• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2004.tde-03052005-114332
Documento
Autor
Nome completo
Maria Inês Brandão Bocardi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2003
Orientador
Banca examinadora
Mamede, Marli Villela (Presidente)
Carvalho, Maria das Gracas Bomfim de
Clapis, Maria Jose
Lopes, Maria Helena Baena de Moraes
Ubeda, Elza Maria Lourenço
Título em português
"Assistência pré-natal na adolescência: concepções das adolescentes e dos profissionais de saúde"
Palavras-chave em português
adolescência
gravidez
saúde da mulher
Resumo em português
Este estudo teve como objetivos identificar as concepções sobre assistência pré – natal de um grupo de gestantes adolescentes primíparas, inscritas no programa de assistência pré – natal nas Unidades de Saúde da Rede de Atenção à Saúde do município de Marília – SP; identificar as concepções sobre assistência pré – natal na adolescência dos profissionais de saúde (médicos, enfermeiras e auxiliares de enfermagem) que atuam nestes serviços; como também analisar as relações estabelecidas entre as concepções das gestantes adolescentes e dos profissionais de saúde na construção da assistência pré – natal. Trata-se de uma pesquisa qualitativa. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas semi – estruturadas, realizadas com 17 profissionais de saúde e 18 gestantes adolescentes primíparas. Procurou-se identificar unidades temáticas pela Análise de Conteúdo. Para construção do processo de análise apropriamos de referenciais teóricos de construções sócio – culturais de significados representativos do cotidiano da assistência pré – natal através de um emaranhado de percepções e interpretações sobre o perfil da clientela atendida, concluindo que a assistência se faz de forma diferenciada e assim exercem papel fiscalizador, identificam os fatores de risco da gestação, discorrem sobre as dificuldades encontradas para prestarem assistência e revelam as ações da equipe de saúde. As adolescentes identificaram a assistência pré – natal recebida, permeada por procedimentos técnicos que incluem desde a realização de exames e procedimentos a orientações, que pelas suas características peculiares conforma a assistência como sendo monótona e ao mesmo tempo coercitiva ao serem fiscalizadas pelos profissionais que as atende. Pudemos apreender que o mundo social do pré – natal às adolescentes habitados pelos profissionais de saúde é construído dentro de um universo simbólico que desqualifica a adolescente para a entrada no mundo das mulheres adultas – a maternidade. Por outro lado, para as adolescentes o pré – natal é o dispositivo usado para revelar-lhes os limites de ser um corpo para si e ser um corpo para ter um filho e desautoriza-las como capazes de ter uma autonomia e poder de decisão.
Título em inglês
Pre-natal care in the adolescence: conceptions of adolescents and health professionals. 163p. 2004.
Palavras-chave em inglês
adolescence
pregnancy
women’s health
Resumo em inglês
This study aimed at identifying the conceptions about prenatal care of a group of adolescents on their first pregnancy. The adolescents were registered in the Prenatal Program offered by the Basic Health Units in the municipality of Marília – SP. The goals of this research were also to identify the conceptions of health professionals who work in these services (physicians, nurses and nursing aides) on prenatal care in adolescence; to analyze the relations established between the adolescents and health professionals conceptions in the construction of prenatal care. This is a qualitative research. Data were collected through semi-structured interviews with 17 health professionals and 18 adolescents on their first pregnancy. The author identified thematic units through content analysis. In order to construct the analysis process, author used the socio-cultural theoretical references on representative meanings of prenatal care through several perceptions and interpretations about the profile of the clientele, concluding that the care is provided in a differentiated way and that the health professionals play a fiscalizing role, identifying the pregnancy risk factors, reporting the difficulties they find to provide the care and revealing the actions of the health team. The adolescents identified prenatal care as surrounded by technical procedures, including examinations and orientations, characterizing a monotonous and at the same time coercive care as they are fiscalized by the professionals who provide their care. Author found that the social world of adolescents’ prenatal care resided by health professionals is built within a symbolic universe that disqualifies the adolescents to become adult women through maternity. In addition, for the adolescents, prenatal is a mechanism used by them to reveal their limits of being a body for themselves and being a body to have a baby and to unauthorized them as capable to have autonomy and decision power.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO-Borardi_MIB.pdf (4.93 Mbytes)
Data de Publicação
2005-06-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.