• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Rafaela de Oliveira Manzato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti (Presidente)
Ciol, Márcia Aparecida
Pereira, Leonardo Régis Leira
Rodrigues, Roberta Cunha Matheus
Souza, Fabiana Bolela de
Título em português
Efeito do acompanhamento telefônico na qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes nos primeiros seis meses de uso da varfarina: ensaio clínico aleatorizado
Palavras-chave em português
Anticoagulantes
Educação em Saúde
Qualidade de Vida
Resumo em português
A varfarina é um anticoagulante oral, antivitamina K, amplamente utilizado na prevenção de trombos intravasculares de diferentes etiologias. Exige um controle rigoroso e complexo em decorrência da sua interação com outros fármacos e alimentos, o que pode interferir na Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) dos usuários. Intervenções educativas têm sido utilizadas para diminuir o impacto dessa terapia na QVRS. O objetivo principal deste estudo foi comparar o efeito na QVRS de duas intervenções educativas em pacientes que iniciaram o uso de varfarina pela primeira vez durante a internação, aos três e seis meses após a alta. Como objetivos secundários, comparamos a presença de sintomas de ansiedade e depressão e a adequação do valor do International Normalized Ratio (INR) na faixa terapêutica indicada, entre os grupos. Este foi um estudo experimental com designação aleatória nos dois grupos. Os pacientes do grupo intervenção (GI) receberam o programa educativo com seguimento por telefone após a alta e os do grupo controle (GC) receberam o programa educativo sem o acompanhamento telefônico. O estudo foi aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa e foi registrado na base ClinicalTrials.gov. A pesquisa foi conduzida no Hospital Estadual de Ribeirão Preto e no Hospital Estadual de Américo Brasiliense. Foram incluídos pacientes que iniciaram o uso da varfarina, pela primeira vez, maiores de 18 anos e com telefone para contato. O programa educativo foi norteado pela teoria de Bandura e composto por informações verbais e escritas sobre o tratamento, as quais foram apresentadas durante a internação. Os participantes do GI receberam cinco contatos telefônicos para o reforço dessas informações, após a alta hospitalar. Ambos os grupos tiveram dois encontros presenciais, aos três e aos seis meses, para avaliação das variáveis desfechos: QVRS (avaliada pela versão brasileira da Duke Anticoagulation Satisfaction Scale - DASS) e sintomas de ansiedade e de depressão (avaliados pelas subescalas da Hospital Anxiety and Depression Scale - HADS). Para comparar o DASS e as escalas do HADS, realizamos teste t de Student para amostras independentes. Para compararmos os grupos ao longo do tempo, em relação à QVRS, foi realizada Análise da Variância (ANOVA) para medidas repetidas, tendo como fatores o tempo (três e seis meses), o grupo (intervenção ou controle) e uma interação de tempo por grupo. O nível de significância adotado foi de 0,05. Os grupos eram similares quanto às caracterizações sociodemográfica e clínica. A maioria dos participantes eram casados, do sexo feminino e com média de idade de 55 anos (D.P=15). As indicações mais frequentes para o início da varfarina foram trombose venosa profunda e tromboembolismo pulmonar. Não encontramos diferenças estatisticamente significantes entre as médias de QVRS, ansiedade e depressão dos dois grupos, aos três e aos seis meses após a alta
Título em inglês
Impact of telephone follow-up in patient's health-related quality of life during the first six months of warfarin use: randomized clinical trial
Palavras-chave em inglês
Anticoagulants
Health Education
Quality of Life
Resumo em inglês
Warfarin is an oral anticoagulant, antivitamin K, widely used in the prevention of intravascular thrombi of different etiologies. It requires rigorous and complex control as a result of its interaction with other drugs and foods, which may interfere with users' Quality of Life Related to Health (HRQoL). Educational interventions have been used to lessen the impact of this therapy. The main objective was to compare the HRQoL, at three and six months after discharge, of two groups of patients who started using warfarin for the first time during hospitalization. Secondary objectives, were to compare the presence of anxiety and depression symptoms and the adequacy of the International Normalized Ratio (INR) value in the indicated therapeutic range, between the groups. It is an experimental study with random designation in two groups. The patients in the intervention group (IG) received the educational program with telephone follow-up after discharge and those in the control group (CG) received the educational program without telephone follow-up. The study was approved by the Research Ethics Committee and was enrolled in the ClinicalTrials.gov database. The research was conducted at the State Hospital of Ribeirão Preto and the Hospital Estadual de Américo Brasiliense and included patients who started using warfarin for the first time, over 18 years and with a telephone to contact. The educational program was guided by the Bandura Theory and was composed of verbal and written information about the treatment and approached during hospitalization. GI participants received five telephone contacts to reinforce this information after discharge. Both groups had two face-to-face meetings at three and six months for the evaluation of the outcome variables: HRQOL (assessed by the Brazilian version of the Duke Anticoagulation Satisfaction Scale - DASS) and symptoms of anxiety and depression (assessed by the subscales of Hospital Anxiety and Depression Scale - HADS). To compare the DASS and the HADS scales, we performed Student's t-test for independent samples. In order to compare the groups over time, in relation to HRQoL, we performed Variance Analysis (ANOVA) for repeated measures, taking as factors the time (three and six months), the group (intervention or control) and a time interaction per group. The level of significance was set at 0.05. The groups were similar in sociodemographic and clinical characterization. The majority of the participants were married, female and with an average age of 55 years (D.P = 15). The most frequent indications for the initiation of warfarin were deep venous thrombosis and pulmonary thromboembolism. We did not find statistically significant differences between the means of HRQoL, anxiety and depression of the two groups at three and six months after discharge
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.