• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.9.2007.tde-23022015-145716
Documento
Autor
Nome completo
Ana Cristina Lo Prete
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Maranhao, Raul Cavalcante (Presidente)
Bydlowski, Sergio Paulo
Caramelli, Bruno
Farsky, Sandra Helena Poliselli
Martinez, Tania Leme da Rocha
Título em português
Transferência simultânea de lipídeos de um modelo artificial de lipoproteína (LDE) para a lipoproteína de alta densidade (HDL)
Palavras-chave em português
HDL
LDE
Lipoproteínas (metabolismo)
Transferência lipídica
Resumo em português
Lipoproteínas do plasma trocam lipídeos e apolipoproteínas constantemente. Além da ação de proteínas de transferência, a habilidade das lipoproteínas em receber ou doar lipídeos depende também de diversos outros fatores. A estrutura e a composição de lipídeos e de proteína das lipoproteínas podem influenciar a fluidez da partícula e, desse modo, esta habilidade da lipoproteína. No plasma, a classe de lipoproteína que é a mais afetada pela transferência de lipídeos é a HDL. O presente estudo foi projetado para estabelecer um método . simples para quantificar a habilidade desta lipoproteína em receber simultaneamente suas principais classes de lipídeos constituintes, fosfolipídeo, colesterol livre, éster de colesterol e triglicerídeo. O método é baseado na troca lipídica ocorrida entre uma nanoemulsão artificial (LDE) que se assemelha à estrutura lipídica da LDL, usada como doador de lipídeos radioativos, e as lipoproteínas plasmáticas. Após precipitação da LDE e das demais lipoproteínas, a capacidade da HDL de receber lipídeos é quantificada pela medida da radioatividade presente na lipoproteína. No presente estudo, foi realizada a padronização deste método, assim como analisadas possíveis interferências no método. No mesmo estudo, foi analisada a transferência de lipídeos da LDE para a partícula de HDL em indivíduos controles. A elevação da temperatura (4 a 37°C), do tempo de incubação (5min a 2h) e de HDL-Colesterol (33 a 244 mg/dL) resultaram em progressivo aumento na transferência dos quatro lipídeos da LDE para a HDL. Por outro lado, o aumento do pH (6,5 a 8,5) e da concentração de albumina (3,50 a 7,00 g/dL) não alteraram os valores de transferência. A amostra de plasma mostrou ser inalterada para este ensaio por período de 12 meses (p>0,05), enquanto que a LDE foi inalterada por até 15 dias (p>0.2). Os resultados da análise intra-ensaio apresentaram imprecisão (C.V.) para · a transferência de fosfolipídeo, colesterol livre, éster de colesterol e triglicerídeo de 0,83, 0,56, 1,49 e 0,51 %, respectivamente. A análise inter-ensaio mostrou imprecisão para os resultados de transferência de fosfolipídeo, colesterol livre, éster de colesterol e triglicerídeo 0,78, 0,59, 1,32 e 0,58%, respectivamente. A média da transferência de fosfolipídeo, colesterol livre, éster de colesterol e triglicerídeo da LDE para a HDL nos 53 voluntários foi de 25,5±2,6, 9,9±1 ,6, 4,8±1,3 e 6,9±1 ,1%, respectivamente. As transferências de éster de colesterol, triglicerídeo e colesterol livre se correlacionaram positivamente entre estes lipídeos. Foram encontradas correlações positivas também entre as transferências de fosfolipídeo e de triglicerídeo e entre a transferência de colesterol livre e a concentração de colesterol de HDL. O método de transferência de lipídeos para a fração HDL mostrou ser prático e preciso, .podendo, dentro das condições ideais estabelecidas neste trabalho, determinar a capacidade receptora de lipídeos da HDL.
Título em inglês
Simultaneous transfer of lipids from an artificial model lipoprotein (LDE) to high-density lipoprotein (HDL)
Palavras-chave em inglês
HDL
LDE
Transfer of lipids
Upoprotein
Resumo em inglês
Plasma lipoproteins constantly exchange lipids and apolipoproteins. Besides the action of transfer proteins, the ability of lipoproteins to receive or donate lipids also depends on several other factors. The structure, lipid and protein composition of the lipoproteins may influence the fluidity of the particle and thereby this ability of lipoprotein. In the plasma, the lipoprotein class that is the most affected by lipid transfers is HDL. The current study was designed to establish a practical method to quantify the ability of this lipoprotein to simultaneously receive its main constituent lipid classes, namely phospholipid, free cholesterol, cholesteryl ester and triglycerides. The method is based on the lipids exchange between an artificial nanoemulsion (LDE) that resembles the LDL, used as a donor of radioactive lipids, and plasma lipoproteins. After precipitation of the LDE and the others plasma lipoproteins, the accept capacity of the HDL' is quantified by the measure of radioactivity in the lipoprotein. In the present study, the validation of this method was carried through. Moreover, possible interferences in the method had been analyzed. In the same study, the transfer of lipids of LDE for the particle of HDL from control subjets was analyzed. The rise of temperature (4 to 37°C), time of incubation (5min to 2h) and of HDL-Cholesterol (33 to 244 mg/dL) resulted in gradual increase in the transfer of the four lipids from LDE to HDL. On the other hand, the increase of pH (6.5 to 8.5) and albumin concentration (3.50 to 7.00 g/dL) had not modified the values of transfers. The plasma sample showed to be unchanged for this assay for period of 12 months (p>0.05), whereas the LDE was unchanged for 15-days (p>0.2). The intra-assay results showed imprecision (C.V) of 0.83, 0.56, 1.49 and 0.51 % for phospholipid, free cholesterol, cholesteryl ester and triglycerides transfer, respectively. The inter-assay showed imprecision for results of phospholipid, free cholesterol, cholesteryl ester and triglycerides transfer of 0.78, 0.59, 1.32 and 0.58%, respectively. The average of phospholipid, free cholesterol, cholesteryl ester and triglycerides transfers from LDE to HDL in the 53 volunteers was of 25.5±2.6, 9.9±1.6; 4.8±1 .3 and 6.9±1 .1 %, respectively. Cholesterol ester, triglyceride and free cholesterol transfers positively correlated among each other. A positive correlation was also found between phospholipid and triglyceride transfers and free cholesterol transfer and HDL cholesterol concentration. The method of lipids transfer to HDL showed to be practical and reproducible, being able, inside of the ideal conditions established in this work, to determine the aceptora capacity of lipids of the HDL.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.