• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Alessandra Harumi Nishioka
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Hassimotto, Neuza Mariko Aymoto (Presidente)
Festuccia, William Tadeu Lara
Ong, Thomas Prates
Sivieri, Katia
Título em português
Estudo comparativo da excreção de flavonoides entre indivíduos eutróficos e obesos, após a ingestão de sucos de laranja, cv. Pera e cv. Moro
Palavras-chave em português
Excreção
Flavanonas
Hesperidina
Narirutina
Suco de laranja
Resumo em português
As laranjas e seus derivados, principalmente os sucos, possuem compostos bioativos, tais como os flavonoides, entre eles as flavanonas hesperidina e narirutina, que podem estar relacionados à promoção e benefícios à saúde. A absorção e metabolização de flavonoides podem ser afetadas por diversos fatores como a microbiota e fatores antropométricos, o que pode afetar a sua bioatividade. Assim, o objetivo deste estudo foi comparar o metabolismo e excreção dos flavonoides entre indivíduos eutróficos e obesos após a ingestão de sucos de laranja pasteurizado obtidos das cvs. Pera e Moro. Em um estudo cross-over randomizado 20 voluntárias eutróficas e 10 voluntárias obesas, com idade entre 19 e 40 anos, consumiram em dose única 600 mL de cada suco, que contém as flavanonas narirutina e hesperidina, além das antocianinas no suco Moro. Os metabólitos de flavanonas e de antocianinas foram identificados e quantificados em urina coletada em diferentes períodos de tempo durante 24 horas. Não foi observada diferença significativa na permeabilidade intestinal entre os grupos. Foram detectados e identificados 8 metabólitos de fase II da hesperitina e naringenina, principalmente mono e diglicuronidados e sulfatos, além de três ácidos fenólicos catabólitos de flavanonas formados pela microbiota intestinal, entre elas o ácido hipúrico, ácido protocatecuico e ácido 3-(3-hidroxifenil)-3-hidroxipropiônico. Os ácidos fenólicos foram os metabólitos majoritários recuperados na urina, principalmente o ácido hipúrico. Ainda, os metabólitos de fase II apresentaram maior excreção entre o período de 4-8h e 8-12h (13 a 27% do total de metabólitos excretados). Não foi observada diferença significante (p<0,05) no total de metabólitos de naringenina e hesperitina excretados na urina durante o período de 24 h entre os dois grupos e para os sucos de laranja, nem para o total de metabólitos, provavelmente devido à grande variabilidade interindividual na excreção. Assim, não foi observada diferença entre a metabolização de flavanonas de laranja entre os eutróficos e obesos e nenhuma correlação com os parâmetros antropométricos avaliados.
Título em inglês
Comparative study of excretion of flavonoids among eutrophic and obese individuals, after ingestion of orange juice, cv. Pera and cv Moro
Palavras-chave em inglês
Excretion
Flavanones
Hesperidin
Narirutin
Orange juice
Resumo em inglês
Oranges and orange juices contain bioactive compounds, such as flavonoids, mainly the flavanones hesperidin and narirutin, which may be related to the promotion and health benefits. The absorption and metabolization of flavonoids can be affected by several factors such as the gut microbiota and anthropometric parameters, which may affect its bioactivity. Thus, the aim of this study was to compare the metabolism and excretion of flavonoids among eutrophic and obese people after ingestion of two pasteurized orange juice obtained from cvs. Pera and Moro. In a randomized cross-over study 20 eutrophic volunteers and 10 obese volunteers, aged 19-40 years, consumed a single dose of 600 mL of each juice. The metabolites of flavanones and anthocyanins were identified and quantified in urine collected at different time points for 24 hours. No significant difference in intestinal permeability was observed between groups. Eight Phase II metabolites of hesperitin and naringenin, mainly mono and diglycerides and sulfates, and three phenolic catabolites of flavanones formed by the gut microbiota were detected and identified, among them hippuric acid, protocatecuic acid and 3- (3-hydroxyphenyl) ) -3-hydroxypropionic acid. Phenolic acids were the major metabolites recovered in urine, mainly hippuric acid. Furthermore, phase II metabolites had greater excretion between the period of 4-8h and 8-12h (13-27% of total metabolites excreted). No significant difference (p <0.05) was observed in the total of naringenin and hesperitin metabolites excreted in the urine during the 24 h period between the two groups, probably due to interindividual variability in excretion. Thus, no difference was observed on metabolism of flavanones between the eutrophic and obese and no correlation was observed with the anthropometric parameters evaluated.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.