• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2009.tde-02062009-154324
Documento
Autor
Nome completo
Rogério Albuquerque Marques
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Silva, Adonis Marcelo Saliba (Presidente)
Costa, Isolda
Terada, Maysa
Título em português
Estudo de materiais alternativos para aplicação em sistemas de próteses odontológicas com conexões magnéticas
Palavras-chave em português
aço inoxidável
citotoxicidade
corrosão
próteses odontológicas
Resumo em português
Materiais ferromagnéticos são investigados como possíveis candidatos para aplicações em próteses dentais em substituição aos conectores magnéticos feitos em ligas ferromagnéticas de elevado custo. Neste trabalho, três materiais foram investigados: o aço inoxidável 17-4 PH, confeccionado por moldagem de pós por injeção (PIM), a liga PM2000, obtida por mechanical alloying e endurecida por dispersão de óxidos, e o aço inoxidável 1802, isento de níquel. O ensaio de citotoxicidade in vitro mostrou que nenhum dos três materiais era citotóxico. O comportamento frente à corrosão foi estudado através de curvas de polarização anódica potenciodinâmicas e por espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) em solução tamponada com fosfato (PBS), a 25°C. Como material de referência, foi utilizado o aço inoxidável 316L devido ao seu amplo emprego como biomaterial, principalmente na confecção de próteses ortopédicas. Todos os materiais se mostraram passivos em condições estacionárias, mas apresentaram tendência à corrosão por pite. O que apresentou maior resistência à corrosão por pite foi o PM2000, enquanto o aço 1802 mostrou a maior susceptibilidade a este tipo de corrosão, entre os estudados. Os diagramas de Mott-Schottky indicaram que o filme passivo superficial do aço PM2000 é pelo menos uma ordem de grandeza menos dopado que o filme do aço 316L e, portanto, menos defeituoso. Os resultados apontaram para o PM2000 como um possível candidato para a substituição das ligas nobres ferromagnéticas de alto custo.
Título em inglês
ALTERNATIVE MATERIALS STUDY FOR DENTAL MAGNETICS ATTACHMENTS APLICATIONS
Palavras-chave em inglês
aço inoxidável
citotoxicidade
corrosão
próteses odontológicas.
Resumo em inglês
Ferromagnetic alloys have been investigated as potential candidates for dental prosthesis applications in replacement for magnetic attachments made of noble and expensive alloys. Three stainless steels were investigated: 17-4 PH produced by powder injection (PIM), PM2000 obtained by mechanical alloying and oxide dispersion strengthened, and nickel free stainless steel 1802. In the in vitro cytotoxicity analysis, none of the three steels tested showed cytotoxic effects. The corrosion resistance of stainless steels was evaluated by electrochemical impedance spectroscopy (EIS) and anodic potentiodynamic polarization, in sodium phosphate buffer solutions (PBS) at 25°C. The AISI 316L stainless steel was also tested under the same conditions for comparison reasons. All the stainless steel samples were passive in the electrolyte used and presented susceptibility to pitting. The steel that showed the highest pitting resistance was the PM2000, whereas the 1802 had the lowest resistance to pitting among the tested ones. The Mott-Schottky diagrams suggested that the passive film over the surface of PM2000 steel is at least one decade less doped compared to 316L stainless steel, so less defective in its structure. The results pointed out to the PM2000 as a potential candidate for substitution of high cost magnetic alloys used in dental prosthesis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.