• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.85.2009.tde-23062009-183447
Documento
Autor
Nome completo
Lenita de Freitas Tallarico
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Okazaki, Kayo (Presidente)
Borrely, Sueli Ivone
Kawano, Toshie
Ohlweiler, Fernanda Pires
Oliveira, Joselene de
Título em português
Avaliação dos efeitos tóxicos e mutagênicos de amostras ambientais do Rio Tiête na região de Suzano em  Biomphalaria glabrata (SAY, 1818)
Palavras-chave em português
Biomphalaria glabrata
ETE Suzano
Rio Tietê
teste do letal dominante
toxidade aguda
Resumo em português
Na região de Suzano, uma grande quantidade de resíduos industriais e domésticos é despejada no Rio Tietê. Essa região merece atenção especial devido a sua proximidade com a nascente do rio. O tratamento biológico de efluentes é realizado pela ETE Suzano (Estação de Tratamento de Esgotos de Suzano) da SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). O objetivo do trabalho foi avaliar o potencial impacto de efluentes lançados no Rio Tietê por meio da análise de toxicidade aguda e da mutagenicidade em caramujos de água doce Biomphalaria glabrata. Ensaios de toxicidade aguda foram realizados em espécimes adultos e embriões nos estádios de blástula, gástrula, trocófora e véliger. Os resultados obtidos no ensaio de toxicidade aguda foram utilizados para determinar a faixa de concentração para o teste do letal dominante, que foi empregado para a detecção de mutações em células germinativas. Caramujos selvagens adultos, após o final da exposição nas soluções, foram cruzados com albinos não expostos em diferentes intervalos para avaliar os efeitos nas células germinativas em diferentes estágios da espermatogênese – 10, 17, 24, 31, 38, 45, 52 e 59 dias, para isso foram analisadas as progênies heterozigotas dos albinos quanto à freqüência de malformações. As amostras foram coletadas e transportadas pela SABESP. Os seguintes pontos foram escolhidos: P0 - Barragem Ponte Nova, P1 – 200 metros a montante da estação, P2 – o afluente da estação, P3 – o efluente tratado da estação antes do lançamento no rio e P4 – 200 metros após o lançamento do efluente no rio. Foram realizadas quatro amostragens: duas campanhas no inverno (C1 – agosto de 2006 e C3 – agosto de 2007) e duas no verão (C2 – fevereiro de 2007 e C4 – março de 2008). Nas amostras de agosto de 2006 e agosto de 2007, o afluente foi tóxico para os embriões e adultos. Os resultados foram semelhantes, com valores de CL50 de 43,04%, 41,56%, 57,16% e 60,06% para os embriões nos estádios de blástula, gástrula, trocófora e véliger, respectivamente, e 100% para caramujos adultos na primeira amostra e 48,24%, 43,71%, 55,43% e 62,64% para os embriões nos estádios de 8 blástula, gástrula, trocófora e véliger, respectivamente, e 84,16% para caramujos adultos, em agosto de 2007. A amostra de fevereiro de 2007 foi tóxica apenas para caramujos adultos, com valor de CL50 de 41,25% e a amostra de março de 2008 não foi tóxica para os caramujos adultos e embriões. Em todas as amostragens, após a descarga no rio, os efluentes tratados não foram tóxicos para adultos e embriões de B. glabrata. Não houve mutagenicidade em todas as amostras. Neste trabalho, o potencial impacto de descargas de efluentes ao biota do Rio Tietê foi observado. Foram realizadas comparações entre os ensaios normatizados de toxicidade aguda com Daphnia similis e os ensaios de toxicidade aguda com B. glabrata. Os resultados mostraram que houve resposta similar entre B. glabrata e D. similis. As novas metodologias propostas para o monitoramento da qualidade das águas: o ensaio de toxicidade aguda em adultos e embriões e o teste do letal dominante em Biomphalaria glabrata para a avaliação da mutagenicidade in vivo – mostraram ser eficientes na avaliação de amostras de água e podem ser integrados na bateria de testes já validados e empregados para o controle de poluição ambiental.
Título em inglês
Evaluation of toxic and mutagenic effects of environmental samples of Tietê River in the region of Suzano in Biomphalaria glabrata (Say, 1818)
Palavras-chave em inglês
Biomphalaria glabrata
ETE Suzano
Rio Tietê
teste do letal dominante
toxicidade aguda
Resumo em inglês
In the region of Suzano, a wide range of industrial and domestic wastes are discharged in the River Tietê. This region deserves special attention because of its proximity to the origin of the river. Biological treatment of effluents is carried out by WWTP (Wastewater Treatment Plant of Suzano) of SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). The aim of the study was evaluate the potential impact of secondary effluent discharge on Tietê River by analyzing acute toxicity and mutagenicity in the freshwater snail Biomphalaria glabrata. Acute toxicity assays were conducted in adult specimens and embryo at blastulae, gastrulae, trocophore and veliger stages. Dominant lethal test was performed for detection of germ cell mutations. Results obtainded in acute toxicity test were used to determine the range of concentration for the dominant lethal test. After the end of the exposure, adults wild-type snails were crossed with non-exposed albino snails at different intervals to evaluate the effects in the germ cells at the different stages of spermatogenesis – 10, 17, 24, 31, 38, 45, 52 and 59 days. The frequency of malformations on the wild embryos of the albino offspring was used as indicator of germ cell mutations. Samples were collected and transported by SABESP. The following points were chosen: P0 – Ponte Nova Dam, P1 – 200 meters upstream to the plant, P2 – the affluent of plant, P3 – the effluent treated by plant before discharge in the river and P4 – 200 meters downstream to the discharge in the river. Four sampling were performed: two samples in winter (C1 – August of 2006 and C3 – August of 2007) and two in summer (C2 – February of 2007 and C4 – March of 2008). At August 2006 and August 2007, the station affluent was toxic for embryos and adults. The results were similar, with LC50 values; 43.04%, 41.56%, 57.16% and 60.06% for embryos at blastulae, gastrulae, trocophore and veliger stages respectively and 100% for adult snails in first sample and 48.24%, 43.71%, 55.43% and 62.64% for embryos at blastulae, gastrulae, trocophore and veliger stages respectively and 84.16% for adult snails in august 10 2007. Sampling at February 2007 was toxic only for adult snails, with a LC50 value of 41.25% and was not toxic for adults and embryos at March 2008. In all samplings, after discharge into the river, treated effluents were not toxic for B. glabrata adults and embryos. There was no mutagenicity in any samples. In this study, the potential impact of effluent discharge to the biota of Tietê River was showed. These results show the importance of the WWTP biological treatment of effluents in reducing acute toxicity. Comparisons were made between standardized acute toxicity tests with Daphnia similis and acute toxicity tests with B. glabrata. The results showed similar response between B. glabrata and D. similis. The new methodologies proposed for the monitoring of water quality: the acute toxicity test in adults and embryos and the dominant lethal test in Biomphalaria glabrata for assessing the in vivo mutagenicity - proved to be efficient in the evaluation of the water samples and can be integrated in battery of tests, validated and employed by control of environmental pollution.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.