• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.85.2010.tde-12082011-145420
Documento
Autor
Nombre completo
Monica Tais Siqueira D'Amelio Felippe
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2010
Director
Tribunal
Gatti, Luciana Vanni (Presidente)
Carmo, Janaína Braga do
Freitas, Edmilson Dias de
Pires, Maria Aparecida Faustino
Rocha, Humberto Ribeiro da
Título en portugués
Estudo de fluxo de óxido nitroso (N2O) regional na Bacia Amazônica
Palabras clave en portugués
amazônia
fluxo
modelo de inversão
N2O
perfis verticais
Resumen en portugués
O óxido nitroso (N2O) é o terceiro mais importante gás de efeito estufa. Globalmente, a maior fonte de N2O são os processos de nitrificação e desnitrificação no solo. Cerca de dois terços da emissão do solo ocorrem nos trópicos e aproximadamente 20% são originados nos ecossistemas de florestas tropicais úmidas, como a Floresta Amazônica. O presente estudo envolveu a realização de medidas de perfis verticais de N2O utilizando aviões de pequeno porte desde a superfície até cerca de 4 km sobre duas florestas da região leste e central da Amazônia: Flona Tapajós (2000-2009) e Rebio Cuieiras (2004-2007); e a estimativa dos fluxos de N2O da região entre a costa brasileira e as florestas acima mencionadas utilizando dois métodos de cálculo de fluxo: Método de Integração de Coluna e Modelo de Inversão FLEXPART. As medidas de N2O em escala regional até o presente momento são únicas e representam uma nova abordagem nas emissões nesta escala. Pelos dois métodos, o fluxo calculado entre a costa brasileira e a Rebio Cuieiras apresentou pouca sazonalidade e valor médio de 1,9±1,6 mgN2Om2dia1 para o Método de Integração de Coluna e 2,3±0,9 mgN2Om2dia1 para o Modelo de Inversão Flexpart. Para a região entre a costa e a Flona Tapajós, o Modelo de Inversão - FLEXPART apresentou cerca da metade (0,9±1,7 mgN2Om2dia1) do valor do fluxo de N2O calculado pelo Método de Integração de Coluna (2,0±1,1 mgN2Om2dia1) no mesmo período (2004-2008). Uma provável explicação é a não representatividade de atividades antrópicas pelo modelo de inversão, uma vez que este representou bem uma região menos impactada. As duas regiões estudadas apresentaram emissão de N2O semelhante na estação chuvosa. Pelo Método de Integração de Coluna a região entre a costa e a Flona Tapajós apresentou fluxo de N2O durante a estação seca (1,8±0,9 mgN2Om2dia1) muito próximo do fluxo calculado na estação chuvosa. Encontrou-se uma correlação entre os perfis de N2O ii e CO, traçador de queimadas, sendo esta uma das possíveis causas desta emissão. A taxa CO:N2O encontrada para os 38 perfis amostrados nesta estação foi de 82±69 mol CO:molN2O, cerca de 10 vezes maior que o apresentado em literaturas anteriores.
Título en inglés
Regional nitrous oxide flux in amazon basin
Palabras clave en inglés
amazon
flux
inversion model
N2O
vertical profiles
Resumen en inglés
Nitrous oxide (N2O) is the third most important anthropogenic greenhouse gas. Globally, the main sources of N2O are nitrification and denitrification in soils. About two thirds of the soil emissions occur in the tropics and approximately 20% originate in wet rainforest ecosystems, like the Amazon forest. The work presented here involves aircraft vertical profiles of N2O from the surface to 4 km over two sites in the Eastern and Central Amazon: Tapajós National Forest (2000-2009) and Cuieiras Biologic Reserve (2004-2007), and the estimation of N2O fluxes for regions upwind of these sites using two methods: Column Integration Technique and Inversion Model FLEXPART. To our knowledge, these regional scale N2O measurements in Amazonia are unique and represent a new approach to looking regional scale emissions. For the both methods, the fluxes upwind of Cuieiras Biologic Reserve exhibited little seasonality, and the annual mean was 1.9±1.6 mgN2Om2day1 for the Column Integration Technique and 2.3±0.9 mgN2Om2day1 for Inversion Model - FLEXPART. For fluxes upwind of Tapajós Nacional Forest, the Inversion Model - FLEXPART presented about half (0.9±1.7 mgN2Om2day1) of the Column Integration Technique (2.0±1.1 mgN2Om2day1) for the same period (2004-2008). One reason could be because the inversion model does not consider anthropic activities, once it had a good representation for less impacted area. Both reagions presented similar emission during wet season. By Column Integration Technique, fluxes upwind Tapajós Nacional Forest were similar for dry and wet seasons. The dry season N2O fluxes exhibit significant correlations with CO fluxes, indicating a larger than expected source of N2O from biomass burning. The average CO:N2O ratio for all 38 profiles sampled during the dry season was 82±69 mol CO:molN2O and suggests a larger biomass burning contribution to the global N2O budget than previously reported.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
2010FelippeEstudo.pdf (8.07 Mbytes)
Fecha de Publicación
2011-08-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.