• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.85.2015.tde-17082015-102839
Documento
Autor
Nome completo
Amanda Cristina Ramos Koike
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Villavicencio, Anna Lucia Casañas Haasis (Presidente)
Alencar, Severino Matias de
Cazarin, Cinthia Baú Betim
Silva, Maria Elisabeth Machado Pinto e
Título em português
Compostos bioativos em flores comestíveis processadas por radiação
Palavras-chave em português
compostos bioativos
flores comestíveis
irradiação de alimentos
Tropaeolum majus
Viola tricolor
Resumo em português
Flores comestíveis são cada vez mais utilizadas nas preparações culinárias, sendo também reconhecidas por seus potenciais efeitos benéficos na saúde humana, o que exige novas abordagens para melhorar a sua conservação e segurança. Estes produtos altamente perecíveis devem ser cultivados sem o uso de agrotóxicos. Tratamento de irradiação pode ser a resposta a estes problemas, garantindo a qualidade dos alimentos, aumentando seu prazo de validade e desinfestação. Tropaeolum majus L. (capuchinha) e Viola tricolor L. (amorperfeito) são flores amplamente utilizadas nas preparações culinárias, sendo também reconhecidas por suas propriedades antioxidantes e alto teor de compostos fenólicos. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos dose-resposta da irradiação por gama e feixe de elétron (doses de 0, 0,5, 0,8 e 1 kGy) sobre a atividade antioxidante, compostos fenólicos, aspectos físicos e potencial antiproliferativo das flores comestíveis. O flavonoide Kaempferol-O-hexosídeo-Ohexosídeo foi o composto mais abundante em todas as amostras de flores de Tropaeolum majus, enquanto Pelargonidina-3-O-soporosídeo foi a principal antocianina. Em geral, as amostras irradiadas demonstraram maior atividade antioxidante. Nas amostras da Viola tricolor, os compostos fenólicos mais abundantes foram os flavonois, especialmente aqueles derivados da quercetina. Em geral, as amostras irradiadas com raios gama, independentemente da dose aplicada, apresentaram quantidades mais elevadas m compostos fenólicos, os quais também foram favorecidos pela dose de 1,0 kGy independente da fonte utilizada. A atividade antioxidante também foi maior entre as amostras irradiadas. As duas espécies de flores comestíveis não apresentaram as amostras não apresentaram potencial antiproliferativo e citotoxicidade. Assim, os tratamentos por irradiação aplicados, demonstraram ser uma tecnologia viável para preservar a qualidade de pétalas de flores comestíveis, considerando as exigências impostas para sua utilização.
Título em inglês
Bioactive compounds in edible flowers processed by radiation"
Palavras-chave em inglês
bioactive compounds
edible flowers
food irradiation
Tropaeolum majus
Viola tricolor
Resumo em inglês
Edible flowers are increasingly being used in culinary preparations, being also recognized for their potential valuable effects in human health, which require new approaches to improve their conservation and safety. These highly perishable products should be grown without using any pesticide. Irradiation treatment might be the answer to these problems, ensuring food quality, increasing shelf-life and disinfestation of foods. Irradiation treatment might be the answer to these problems, to ensure food quality, to increase shelf-life and disinfestation of foods. Tropaeolum majus L. (nasturtium) and Viola tricolor L. (johnny-jump-up) flowers are widely used in culinary preparations, being also acknowledged for their antioxidant properties and high content of phenolics. The purpose of this study was to evaluate the dose-dependent effects of gamma and electron beam irradiation (doses of 0, 0.5, 0.8 and 1 kGy) on the antioxidant activity, phenolic compounds, physical aspects and antiproliferative potential of edible flowers. Kaempferol-O-hexoside-O-hexoside was the most abundant compound in all samples of Tropaeolum majus flower while pelargonidin-3-O-sophoroside was the major anthocyanin. In general, irradiated samples gave higher antioxidant activity, probably due to their higher amounts of phenolic compounds, which were also favored by the 1.0 kGy dose, regardless of the source . The Viola tricolor samples displayed flavonols as the most abundant phenolic compounds, particularly those derived from quercetin. In general, gamma-irradiated samples, independently of the applied dose, showed higher amounts in phenolic compounds, which were also favored by the 1.0 kGy dose, regardless of the source. The antioxidant activity was also higher among irradiated samples. The two species of edible flowers have not provided the samples did not show potential antiproliferative and cytotoxicity. Accordingly, the applied irradiation treatments seemed to represent a feasible technology to preserve the quality of edible flower petals, considering the requirements imposed by their increasing uses.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.