nos pacientes com SK. Não foram encontradas outras associações significantes. Os resultados obtidos permitem concluir que os pacientes com IRC têm alta prevalência de anticorpos anti-HHV-8, comparável aos indivíduos com HIV/Aids dessa região geográfica. Ainda, sugerem que se devam acompanhar os pacientes HHV-8 soropositivos com vistas a monitorar os títulos de anticorpos LANA e verificar se estes têm valor prognóstico. Caso isto venha a ser confirmado, sugere-se a introdução da sorologia para o HHV-8 na bateria de exames do pré-transplante renal.
Título em inglês
Prevalence of human herpesvirus-8 (HHV-8) antibodies in serum samples from patients with chronic kidney disease
Palavras-chave em inglês
Antibodies titer
Chronic kidney disease
Human herpesvirus 8
Kaposi's sarcoma
Seroprevalence
Resumo em inglês
Human herpesvirus 8 (HHV-8) infection is frequently associated with Kaposi's sarcoma (KS) in immunodeficient and renal transplanted patients. The HHV-8 seroprevalence in healthy populations varies from 1% to 8%. The present study aimed to determine the HHV-8 seroprevalence and antibodies titers in chronic kidney disease (CKD) patients with or without substitutive kidney therapy (SKT) attended at Hospital do Rim e Hipertensão and Casa da Diálise of UNIFESP, and at Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Secondarly, to compare the serological results with those obtained from populations of the same geographic region, presenting other risk factors for acquiring infectious diseases. Serum samples were collected from 805 CKD patients: 295 under hemodialysis, 54 under peritoneal dialysis, and 456 in ambulatorial assistance without SKT. Latent and Lytic HHV-8 antibodies were searched using indirect immunofluorescence assays that were standardized at Immunology Department of Instituto Adolfo Lutz. Chi-Square test and/or Fisher's exact test were performed for comparing categorical variables including epidemiological, clinical and laboratorial data, and HHV-8 serum status. Continuos variables associated with HHV-8 antibodies titers were compared using Mann Whitney or Kruskal Wallis tests. An overall HHV-8-seropositivity of 18.0% was detected in CKD patients: 18.3% in patients under SKT and 17.7% in patients without SKT. Since no difference was detected in HHV-8-seropositivity among patients, they were considered as a unique group for subsequent analysis. A strong association between HHV-8-seropositivity and previous transplant was detected (p<0.001), along with an association with others sexually transmitted diseases (p=0.003), with emphasis for syphilis (p=0.021). In addition, no other data was associated with HHV-8-seropositivity, although higher proportions of HHV-8-seropositivity were detected in samples from elderly persons. In addition, more HHV-8 Lytic antibodies positive samples, and higher titers of LANA antibodies were detected. HHV-8 seroprevalence obtained from CKD patients was similar to the HHV-8 prevalence detected among HIV/Aids patients (20.4%), who were considered a high-risk group for this viral infection. On the other hand, the HHV-8 seroprevalence of CKD patients (18.0%) was lower than the prevalence of patients with epidemic KS (89.3%), classic KS (100.0%) and endemic KS (87.5%), and higher than the patients with mental and/or physical deficiency (1.6%) and health professionals (1.1%). All analyzed groups had more HHV-8-seropositive samples for Lytic antibodies and higher titers of LANA antibodies, with exception for the health professionals. The highest LANA antibodies titers were found among KS patients groups. No other association was found. In conclusion, the obtained results points out CKD patients as a high prevalent population for HHV-8 infection, similar to HIV/Aids patients from the same geographic area. As far, it suggests that HHV-8 seropositive CKD patients should be followed up in order to verify whether LANA antibodies titers have prognostic value. In confirming this hypothesis, it may propose to include the use of HHV-8 serology in the screening testing in kidney pre-transplant.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Magri.pdf (3.93 Mbytes)
Data de Publicação
2008-08-04
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • CATERINODEARAUJO, A, et al. Human Herpesvirus-8 Infection in Hemodialysis Patients From São Paulo, Brazil : Preliminary Results [doi:10.1016/j.transproceed.2007.07.087]. Transplantation Proceedings [online], 2007, vol. 39, n. 10, p. 3044-3046.
  • MAGRI, M. C., et al. Confirming high prevalence of human herpesvirus 8 infection in chronic kidney disease patients in Sao Paulo, Brazil [doi:10.1093/ndtplus/sfn189]. NDT Plus [online], 2008, vol. 2, n. 1, p. 93-94.
  • MAGRI, Mariana Cavalheiro, et al. A comparative study of the frequency of antibody and titers against human herpesvirus 8 latent and lytic antigens in “at-risk” individuals and among patients with Kaposi's sarcoma [doi:10.1002/jmv.21513]. Journal of Medical Virology [online], 2009, vol. 81, n. 7, p. 1292-1297.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.