• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.9.2004.tde-17032015-151830
Documento
Autor
Nome completo
Avany Fernandes Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Burini, Roberto Carlos (Presidente)
Giarola, Luis Carlos
Medina, Wilson Luvizotto
Simonetti, Leone Antonio
Tirapegui, Julio Orlando
Título em português
Efeito da suplementação de ácido fólico e do exercício físico sobre as concentrações plasmáticas de indivíduos portadores de hipertensão arterial essencial ou Efeito da suplementação de ácido fólico e do exercício físico sobre as concentrações de homocisteína plasmática em indivíduos portadores de hipertensão arterial essencial
Palavras-chave em português
Ácido fólico
Doenças cardiovasculares (estudo clínico)
Exercício físico (efeitos)
Hipertensão (estudo clínico)
Hipertensão arterial essencial
Homocisteína plasmática
Suplementação
Resumo em português
A homocisteína plasmática é considerada marcador de risco para doenças cardiovasculares e sua associação com a hipertensão arterial essencial parece ser importante no agravamento desta doença. O exercício físico tem mostrado eficácia na redução da pressão arterial e o ácido fólico suplementar a dieta como a melhor conduta para a redução da homocisteinemia. O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da suplementação de ácido fólico e/ou do exercício físico sobre as concentrações plasmáticas de homocisteína em hipertensos essenciais medicados. Para tanto foram estudados 69 hipertensos (57±10 anos), sendo 22 do sexo masculino e 47 do sexo feminino, divididos em dois grupos: grupo 1 medicado com diurético e grupo 2 medicado sem diurético, sendo o tiazídico o diurético mais utilizado (80%). Foram realizadas avaliações médica, antropométrica, dietética, pressórica, bioquímica e o teste de aptidão cardiorrespiratória. Os indivíduos receberam suplementação com 500 µg/dia de ácido fólico, em estudo do tipo cruzado, e foram submetidos a treinamento com exercícios físicos supervisionados, sendo reavaliados a cada dois meses até o final do estudo. Os grupos foram homogêneos em relação a todas as variáveis estudadas exceto a homocisteína plasmática que foi maior significativamente no grupo 1. Não houve diferença significativa entre os sexos para todas as variáveis estudadas. Os hipertensos eram em sua maioria (62%) não controlados e portadores de síndrome metabólica (77%). O exercício físico apresentou efeito benéfico na reclassificação dos hipertensos leves e moderados para a classe de limítrofes sem normalizar a pressão arterial. Não houve efeito do exercício na composição corporal e na homocisteinemia. A suplementação de ácido fólico reduziu a hiperhomocisteinemia em 11% no grupo 1 e 19% no grupo 2 frente a aumentos similares na folacemia. Em relação à pressão arterial houve normalização da homocisteinemia apenas nos hipertensos com pressão arterial normalizada. Os hipertensos limítrofes e leves apresentaram reclassificação da hiperhomocisteinemia limítrofe para moderada. A presença de diurético potencializou a normalização da pressão pelo exercício físico e indiretamente influenciou, nesses casos, a normalização da homocisteína. Entretanto, a maior redução das concentrações médias de homocisteína ocorreu coma oferta de ácido fólico na ausência de diurético. Desta forma, recomenda-se a adequação dietética do folato como adjuvante terapêutico da hipertensão arterial associadamente ao exercício físico e/ou medicamentos
Título em inglês
Effect of folic acid supplementation and physical exercises on plasma concentrations of homocysteine in essencial hypertensive subjects
Palavras-chave em inglês
Arterial hypertension
Cardiovascular disease (clinical study)
Exercise (effects)
Folic acid
Hypertension (clinical study)
Plasmatic homocysteine
Supplementation
Resumo em inglês
The plasma homocysteine is considered to be a risk indicator for cardiovascular diseases and its association with essential hypertension seems to be important to the worsening of this disease. Physical exercises are efficient to reduce blood pressure and the dietary supplements of folic acid are considered the best way to decrease homocysteine. The aim of this study was investigate the effect of acid folic supplementation and physical exercises on plasmatic levels of homocysteine in essential hypertensive medicated individuals. In order to that, 69 hypertensive subjects were studied (22 men and 47 women) divided in two groups: group 1 medicated with diuretic and group 2 medicated without diuretic. Medical, anthropometrical, dietetic, blood pressure, biochemistry and cardio-respiratory capacity evaluations were performed. These individuals received 500 µg/dia of folic acid supplementation in a cross-over design and were submitted to daily supervisioned physical exercise. They were evaluated every two months until the end of the study. The groups were similar for all variables except for the homocysteine which was significantly greater in the group 1. There were no difference for the gender to all variables. The high blood pressure was not controlled (62%) and 77% of the patients showed metabolic syndrome. The physical exercise showed benefit on the reclassification of slight and moderated hypertensives to border-line hypertension, however, it did not normalize the blood pressure. There were no effects on the body composition and on homocysteine values . Folic acid supplementation decreased 11% of hyperhomocysteinemia in the group 1 and 19% in group 2 face to similar increases in folate. Regarding to high blood pressure subjects the homocysteine normalization occurred only in hypertensive subjects with normalized blood pressure. The border and slightly hypertensive individuals had border-line hyperhomocysteine wich were reclassificated to moderated c1ass. The use of diuretic enhanced blood pressure normalization with the physical exercise and indirectly influenced the plasma homocysteine normalization. However the greater decreasing mean homocysteine concentration occurred with folic acid but in the diuretic absence. So we strong recommend an adequate folate intake as a terapheutical adjuvant to arterial hypertension treatments either with physical exercise and/or antihipertensive drugs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AvanyFPereira_D.pdf (1.45 Mbytes)
Data de Publicação
2015-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.