• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2012.tde-20082012-152826
Documento
Autor
Nome completo
Daniele Alcalá Pompeo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Rossi, Lidia Aparecida (Presidente)
Carvalho, Emilia Campos de
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti
Napoleão, Anamaria Alves
Pinto, Maria Helena
Título em português
Validação do diagnóstico de enfermagem náusea no período pós-operatório imediato
Palavras-chave em português
Cuidados pós-operatórios
Enfermagem
Náusea
Náusea e vômito pós-operatório
Vômito
Resumo em português
Este estudo teve como objetivos analisar o conceito náusea em pacientes no período pósoperatório imediato; avaliar a validade de conteúdo e clínica do diagnóstico de enfermagem Náusea no período pós-operatório imediato, considerando-se o modelo de Fehring; identificar a incidência do referido diagnóstico em pacientes no período pós-operatório imediato; verificar possíveis associações entre os antecedentes de náusea obtidos na análise de conceito e os identificados nos pacientes com náusea no pós-operatório imediato e verificar a frequência de ocorrência das características definidoras principais e secundárias do diagnóstico Náusea. A pesquisa foi desenvolvida em três etapas: análise de conceito, validação de conteúdo e validação clínica. A análise de conceito seguiu as oito fases propostas por Walker a Avant: selecionar o conceito, definir o objetivo da análise, identificar a utilização do conceito, definir atributos definidores, desenvolver casos-modelos, desenvolver outros casos, identificar antecedentes e consequentes e verificar as referências empíricas. Essa etapa foi fundamental para a realização das etapas posteriores (validação de conteúdo e validação clínica), permitindo a construção de definições operacionais e a elaboração de instrumentos de coleta de dados mais direcionados ao cenário do paciente com náusea no período pós-operatório. Participaram da validação de conteúdo 52 expertos que responderam a um instrumento que continha dados de identificação profissional e de validação do diagnóstico de enfermagem Náusea (enunciado, definição, posição que ocupa na estrutura taxonômica e características definidoras, descritas em uma escala tipo Likert). A maioria dos expertos considerou o domínio 12 (Conforto), a classe 1 (conforto físico) e o enunciado (náusea) adequados ao diagnóstico. Foram sugeridas modificações na definição atual do referido diagnóstico de enfermagem. Quatro características definidoras foram consideradas principais (relato de náusea, salivação aumentada, aversão à comida e sensação de vômito) e oito foram denominadas secundárias (deglutição aumentada, gosto amargo na boca, palidez, taquicardia, diaforese, sensação de calor e frio, alterações da pressão arterial e dilatação pupilar). Na etapa de validação clínica, 106 pacientes foram incluídos na amostra. Para a coleta de dados, foram utilizados o questionário de avaliação pré, intra e pósoperatória e a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão. A náusea foi avaliada em duas etapas: 1) análise das manifestações objetivas (dois enfermeiros simultaneamente) e 2) subjetivas (um enfermeiro). A incidência de náusea foi de 21,70% e, na maioria das vezes, de moderada intensidade. Os antecedentes associados à presença de náuseas no pós-operatório foram: sexo, idade, tipo de anestesia, presença de dor, movimentação e alimentação pósoperatória e odores nocivos. Na etapa 1, a característica definidora denominada principal foi relato de náusea, e as manifestações secundárias foram sensação de vômito, palidez e deglutição aumentada. O índice de concordância variou de 86,95% a 100,00%. Na etapa 2, as características consideradas principais foram relato de náusea e sensação de vômito, e as características definidoras secundárias identificadas foram salivação aumentada e sensação de calor e frio. Os escores totais do diagnóstico de enfermagem Náusea foram de 0,79 e 0,73 para as validações de conteúdo e clínica respectivamente, considerado válido para a Taxonomia da North American Nursing Diagnosis Association - International (NANDA-I). Concluiu-se que o relato de náusea, sensação de vômito, palidez, salivação aumentada, deglutição aumentada e sensação de calor e frio são fortes indicativos do diagnóstico de enfermagem Náusea.
Título em inglês
Validation of the nursing diagnosis Nausea in the immediate postoperative period
Palavras-chave em inglês
Nausea
Nursing
Postoperative care
Postoperative nausea and vomiting
Vomiting
Resumo em inglês
The aims of this study were to analyze the nausea concept in patients during the immediate postoperative period; to assess the content and clinical validity of the nursing diagnosis nausea in the immediate postoperative period, considering Fehring's model; to identify the incidence of this diagnosis in patients during the immediate postoperative period; to check for possible associations between the nausea antecedents obtained in the concept analysis and those identified in patients with immediate postoperative nausea and to verify the frequency of the primary and secondary defining characteristics of the Nausea diagnosis. The research was developed in three phases: concept analysis, content validation and clinical validation. The concept analysis followed the eight phases proposed by Walker and Avant: select the concept, define the aim of the analysis, identify the use of the concept, define defining attributes, develop model cases, develop other cases, identify antecedents and consequences and check empirical references. This phase was fundamental to accomplish further phases (content validation and clinical validation), permitting the construction of operational definitions and the elaboration of data collection instruments that were better directed at the context of postoperative nausea patients. Fifty-two specialists participated in the content validation, who answered an instrument with professional identification data and the validation of the nursing diagnosis nausea (wording, definition, position in taxonomic structure and defining characteristics, described on a Likert scale). Most experts considered domain 12 (Comfort), class 1 (physical comfort) and the wording (nausea) adequate for the diagnosis. Modifications were suggested in the current definition of the referred nursing diagnosis. Four defining characteristics were considered primary (reported nausea, increased salivation, aversion toward food and gagging sensation), while eight were called secondary (increased swallowing, sour taste in the mouth, pallor, tachycardia, excessive sweating, feeling hot and cold, blood pressure alterations and pupil dilation). In the clinical validation phase, 106 patients were included in the sample. For data collection the pre, intra and post-operative assessment questionnaire and the Hospital Anxiety and Depression Scale were used. Nausea was assessed in two phases: 1) analysis of objective manifestations (two nurses simultaneously) and 2) subjective (one nurse). The incidence level of nausea corresponded to 21.70%, in most cases of moderate intensity. The following antecedents were associated with the presence of nausea and vomiting: gender, age, anesthesia type, presence of pain, postoperative movements and meals and harmful smells. In phase 1, the defining characteristic that was considered primary was reported nausea and the secondary manifestations were gagging sensation, pallor and increased swallowing. Agreement levels ranged between 86.95% and 100.00%. In phase 2, reported nausea and gagging sensation were considered primary characteristics, while increased salivation and feeling hot and cold were identified as secondary defining characteristics. The total scores of the nursing diagnosis Nausea corresponded to 0.79 and 0.73 for the content and clinical validations, respectively, which are considered valid for the Taxonomy of the North American Nursing Diagnosis Association - International (NANDA-I). In conclusion, reported nausea, gagging sensation, pallor, increased salivation, increased swallowing and feeling hot and cold are strong signs of the nursing diagnosis Nausea.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.