• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.82.2003.tde-22042004-110153
Documento
Autor
Nome completo
Ana Cristina Kodama
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2003
Orientador
Banca examinadora
Rollo, Joao Manuel Domingos de Almeida (Presidente)
Lamari, Neuseli Marino
Silva, Orivaldo Lopes da
Título em português
Efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade em um modelo ósseo de ratas ovarectomizadas analisados por meio do ensaio de flexo-compressão
Palavras-chave em português
flexo-compressão
ovarectomia
ratas
ultra-som de baixa intensidade
Resumo em português
O osso é um tecido dinâmico que remodela em resposta a um estímulo mecânico aplicado. O ultra-som pulsado de baixa intensidade consiste da propagação de ondas de energia mecânica e o propósito desta investigação foi analisar seus efeitos em um modelo ósseo de ratas ovarectomizadas por meio do ensaio de flexo-compressão. O estudo foi composto por 28 ratas Wistar, com peso médio de 251,4 gramas. Os animais foram divididos em 3 grupos: 10 animais ovarectomizados, tratados com ultra-som (grupo tratado), 9 animais ovarectomizados para controle (grupo ovarectomizado) e 9 animais intactos que não sofreram nenhum tipo de intervenção (grupo intacto). No grupo tratado as aplicações do ultra-som foram iniciadas no primeiro dia após a cirurgia de ovarectomia, extendendo-se por 9 semanas, 6 dias por semana, durante 20 minutos diários. Por meio do ensaio de flexo-compressão, realizado na extremidade proximal dos fêmures, foi avaliado o limite máximo. A deformação do limite máximo não foi alterada nos diferentes grupos. No entanto, a média da carga do limite máximo do grupo ovarectomizado foi significativamente menor quando comparada com os grupos intacto e tratado, e entre os grupos intacto e tratado as médias não foram estatisticamente diferentes, sugerindo que apesar do grupo tratado também ter sido submetido à ovarectomia, a média da carga do limite máximo foi semelhante à do grupo intacto pela influência do ultra-som. Estes resultados fornecem indícios de que a perda de massa óssea provocou diminuição da carga do limite máximo e que a estimulação com ultra-som pulsado de baixa intensidade em fêmures de ratas ovarectomizadas contribuiu na preservação deste parâmetro mecânico
Título em inglês
Low-intensity pulsed ultrasound effects on a bone pattern of ovariectomized female rats analyzed through flexion-compression test
Palavras-chave em inglês
flexion-compression
low-intensity ultrasound
ovariectomy
rats
Resumo em inglês
Bone is a dynamic tissue, which remodels to applied mechanical stimuli. The low-intensity pulsed ultrasound consists on the propagation of waves of mechanical energy and the motivation of this study was to analyze its effects on a ovariectomized female rat bone model through flexion-compression test. The study was carried out with 28 female Wistar rats with 251,4 grams average weight. The animals were divided in 3 groups: 10 ovariectomized rats exposed to ultrasound (treated animals), 9 control ovariectomized animals (ovariectomized group) and 9 intact animals that did not suffer any kind of intervention (intact group). In the treated group, the ultrasound exposition was initiated on the first day after the surgery, and it was extended for 9 weeks, 6 days per week, during 20 minutes per day. Through the flexion-compression test, carried out on the femur’s proximal extremity, the maximum limit was evaluated. The maximum limit deformation wasn’t altered in these different groups. Though, the maximum limit load average in the ovariectomized group was significantly lower when compared to the intact and treated groups, and between the intact and treated groups, the average wasn’t statistically different, suggesting that despite of the treated group was submitted to ovariectomy, the average value of the load maximum limit was similar to the intact group by the ultrasound influence. These results were indications that the loss of bone mass caused the load maximum limit decreasing and that the low-intensity pulsed ultrasound stimulation on femurs of ovariectomized female rats contributed to the preservation of this mechanical parameter
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2004-04-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.