• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.89.2013.tde-04082015-111637
Documento
Autor
Nome completo
Miriam Regina da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Campino, Antonio Carlos Coelho (Presidente)
Nita, Marcelo Eidi
Sarti, Flávia Mori
Título em português
Efeito do Coaching em saúde e bem estar sobre o peso corporal, nível de atividade física e consumo de frutas, legumes e verduras, em trabalhadores: uma revisão da literatura
Palavras-chave em português
Atividade física
Avaliação de programas
Coaching em saúde e bem estar
Hábitos alimentares
Obesidade
Qualidade de vida no trabalho
Resumo em português
A crescente epidemia de obesidade tem incentivado profissionais da saúde a procurar por intervenções que possam atingir um grande número de indivíduos de maneira custo-efetiva. Os Programas de Qualidade de Vida no Trabalho vêm sendo apontados como ferramentas importantes para a promoção da saúde e qualidade de vida. Neste contexto, o Coaching em Saúde e Bem Estar vem despontando como um componente promissor nas intervenções desenvolvidas nestes programas, de modo a atingir resultados positivos e permanentes para mudança de comportamento para um estilo de vida saudável. Desta forma, o propósito desta revisão é verificar o efeito do Coaching em Saúde e Bem Estar sobre o peso corporal, nível de atividade física e consumo de frutas, legumes e vegetais de trabalhadores. Para tanto, foi conduzida uma busca nas bases de dados PubMed, CINAHL, EMBASE, LILACS e Cochrane Library. Onze ensaios clínicos randomizados atenderam aos critérios de elegibilidade, aos quais foi aplicado o instrumento de avaliação de risco de viés da Colaboração Cochrane e extraídas as informações relevantes de cada estudo. Encontrou-se associação de efeito na direção esperada para peso corporal, atividade física e consumo de frutas, legumes e vegetais. No entanto, 72,7% dos estudos (n=8) apresentaram alto risco de viés. Assim, conclui-se que as evidências para responder à pergunta desta revisão são limitadas e, portanto, sugere-se que mais estudos sejam realizados, considerando-se a transparência no relato das evidências e o rigor metodológico recomendado para sua execução.
Título em inglês
Effect of health and wellness Coaching on worker´s body weight, physical activity and fruit and vegetable income: a review
Palavras-chave em inglês
Dietary habits
Health and wellness coaching
Obesity
Physical activity
Programs evaluation
Worker's health
Worksite wellness programs
Resumo em inglês
The expanding outbreak of obesity has stimulated health professionals to search for interventions capable to encompass a large number of individuals in a cost-effective manner. Worksite Wellness Programs have been pointed out as important tools for the promotion of workers' health and quality of life. In this context, Health and Wellness Coaching is emerging as a promising component of the interventions developed in such programs, leveraging achievement of positive and permanent results on behavior change for a healthy lifestyle. Under such perspective the purpose of this review is to verify the effect of Health and Wellness Coaching on workers' body weight, physical activity and consumption of fruits and vegetables. Therefore, a survey was conducted in PubMed, CINAHL, EMBASE, LILACS and Cochrane Library databases. Eleven studies met the selection criteria of this research. The risk of bias analysis tool developed by Cochrane collaboration was applied, and the relevant data were extracted from each study The analysis of results of such studies demonstrated association of positive effect for the increase of workers' physical activity, body weight and fruits and vegetables intake. Nevertheless, 72,8% of the studies (n=8) showed a high risk of bias. So the conclusion is that the evidences found are not enough to answer the proposed question. Further studies are necessary in order to gather consistent data raised with the required methodological rigor.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.