• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2018.tde-27042018-163733
Documento
Autor
Nome completo
Rita de Cassia Silva Vieira Janicas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Narchi, Nadia Zanon (Presidente)
Fernandes, Rosa Aurea Quintella
Gualda, Dulce Maria Rosa
Praça, Neide de Souza
Urasaki, Maristela Belletti Mutt
Título em português
Contribuição dos cenários debriefing no processo ensino aprendizagem de graduandos de enfermagem
Palavras-chave em português
Aprendizagem
Debriefing
Educação em Enfermagem
Treinamento por Simulação
Resumo em português
A concepção de que o uso da simulação realística agrega diferencial ao processo de formação dos enfermeiros tem impulsionado instituições de ensino superior a conhecerem essa estratégia metodológica. Como parte da simulação, o debriefing tem sido apontado como um dos momentos mais privilegiados para a aprendizagem. Com base no pressuposto de que graduandos de enfermagem apresentam melhor desempenho clínico na assistência de enfermagem em sala de vacina, utilizando-se o debriefing após cenários realísticos como método de ensino, esse estudo teve como objetivos comparar o desempenho clínico de discentes que passaram por cenários de aprendizagem com e sem debriefing e verificar sua opinião quanto ao uso de cenários com debriefing. Tratou-se de um e estudo longitudinal, prospectivo, de intervenção, randomizado em crossover, de abordagem quantitativa, do tipo antes e depois, que investigou a ocorrência de diferenças nos resultados dos exames de desempenho realizados por discentes que passaram por cenários com e sem debriefing em um Centro de Simulação. A população do estudo foi composta por 120 alunos do semestre de graduação em Enfermagem de uma Universidade privada. A aleatorização foi realizada com apoio estatístico em dois grupos, experimental e controle, considerando-se como variável interveniente ao processo ensino e aprendizagem os tercis de notas dos alunos no primeiro exame de desempenho clínico. As fases da pesquisa incluíram a ministração de aula teórica e de aula prática demonstrativa sobre imunização infantil e procedimentos para administração de vacinas pela docente da disciplina para todos os alunos. Depois dessa etapa, foi realizado o primeiro exame de desempenho clínico que serviu como medida basal e subsidiou o processo de randomização. Após a randomização, o grupo experimental realizou cenários com debriefing e o grupo controle realizou cenários sem debriefing, e ambos os grupos foram submetidos à intervenção, ou seja, ao segundo exame de desempenho clínico. Por fim, para garantir a igualdade de oportunidade de aprendizagem, foi realizada a troca dos grupos (crossover): o grupo controle passou a realizar cenários com debriefing e o grupo experimental cenários sem debriefing, realizando-se ao final o terceiro exame de desempenho clínico. Os resultados da pesquisa mostraram que houve melhora no desempenho do grupo experimental tanto em relação ao exame medida basal quanto em comparação com o grupo controle (p <0,001), no exame de desempenho pós intervenção e no terceiro exame, após o crossover. Esse resultado permitiu constatar que o debriefing foi eficaz para melhorar a atuação dos alunos nos exames de desempenho clínico na assistência de enfermagem em sala de vacina. Quanto a opinião dos alunos sobre o debriefing, observou-se que a grande maioria (97,1%) considerou essa estratégia importante para o aprendizado, pois oferece a oportunidade de mais esclarecimentos e de reflexão sobre a prática para o aperfeiçoamento da assistência. Diante dos resultados, conclui-se que o uso de cenários com debriefing efetivamente se constitui estratégia facilitadora do processo ensino e aprendizagem na graduação em enfermagem.
Título em inglês
Contributions of scenarios with debriefing in the teaching-learning process of nursing undergraduates
Palavras-chave em inglês
Debriefing
Learning
Nursing education
Simulation training
Resumo em inglês
The conception of using realistic simulation, which brings a difference to the education process of nurses, has fostered higher education institutions to learn this teaching strategy. As part of simulation, debriefing has been pointed out as one of the most promising learning resources. Based on the assumption that undergraduate nursing students present better clinical performance in nursing care at the vaccination room using debriefing after realistic role playing as a teaching method, this study aimed to compare clinical performance of students who were submitted to learning role playing with and without debriefing and to verify their opinions regarding the use of roles with debriefing. It´s an interventional, prospective longitudinal study, randomized in crossover, of quantitative approach, and before and after type. It sought the occurrence of differences in performance exam results made with students with went through role playing with and without debriefing at a Simulation Center. The population of the study was made of 120 students in the fourth semester of nursing graduation at a private university. Randomization was made with statistical support into two groups, experimental and control, considering as intervenient variable to teaching and learning process one-third of students´ grades from the first clinical performance exam. The phases of research included theoretical and practical classes on childhood immunization and vaccination administration procedures by the subject teacher to all students. After this step, it was made the first clinical performance exam that served as a baseline measure and it subsidized the randomization process. After randomization, the experimental group had role playing with debriefing and the control group had role playing without debriefing, and both groups were submitted to intervention, that is, a second clinical performance exam. At last, to ensure equity of opportunity in learning, the groups took turns (crossover): The control group started role playing with debriefing and the experimental group had role playing without debriefing, having at the end, the third clinical performance exam. Research outcomes pointed out that there was an improvement in performance by the experimental group as much in exam baseline measures as in comparison to the control group (p <0.001) in the performance exam after intervention and in the third exam, after crossover. This result made it possible to verify that debriefing was efficient to improve students´ practice in the clinical performance exams in nursing care at the vaccination room. Regarding the students´ opinion on debriefing, it was observed that most of them (97.1%) considered this strategy important for learning, as it provides an opportunity for further clarifications and for reflections on practice for care improvement. According to these results, it can be concluded that the use of role playing with debriefing proves effectively to be a facilitating strategy in teaching and learning process of nursing graduation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.