• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.88.2016.tde-20092016-115454
Documento
Autor
Nome completo
Angelo Antonio Colafemea
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2001
Orientador
Banca examinadora
Bose Filho, Waldek Wladimir (Presidente)
Andrade, Arnaldo Homobono Paes de
Carvalho, Jonas de
Título em português
Modelamento numérico da técnica de normalização linear para determinação de curvas J-R
Palavras-chave em português
Aço de grau nuclear
Curva J-R
Normalização linear
Variação de flexibilidade elástica
Resumo em português
Neste trabalho os resultados da metodologia de normalização de E. D. Reese e K. H. Schwalbe para a obtenção de curvas J-R, são comparadas com aquelas obtidas pela tradicional Técnica de Variação de Flexibilidade Elástica. Ambos os métodos foram aplicados à um aço de grau nuclear A508-CL3A, quando vários corpos-de-prova miniaturizados 0.394TC[S], foram testados em temperaturas típicas de operação de vasos de pressão nuclear. Corpos-de-prova miniaturizados formam tratados termicamente tentando simular o comportamento exibido pelos aços estruturais quando submetidos à diferentes níveis de exposição de nêutrons, sendo que outros foram ensaiados na condição de como-recebidos. Todos os procedimentos experimentais e analíticos empregados neste estudo foram totalmente computadorizados, incluindo aquisição e refinamento dos dados e o traçado da curva J-R. Esta última foi realizada conforme a mais recente versão das normas ASTM, denominada ASTM-E1820. As variáveis avaliadas influentes do comportamento das curvas de J-R, incluem o incremento de propagação de trinca e o número de pontos de dados de carga versus deslocamento. Também foi analisada a efetividade do método de normalização quando comparada com a técnica de variação de flexibilidade elástica. Os resultados desta pesquisa mostraram que a normalização é uma metodologia confiável e muito simples, tão logo a programação de software seja desenvolvida, para ser aplicada em uma vasta variação de comportamentos mecânicos como amostrados neste estudo.
Título em inglês
Numerical modeling of the linear normalization technique for J-R curves determination
Palavras-chave em inglês
J-R curve
Linear normalization
Nuclear steel
Unloading compliance
Resumo em inglês
In this research, results from Reese; Schwalbe (1993) linear normalization methodology for deriving J-R curves are compared to those obtained from the traditional unloading elastic compliance technique. Both methodologies were applied to a nuclear grade steel A508-CL3A. Several miniaturized 0.394TC[S] specimens, were tested at typical NPV operating temperatures. Small scale testpieces were heat treated aiming to simulate the embritlemment exhibited by the structural steel when submitted to different levels of neutron exposure, whereas other specimens were tested in the as-received condition. All experimental and analytical procedures employed in this study have been fully computerized, including data acquisition, data refinement and J-R curve plotting, when the guidelines supplied by most recent version of ASTM standard for J-R curves, namely ASTM-E1820, were followed. The assessed variables affecting J-R curves behavior comprised crack propagation increment, number of load-Ioad line displacement data points, and it was also analyzed the agreement of the normalization method when compared to the compliance technique. Research results have shown that linear normalization is a trustworthy and very simple methodology to be applied in a vast range of mechanical behavior as sampled in this study, as long as computer programming is employed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-09-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.