• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Roselma Lucchese
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Barros, Sonia (Presidente)
Egry, Emiko Yoshikawa
Gomes, Jomara Brandini
Oliveira, Marcia Aparecida Ferreira de
Sena, Roseni Rosângela de
Título em português
A enfermagem psiquiátrica e saúde mental: a necessária constituição de competências na formação e na prática do enfermeiro.
Palavras-chave em português
Competência profissional
Educação (enfermagem)
Enfermagem psiquiátrica
Enfermeiros (formação profissional)
Saúde mental
Resumo em português
Atualmente, vários estudos são encontrados na área de enfermagem psiquiátrica e saúde mental que descrevem o descompasso entre o ensino e a prática da enfermagem psiquiátrica e saúde mental e desses com as políticas nacionais de saúde mental. Este cenário é um dos fatores que colabora para a formação de profissionais acríticos e pouco atuantes politicamente dentro de um contexto de Reforma Psiquiátrica. Acresce-se o fato de estarmos inseridos em uma sociedade pós-moderna, em constante transformação, na qual as tradicionais práticas educativas já não sustentam ações para atender as necessidades contemporâneas. A percepção de que os professores ao formularem seus planos e objetivos, para o ensino, acreditam que estão formando enfermeiros competentes para a prática assistencial em saúde mental, conforme os princípios da Reforma Psiquiátrica, porém, sem definição do referencial pedagógico que sustente este processo ensino-aprendizagem, motivou este estudo que teve por finalidade confrontar o referencial da pedagogia das competências com o referencial pedagógico dos educadores, sujeitos da pesquisa. Os objetivos foram os de analisar a representação dos sujeitos da pesquisa (docentes e enfermeiros de campo) sobre competência; identificar os conhecimentos necessários e as habilidades que devem ser desenvolvidas pelo enfermeiro para a construção das competências; identificar limites e possibilidades para a construção de competências, para o ensino da prática de enfermagem psiquiátrica e saúde mental. Os elementos teóricos que fundamentaram esta investigação teve como base a "pedagogia das competências" e o referencial teórico-filosófico do materialismo histórico-dialético. Para conhecimento do objeto foram definidas as categorias analíticas práxis e relações sociais de produção. A coleta de dados realizou-se a partir de grupos focais com os sujeitos da pesquisa (docentes e enfermeiros de campo) e a análise se baseou na técnica de análise de discurso. Foram identificadas as categorias empíricas "Competência: saber administrar uma situação complexa"; "Competência e a mobilização de recursos pessoais e do meio" e "Agir com competência". A investigação revelou que os enfermeiros têm diversas compreensões sobre competência, mas também, aproximam-se do conceito pedagógico de competência (mobilização de recursos pessoais e do meio para agir eficazmente em um determinado contexto). Os depoentes revelaram uma insatisfação com o modelo pedagógico aplicado na formação geral do enfermeiro e estão num processo de mobilização, de busca de outros modelos. Não conseguiram superar os paradigmas tradicionais, mas, estão em movimento. Pode-se afirmar que o ensino de enfermagem psiquiátrica e de saúde mental não vem formando para competência; embora alguns discursos já incorporem as novas tendências pedagógicas. Sugere-se que a superação das contradições identificadas no processo passe pela adoção de um modelo fundamentado nos pressupostos da pedagogia das competências.
Título em inglês
The psychiatric nursing and mental health: the constituion needed to the competences in the nurse formation and practice.
Palavras-chave em inglês
Education (nursing)
Mental health
Nurses (professional formation)
Professional competence
Psychiatric nursing
Resumo em inglês
Nowadays there are many studies in the psychiatric nursing and mental health field that describe the out of proportion reality between the psychiatric nursing/mental health learning and practice besides their divergence with the national mental health politics. This stage is one of the factors that collaborate to the formation of non-critical and little politically active professionals in a Psychiatric Reform context. Furthermore there is the fact that we are inserted in a pos-modern society, in constant transformation, in which the traditional educative practices don't sustain actions anymore to meet the contemporary needs. There was the perception that the teachers, while formulating their plans and objectives to teach, believe that they are forming capable nurses to the practice of assistance in mental health, according to the principles of the Psychiatric Reform. Nevertheless, there isn't a definition of the pedagogical reference that sustain this teaching-learning process. Such situation has motivated this study and its goal is to face the reference of pedagogy of competences with the educators pedagogical reference and considering that educators were search subjects. The goals were to analyze the representation of the search subjects (teachers and nurses with practice) about competence; to identify the needed knowledge and the abilities that must be developed by the nurse to the construction of the competences; to identify limits and possibilities to the construction of competences to the psychiatric nursing and mental health practice learning. The theoretical elements that substantiate this investigation has had as basis the "pedagogy of the competences" and the theoretical-philosophic reference of the historical-dialectic materialism. In order to know the goal the analytical categories praxe and social relations of production were defined. The collection of data was done from focal groups with the search subjects (teachers and nurses with practice) and the analysis have based in the technique of speech analysis. The empirical categories were identified: "Competence: to know how to deal with a complex situation", "Competence and the personal and environmental resources mobilization" and "To act with competence". The competence revealed that the nurses have diverse comprehensions about competence, but they also approach the pedagogical concept of competence (personal and environmental resources mobilization to act efficiently in a determined context). The deponents have revealed a dissatisfaction with the pedagogical model applied in the general formation of the nurse and they are in a mobilization process, searching other models. They couldn't overcome the traditional paradigms but they are in movement. It is affirmed that the psychiatric nursing and mental health teaching hasn't been forming nurses for competence; although some speeches have already incorporated the new pedagogical tendencies. It is suggested that the overcome of the contradictions identified in the process become a measure of adoption of a model based in the presupposition of the pedagogy of competences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Roselma_Lucchese.pdf (938.73 Kbytes)
Data de Publicação
2006-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.