• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2018.tde-09012018-165944
Documento
Autor
Nome completo
Tais Motta Fernandes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Marquez, Ursula Maria Lanfer (Presidente)
Dagli, Maria Lucia Zaidan
Mancini Filho, Jorge
Título em português
Estudo da absorção aparente da clorofila do espinafre em ensaio com cães
Palavras-chave em português
Absorção de alimentos (Experimentos)
Espinafre (Estudo)
Nutrição experimental
Resumo em português
O interesse pela clorofila vem crescendo recentemente devido a divulgação de dados que atribuem a esta substância muitos efeitos benéficos à saúde, introduzindo a possibilidade desta molécula oferecer proteção contra o desenvolvimento de doenças crônico-degenerativas e cânceres, agindo como um antioxidante e inibindo a mutagênese. Entretanto, as evidências científicas destas ações são ainda controversas. Perguntas estão surgindo a cerca do local de ocorrência de tais propriedades, se no intestino, antes da absorção, ou se devido a uma ação sistêmica, após absorção. O objetivo deste trabalho foi estudar as mudanças químicas da clorofila durante sua passagem pelo trato gastrointestinal, a absorção aparente e a detecção de derivados da clorofila no sangue. O estudo foi realizado durante 10 dias com 12 cães (Canis familiaris) divididos em 2 grupos. O grupo controle recebeu uma dieta comercial atendendo as exigências nutricionais, enquanto que o grupo teste recebeu a mesma dieta adicionada de 0,8% de espinafre liofilizado e 0,35% de óxido do cromo (como um indicador não absorvível). Foi realizada coleta parcial das fezes e após análise, a absorção aparente foi calculada. Em um segundo ensaio, o sangue foi coletado em 0, 15, 30, 45, 60, 90, 120 e 150 minutos após a ingestão da dieta que continha 10% de espinafre liofilizado. Os pigmentos do espinafre, da dieta, das fezes e do sangue foram extraídos com acetona 80%, isolados e quantificados por CLAE. Os resultados mostraram que a feofitinização foi a via predominante. Somente feofitinas a e b foram encontradas nas fezes. A absorção aparente da clorofila variou entre 4 e 6%. Entretanto, não foi possível detectar a presença de clorofila nem de seus derivados no plasma sanguíneo. Estes achados sugerem que os eventuais efeitos benéficos da clorofila devem ocorrer predominantemente no intestino e caso haja alguma passagem para o sangue, esta molécula parece ser rapidamente metabolizada a fim de prevenir efeitos tóxicos relacionados com a atividade fotossintética.
Título em inglês
Study apparent absorption of spinach chlorophyll in dogs
Palavras-chave em inglês
Experimental nutrition
Food absorption (Experiments)
Spinach (Study)
Resumo em inglês
In recent years there has been a growing interest on chlorophyll due to disclosing reports attributing to this substance manifold health benefits, introducing the possibility of this molecule protecting against the development of chronic-degenerative diseases and cancer, acting as an antioxidant and by inhibition of mutagenesis. However, the scientific evidences of these actions are still controversial. Questions have been raised about where these properties take place, if in the gut before absorption or if they are due to a post-absorption systemic action. The purpose of this research was to study the chemical changes of chlorophyll during its passage through the gastrointestinal tract, the apparent absorption and the appearance of any chlorophyll derivative in blood. The study was carried out during 1 O days in twelve dogs (Canis familiaris) divided into 2 groups. The control group received a commercial diet attending their nutritional requirements, while the test group received the same diet to which 0.8% of freeze-dried spinach and 0.35% of chromium oxide (as a non-absorbable indicator) were added. Partial collection and analysis of excreta was carried out and apparent absorption was calculated. ln a second experiment, blood was collected at 0, 15, 30, 45, 60, 90, 120 and 150 min after the intake of the diet, which contained 10% freeze-dried spinach. Pigments in spinach, diet, excreta and blood were extracted with 80% acetone, isolated and quantified by HPLC. The results showed that pheophitinization was the predominant pathway. Only pheophytins a and b were found in excreta. Apparent absorption of chlorophyll ranged from 4 to 6%. However, it was not possible to detect the presence of chlorophyll or any of its metabolites in blood plasma. These findings suggest that eventual beneficial effects of chlorophyll may occur predominantly in the gut and in case that some uptake occurs, the molecule seems to be metabolized fast enough in order to prevent toxic photosynthetic activity related effects.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.