• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2015.tde-27072015-182158
Documento
Autor
Nome completo
Ana Lidia de Castro Sajioro Azevedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Chaves, Lucieli Dias Pedreschi (Presidente)
Laus, Ana Maria
Camelo, Sílvia Helena Henriques
Mininel, Vivian Aline
Munari, Denize Bouttelet
Título em português
Aspectos facilitadores e dificultadores do trabalho em equipe de assistência ao paciente em Unidade Hospitalar de Urgências Traumáticas
Palavras-chave em português
Centros de traumatologia
Equipe de assistência ao paciente
Serviços médicos de emergência
Resumo em português
O conhecimento do trabalho em equipe de assistência ao paciente, em unidade hospitalar de atendimento ao trauma, tanto no que se refere aos aspectos facilitadores quanto aos dificultadores desse processo, é imprescindível, diante da importância desse tipo de atendimento no contexto de atenção à saúde. Este estudo teve como objetivo analisar os aspectos que facilitam e dificultam o trabalho em equipe de assistência ao paciente em unidade hospitalar de urgências traumáticas. Trata-se de estudo descritivo, de abordagem quantitativa, utilizando a Técnica do Incidente Crítico. O estudo foi realizado em um hospital de ensino no interior do Estado de São Paulo, SP. Utilizou-se como técnica de coleta de dados a entrevista. Participaram 64 profissionais da equipe de assistência ao paciente da unidade. Os resultados evidenciaram 107 situações, sendo 56 positivas e 51 negativas, que envolveram 614 comportamentos e 267 consequências vinculadas ao trabalho em equipe na unidade. A análise dos incidentes relatados destacou que a dinâmica do trabalho em equipe é percebida como positiva no cenário. Os resultados evidenciam a necessidade de diferentes agentes dessa equipe realizarem ações integradas/articuladas e compartilhadas, nas quais sejam claras a noção de complementariedade de saberes em busca de objetivos comuns que atendam as necessidades imediatas de saúde do paciente politraumatizado. Os resultados também revelam que atendimentos aos pacientes, vítimas de trauma grave/moderado, facilitam a dinâmica do trabalho em equipe na unidade. Entende-se que isso pode decorrer de investimentos de políticas públicas e pelas diretrizes do Advanced Trauma Life Support, nos quais têm sido envidados esforços, capacitando profissionais, os quais reconhecem a finalidade que orienta o processo de trabalho e o atendimento de casos de alta gravidade com demanda imprevisível, que exigem alta tecnologia, pessoal com formação e competência técnica especializada para assistir, de forma integrada, articulada e assertiva, os casos. A integração, interação, articulação e comunicação entre a própria equipe e entre os diversos setores intra e extra-hospitalares favorecem a continuidade e integralidade do cuidado, bem como o produto final do processo de trabalho. É inegável a relevância e a clareza que os participantes dão ao trabalho em equipe nessa unidade, em especial as ações articuladas e integradas durante os atendimentos a politraumatizados graves/moderados. Fragilidades na articulação, integração e comunicação, bem como na imprevisibilidade da demanda e no despreparo de alguns profissionais foram destacados como dificultadores do trabalho em equipe no contexto da sala de trauma
Título em inglês
Facilitators and constraints of the work in patient care team in a Hospital Emergency Trauma Unit
Palavras-chave em inglês
Emergency medical services
Patient care team
Trauma centers
Resumo em inglês
The knowledge of work in patient care team, in a hospital trauma care unit, both regarding the facilitating aspects as well as the constraints of this process, is crucial, given the importance of this type of assistance in the health care context. This descriptive and quantitative study aimed to analyze the aspects that facilitate and hinder the work in patient care team in hospital emergency trauma unit, using the Critical Incident Technique. The study was conducted in a teaching hospital in the interior of the state of São Paulo, Brazil. Interview was used as data collection technique. In total, 64 professionals from the patient care team of the unit participated in study. Results evidenced 107 cases, of which 56 positive and 51 negative, involving 614 behaviors and 267 consequences linked to team work in the unit. The analysis of the reported incidents highlighted that the dynamics of team work is perceived as positive in the scenario. Results evidenced the need for different agents of the team to perform integrated/shared and coordinated actions, in which the concept of complementarity of knowledge in pursuit of common goals that meet the immediate health needs of polytrauma patients, is clear. Results also reveal that care provided to patients, victims of severe/moderate trauma, facilitate the dynamics of the team work in the unit. This may occur due to public policies' investments and due to the guidelines of the Advanced Trauma Life Support, in which efforts have been made to train professionals, who recognize the aim that guides the work process and the provision of care in high-severity cases with unpredictable demand, which require high technology, trained staff with specialized technical competence to assist cases in an integrated, coordinated and assertive way. The integration, interaction, coordination and communication among the team itself and among the various intra and extra-hospital sectors favor the continuity and comprehensiveness of care, as well as the final product of the work process. The relevance and clarity that participants give to the team work in this unit is undeniable, especially as to coordinated and integrated actions during care to severe/moderate polytrauma patients. Weaknesses in coordination, integration and communication, as well as demand unpredictability and the unpreparedness of some professionals were highlighted as constraints of the team work in the context of trauma center
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.