• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2015.tde-19102015-100624
Documento
Autor
Nome completo
Felipe Beccaria Casagrande
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Martins, Joilson de Oliveira (Presidente)
Jacysyn, Jacqueline de Fátima
Batista, Patrícia Xander
Título em português
Efeito da insulina em micose sistêmica causada por Paracoccidioides brasiliensis em animais diabéticos e sadios
Palavras-chave em português
Citocinas
Diabetes Mellitus
Insulina
Migração celular
Paracoccidioidomicose
Resumo em português
A paracoccidioidomicose é uma enfermidade sistêmica causada principalmente pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis. Recentemente, observou-se que a capacidade fagocítica dos macrófagos alveolares (MA) em animais diabéticos está diminuída em comparação aos MA de animais sadios, e que a insulina estimula a atividade fagocítica em MA oriundos de animais diabéticos e sadios por mecanismos diferentes. Neste projeto, usando um modelo de carência relativa de insulina (diabetes mellitus experimental), estudamos a intervenção da insulina em um modelo de infecção sistêmica. Após aprovação do comitê de ética (protocolo CEUA/FCF/421), camundongos machos da linhagem C57BL/6 (diabéticos, 60 mg/kg aloxana/10 dias, e seus respectivos controles) receberam injeção intratraqueal contendo suspensão de leveduras de P. brasiliensis ou volume equivalente de PBS estéril. Animais dos grupos de tratamento receberam insulina pela via subcutânea diariamente por 12 dias. Nas amostras, foram avaliados: a) o número de células dos lavados peritoneal (LPe) e broncoalveolar (LBA), o leucograma, e a glicemia (monitor de glicose); b) os níveis séricos de insulina no soro pela técnica de ELISA; c) as concentrações de citocinas (TNF-α, IL-6, IL-4, IL-10, IL-12, CINC-1, CINC-2, CINC-3) nos LPe e LBA e nos homogenatos (ELISA). Após incubação de 55 dias, comparados aos controles (2.9±0,4g e 192±7.5 mg/dL), animais tornados diabéticos (0.87 ± 0,25 g e 570,1 ± 9,27mg/dL) apresentaram redução no ganho de massa corpórea durante o período de experimentação e elevados níveis de glicose sanguínea. O tratamento de insulina reduziu os níveis de glicose (547±36,8mg/dL vs.323,6±36,9mg/dL), embora não o suficiente para tornar os animais normoglicêmicos. Comparados aos controles, animais diabéticos apresentaram número reduzido de leucócitos no LPe (2.2 x106 ± 0.2cells/mm3 vs 1.3 x106 ± 0.1cells/mm3) e, no LBA, reduzidas concentrações de CINC-2 (662,3±73,8pg/mL vs 312,7±114,7pg/mL), CINC-1 (115,5.0±25,5pg/mL vs 88,3±24,7pg/mL) e IL-10(320,9±58,4pg/mL vs 161,0±59,4pg/mL) depois da infecção. O tratamento com insulina restaurou a concentração de leucócitos nos LPe de animais diabéticos, mas não no LBA. Os dados sugerem que a insulina modula a produção/liberação de citocinas, sem alterar a migração de leucócitos para LBA e restaurando a migração destes para LPe durante o curso da paracoccidioidomicose.
Título em inglês
Insulin effects on Paracoccidioides brasiliensis-induced systemic mycosis in healthy and diabetic mice
Palavras-chave em inglês
Cell migration
Cytokines
Diabetes mellitus
Insulin
Paracoccidioidomycosis
Resumo em inglês
Paracoccidioidomycosis is a systemic disease mainly caused by Paracoccidioides brasiliensis fungus that interact with antigen-presenting cells, changing its main biological functions. Recently it was observed that the phagocytic capacity of these cells in diabetic animals for IgG opsonized targets is decreased compared to healthy animals, and that insulin stimulates the phagocytic activity in alveolar macrophages in from diabetic and healthy animals, by different mechanisms. In this project, using a model of relative lack of insulin (experimental diabetes mellitus), we studied the intervention of insulin in a model of systemic infection. After approval by the committee of ethics (protocol CEUA/FCF/421), C57BL/6 male diabetic (60mg/kg aloxan/10days) mice and their respective controls were subjected to intratracheal injection of suspension of P. brasiliensis or an equivalent volume of TBS sterile. In the forty-third day, insulin-treated mice were treated subcutaneously daily with insulin for 12 days at 6 P.M. We evaluated: a) the number of cells of the peritoneal(PeL) and bronchoalveolar (BAL) fluids, the leucogram and the glucose levels; b) the levels of insulin on the serum by the technique of ELISA; c) the levels of cytokines (TNF-α, IL-6, IL-4, IL-10, IL-12, CINC-1, CINC-2, CINC-3) in the BAL and PeL fluid, and on organ homogenates. After 55 days, relative to controls (2.9±0,4g and 192±7.5 mg/dL)), mice rendered diabetic (0.87 ± 0,25 g and 570,1 ± 9,27mg/dL) exhibited a reduction in body weight gain during the experimental period and sharply elevated blood glucose levels. Treatment of diabetic animals with insulin induced a reduction in blood glucose levels (547±36,8mg/dL vs.323,6±36,9mg/dL), but it was not sufficient to reduce glycemia to control values. In addition, relative to controls, infected diabetic mice exhibited a reduction in the number of leukocytes into the PeL fluid ((2.2 x106 ± 0.2cells/mm3 vs 1.3 x106 ± 0.1cells/mm3) and reduced BAL concentrations of CINC-2 (662,3±73,8pg/mL vs 312,7±114,7pg/mL), CINC-1 (115,5.0±25,5pg/mL vs 88,3±24,7pg/mL) and IL-10 (320,9±58,4pg/mL vs 161,0±59,4pg/mL) after P. brasiliensis infection. Treatment of diabetic mice with insulin restored concentrations of leukocytes in the PeL fluid but not in the BAL. Data presented suggest that insulin modulates the production/release of cytokines but not leukocyte migration to the BAL while restoring this paramether on the PeL during the course of P. brasiliensis fungus-induced PCM.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.