• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2000.tde-03022006-111305
Documento
Autor
Nome completo
Ione Carvalho Pinto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 1999
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Maria Cecilia Puntel de (Presidente)
Evora, Yolanda Dora Martinez
Moraes, Ilara Hammerli Suzzi de
Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Soboll, Maria Lucia de Moura Silva
Título em português
Os sistemas públicos de informação em saúde na tomada de decisão - rede básica de saúde do munícipio de Ribeirão Preto
Palavras-chave em português
informação em saúde
modelos de atenção à saúde
sistemas de informação
tomada de decisão
Resumo em português
A temática deste estudo é a informação em saúde, uma das áreas da saúde coletiva, por estar inserida nas políticas de saúde para promoção, prevenção e recuperação da saúde individual e coletiva, considerando as determinações sociais do processo saúde-doença e, ainda, por servir de ferramenta analisadora da produção de ações de saúde, nas decisões, na (re)construção do modelo assistencial, possibilitando aos sujeitos alcançarem a autonomia no desenvolvimento de seu trabalho em saúde. Através de três grandes eixos buscou-se a sustentação para o estudo da informação em saúde: tomada de decisão, o enfoque sistêmico da organização e os princípios organizativos e diretivos do Sistema Único de Saúde. Objetivamos descrever e analisar a constituição e organização dos quatro sistemas públicos de informação em saúde na tomada de decisão na rede básica (SIM-RP Sistema de Informação de Mortalidade, SINASC-RP Sistema de Informações de Nascidos Vivos, SIVE-RP Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica e HYGIA-RP Sistema de Informação Ambulatorial Informatizado), em relação à sua finalidade, produção, utilização, fluxo (ascendente, descendente e lateral), integração, articulação, compatibilização e acesso, bem como analisar como esses sistemas públicos de informação em saúde instrumentalizam a tomada de decisão na rede básica pública municipal de saúde, quais os princípios que a presidem e qual a lógica (intencionalidade) de produção de saúde que está presente. O local de estudo foi o município de Ribeirão Preto - Distrito Leste - que conta com seis Unidades Básicas de Saúde. Os instrumentos de pesquisa foram a análise documental, observação participante e entrevista. A análise dos dados foi estruturada em dois grandes grupos: constituição formal dos sistemas, incluindo estrutura,processo e resultado (saídas) de cada sistema de informação e, o segundo grupo, a instrumentalização do agir em saúde: tomada de decisão, considerando os sistemas de informação como ferramenta analisadora de intencionalidade dos processos de produção em saúde. O 4 Apresentação SINASC foi um dos mais utilizados pelos trabalhadores da rede na organização do modelo de atenção, proporcionando detectar falhas na estrutura organizacional da unidade, desencadeando processos instituintes no modo de atenção à saúde de forma mais articulada e descentralizada. Quanto ao SIM, este não tem sido utilizado enquanto instrumento da tomada de decisão nas UBS. As informações nele contidas não fazem sentido para os usuários da informação, sendo utilizadas apenas no nível central da SMS quando esta realiza as estatísticas sobre causas de mortalidade no município, subsidiando alguns programas de atenção à saúde. O HYGIA mostrou sua potencialidade de articulação com o SINASC e SIVE, mas tem sido subutilizado, à medida que vem instrumentalizando de forma prioritária as estatísticas dos procedimentos realizados pelos trabalhadores. Relações mais estreitas são mantidas entre a UBS e a Distrital com relação ao SIVE-RP no registro das notificações de doenças. Consideramos que Ribeirão Preto conta com um amplo Sistema de Informação em Saúde, recursos humanos especializados nesta área, equipamentos modernos, possibilidades de integração entre os vários sistemas; no entanto, um número elevado de informações acaba sendo gerado e desvinculado do cotidiano dos serviços de saúde. Os sistemas de informação estudados em geral não têm sido utilizados para a tomada de decisão na rede básica, uma vez que a produção de serviço de saúde está centrada na assistência individual, do tipo pronto atendimento, modelo este de saúde que só registra dados relativos aos procedimentos realizados. A informação é uma ferramenta potente para instrumentalizar a produção de saúde que busca a integralidade das ações.
Título em inglês
"Public health information in the decision making at basic care-Ribeirão Preto-SP"
Palavras-chave em inglês
decision making
health care models
information in health
information systems
Resumo em inglês
The thematic of this study is information in health, one of the areas of collective health, since it is inserted in health policies for individual and a collective health promotion, prevention and recuperation, considering the social determinations of the health-illness process and yet, for serving as an analysing tool of the production of health actions, in decisions, in the (re)construction of the assistential model, allowing the subjects to achieve autonomy in the development of their work in health trough three great axis we sought sustainment for the study on information in health: decision making, the systemic focus of the organization and the organizational and directive principles of the Sistema Único de Saúde (Unique Health System). We aimed to describe and analyse the constitution and organization of the four public information systems in health form making decisions in the basic health network (SIM-RP – Sistema de Informação de Mortalidade – Mortality Information System, SINASC-RP – Sistema de Informação de Nascidos Vivos – Birth Information system, SIVE-RP- Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica – Epidemiologic Surveillance Information System and HYGIA-RP Sistema de Informação Ambulatorial Informatizado – On Line Ambulatorial Information System), related to its objective, production, use, flow (upward, downward and lateral), integration, articulation, compatiblelization and access; as well as analysing how these public information systems in health offer tools for decision making in the municipal public health services, what principles guide them what logic (intention) of health production is present. This study was done in the municipality of Ribeirão Preto – East District, which has six Basic Health Units. The research instruments were the documentation analysis, participative observation and interviews. The data analysis was structured in two large groups: formal constitution of systems, including structure, process and results (exits) of each information system and the second group was the instrumentalization of the action in health: decision making, considering the information systems 6 Apresentação as a tool for analysis of the intention of the processes of production in health. The SINASC was one of the most used instruments by the health workers in the organization of the care model, allowing to detect errors in the unit’s organizational structure leading to processes of health care in more articulated and decentralized way. As to SIM, it was not been used as a decision maker instrument at the Basic Units. The information attained do not make sense to the information users, being used only at the main level of the Municipal Health Department when it does statisticals on the mortality causes in the municipality, underlining some programmes of health care. The HYGIA showed its potentiality of articulation with SINASC and SIVE, but was been under utilized, in the way it was been instrumentalizing mainly the statistics of the procedures done by the workers. Closer relations are held between UBS (Basic Health Unit) and the District in relation to SIVE-RP in registrating disease notifications. We consider Ribeirão Preto has a broad Health Information System, specialized human resources in the field, modern equipment, possibilities of integration between several systems, although a great number of information end up unlinked to daily routine of the health services. The information systems studied generally haven’t been used form making decisions in the basic health network, since the production of health services are centred on individual care, the type of immediate care, which such health model only registers data of the procedures done. Information is a potential instrument to offer tools for health production which seeks integration of actions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PINTO_IC.pdf (2.04 Mbytes)
Data de Publicação
2006-03-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.