• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.9.2014.tde-27052015-120723
Documento
Autor
Nome completo
Kátia Rau de Almeida Callou
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Cozzolino, Silvia Maria Franciscato (Presidente)
Damasceno, Nágila Raquel Teixeira
Moreno, Fernando Salvador
Pollak, Daniel Feldman
Rogero, Marcelo Macedo
Título em português
Efeito da suplementação com castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa H.B. K) como fonte de selênio sobre os marcadores de estresse oxidativo, citocinas inflamatórias e sua relação com o polimorfismo Pro198Leu no gene da glutationa peroxidase 1 em pacientes com artrite reumatoide
Palavras-chave em português
Artrite reumatoide
Estresse oxidativo
Inflamação
Selênio
Resumo em português
A artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória crônica, caracterizada por inflamação das articulações e se manifesta por inchaço e incapacidade funcional das mesmas. A patologia da doença envolve a produção excessiva de radicais livres pelos neutrófilos ativados, podendo induzir à peroxidação lipídica nas membranas celulares o que leva ao aumento da inflamação. Nesse sentido, o selênio (principal fonte é a castanha-do-brasil) é um importante fator por diminuir a atividade dos hidroperóxidos por meio da ação da enzima antioxidante glutationa peroxidase (GPx). No entanto, estudos que avaliem a associação do estado nutricional relativo ao selênio em pacientes com AR com os biomarcadores do estresse oxidativo e de inflamação são escassos na literatura. Desse modo, a avaliação do efeito potencial in vivo da suplementação com castanha-do-brasil, como fonte de selênio, sobre os parâmetros descritos anteriormente e sua relação com o polimorfismo Pro198Leu no gene da GPx1, em pacientes com artrite reumatoide (AR), vêm a suprir essa lacuna. Inicialmente foi realizada a caracterização da castanha-do-brasil quanto à composição de macronutrientes e teor de selênio. O estudo em pacientes com artrite reumatoide foi de natureza longitudinal. Foram avaliados 46 pacientes com AR, com idade média de 55,2 ± 10,9 anos, atendidos no Setor de Reumatologia da Universidade Federal de São Paulo. O estudo foi dividido em duas fases: antes (T0) e após a suplementação (T1) com 1 nóz de castanha-do-brasil. Foi realizada a avaliação da composição corporal e do consumo alimentar. Além disso, foram avaliados parâmetros bioquímicos relativos ao status de selênio por espectrofotometria de absorção atômica por geração de hidretos; atividades da GPx e SOD com uso de kits comerciais; concentração da GPx1 por kits comerciais, sua expressão gênica (qRT-PCR) e genotipagem do Pro198Leu no referido gene por PCR em tempo real; determinação de 8-isoprostanos por kit comercial, assim como níveis circulantes de fibrinogênio, proteína C reativa, IL-6, IL-10, TNF-α, IL-1β, IL-2, VCAM, ICAM, PAI-1 e sE-selectina pelo ensaio ELISA. O genótipo selvagem (Pro/Pro) foi observado em 57,63% das participantes; 35,59% para as heterozigotas para o alelo variante (Pro/Leu) e 6,78% apresentaram os dois alelos variantes. As pacientes com artrite reumatoide apresentaram baixa ingestão de selênio e, após a intervenção, o consumo aumentou significantemente. Em relação ao status de selênio, houve um aumento em sua concentração no plasma e eritrócitos após o período de intervenção com castanha-do-brasil, assim como na atividade da GPx, na concentração da GPx1 e em sua expressão gênica. Níveis urinários reduzidos de 8-isoprostano e nenhuma alteração quanto à capacidade antioxidante total plasmática e quanto aos marcadores inflamatórios foram observados após o período de intervenção. Por outro lado, houve um aumento nas concentrações séricas das moléculas de adesão celulares. Portanto, pode-se concluir que a suplementação com castanha-do-brasil mostrou-se efetiva em melhorar o estado nutricional relativo ao selênio dos pacientes e os marcadores de estresse oxidativo, todavia a ingestão de 350 µgSe/dia não foi suficiente para promover uma melhora do quadro inflamatório. Além disso, a presença do polimorfismo Pro198Leu modificou as respostas dos indivíduos CT e TT em relação à suplementação, sendo inferior à dos indivíduos CC.
Título em inglês
Effect of Brazil-nut supplementation (Bertholletia excelsa HBK) as a source of selenium on markers of oxidative stress, inflammatory cytokines and their relationship with the polymorphism Pro198Leu of glutathione peroxidase-1 gene in patients with rheumatoid arthritis
Palavras-chave em inglês
Inflammation
Oxidative stress
Rheumatoid arthritis
Selenium
Resumo em inglês
Rheumatoid arthritis (RA) is a chronic inflammatory disease characterized by joint inflammation, manifested by swelling and joint impairment. These pathology involves excessive free radicals production by activated neutrophils leading to lipid peroxidation in cell membranes and increased inflammation. Accordingly, selenium (Brazil-nut as main source) is an important factor reducing hydroperoxides through the improvement of glutathione peroxidase (GPx) activity. However, studies evaluating their association with oxidative stress biomarkers and inflammation in RA patients are scarce. Thus, the assessment of the in vivo potential Brazil nut supplementation on the parameters described above and its relationship to the polymorphism Pro198Leu in GPx1 gene in patients with rheumatoid arthritis, come to fill this gap. First of all, we analysed macronutrients and selenium content in Brazil nut. This is a longitudinal study with 46 RA patients attending rheumatologic treatment at Federal University of São Paulo and whose mean age were 55.2 ± 10.9 years. The present study was carried out by two phases, before and after one Brazil ingestion. We evaluated selenium status by spectrophotometry absorption with hydride generation; body composition, SOD, GPx activites, GPx1 concentration and 8- isoprostane levels, using commercial Kits; gene expression by RT-PCR and genotyping using real time PCR. Besides, inflamatory biomarkers were performed (fibrinogen, C reactive protein, IL-6, IL-10, TNF-α, IL-1β, IL-2, VCAM, ICAM, PAI-1 e sE-selectin by ELISA. The wild genotype (Pro/Pro) was observed in 57.63% of the participants, 35.59% were heterozygote for variant allele (Pro/Leu) and 6.78% had two variant alleles. Patients with rheumatoid arthritis had low selenium intake and after the intervention, consumption of this element increased significantly. Selenium status increased significantely after Brazil nut ingestion, as well as GPx activity, GPx1concentration and its gene expression. Reduced urinary levels of 8-isoprostane and no change for total plasma antioxidant capacity and markers for inflammation were observed after the intervention period. On the other hand, there was an increase in serum concentrations of cell adhesion molecules. Therefore, it can be concluded that Brazil-nut supplementation proved to be effective in improving selenium status and markers of oxidative stress in RA patients, however ingestion of 350 µgSe/day wasn't enough to ameliorate inflammation. Besides, the presence of Pro198Leu polymorphisms interfere in supllementation response in CT and TT groups, being less responsive than CC ones.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.