• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Julia Andreza Gorla
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2018
Orientador
Banca examinadora
Novo Junior, José Marques (Presidente)
Fernandes, Luciane Fernanda Rodrigues Martinho
Fonseca, Marisa de Cássia Registro
Montagnoli, Arlindo Neto
Título em português
Estudo da musculatura flexora de dedos a partir da análise das curvas força-tempo
Palavras-chave em português
Curva força-tempo
Dinamômetro
Esforço isométrico máximo
Força muscular manual
Resumo em português
Introdução - A análise da força de preensão manual durante a força realizada ao longo do tempo fornece dados referentes ao funcionamento biomecânico dos grupos musculares, com destaque à influência da musculatura flexora profunda e superficial dos dedos, bem como traz informações pertinentes ao desempenho funcional para atividades cotidianas. Objetivos - Analisar as curvas força-tempo da preensão palmar sob os aspectos de seus parâmetros discretos e de sua característica temporal. Identificar a influência da musculatura flexora profunda de dedos na preensão palmar. Método - Os voluntários realizaram o teste de esforço isométrico máximo utilizando o dinamômetro Jamar® e o transdutor de força computadorizado com duas empunhaduras, uma que permitia a ação do músculo flexor superficial de dedos e outra que a bloqueava. Foram analisadas as curvas força-tempo geradas de 9 indivíduos tanto em seus parâmetros discretos como em suas características temporais. Resultados - A força máxima média obtida com o Jamar® na Posição 1, sem distinção entre os sexos, (30,76 Kgf) aproximou-se dos valores da média nacional para mulheres (30,4 Kgf). Tanto no teste com o Jamar® como com o transdutor de força, os valores discretos foram maiores na Posição 1 (Fmáx Jamar®: 30,76/25,14 kgf; Fmáx transdutor: 22,16/17,37 kgf; Tmáx: 1,41/1,54 seg; Finf: 7,06/5,80 kgf). A fase de manutenção da força, equivalente a força de resistência, teve menor decréscimo nos testes realizados na Posição 2 (-1,02/-0,61). Além disso, os valores obtidos entre os dinamômetros mostram que o Jamar® superestima os valores de força máxima. Conclusões - Os dados apontam que há diferença na capacidade de manutenção da força, para a qual a ação do músculo flexor profundo dos dedos mostrou-se mais eficaz do que quando em conjunto com o flexor superficial dos dedos, tendo assim, grande importância funcional para a execução das atividades de vida diária. Evidencia-se que a análise da força por meio de suas características temporais fornece maior elucidação do desempenho muscular durante a força de preensão do que testes dinamométricos pontuais.
Título em inglês
Study of the flexor muscles of fingers from the analysis of the force-time curves
Palavras-chave em inglês
Dynamometer
Force-time curve
Handgrip test
Maximum isometric effort
Resumo em inglês
Introduction - The analysis of the manual grip force along time presents the biomechanical movement of muscle groups data, with emphasis on the deep and superficial flexor musculature of the fingers, as well as provides relevant information for the functional performance of daily activities. Objectives - To analyze the force-time curves of the palmar grip under the aspects of its discrete parameters and its temporal characteristic. Either, to identify the the influence of the flexor muscles of fingers in the palmar grip. Method - The volunteers performed the maximum isometric effort test using the Jamar® dynamometer and the computerized force transducer with two grips, one that allowed the action of the flexor superficial finger muscle, and another that blocks it. The force-time curves generated from 9 individuals were analyzed in both their discrete parameters and their temporal characteristics. Results - The medium of maximum strength obtained with Jamar® at Position 1, without distinction between gender, (30.76 Kgf) approached the national average for women (30.4 Kgf). In both the Jamar® and the force transducer tests, the discrete values were higher in Position 1 (Fmax Jamar®: 30.76 / 25.14 kgf; Fmax transducer: 22.16 / 17.37 kgf; Tmax: 1.41 / 1.54 sec; Finf: 7.06 / 5.80 kgf). The strength maintenance phase, equivalent to the resistive force, had a smaller decrease in the tests performed in Position 2 (-1.02 / -0.61). In addition, the values obtained between the dynamometers show that the Jamar® overestimates the maximum force values. Conclusions - The data points that there is a difference between the action of the flexor profound muscle group of the fingers and the flexor superficial one in the capacity of maintaining the force, showing that the profound group is more effective than combined with the superficial flexor, thus, the first one has great functional importance for performing activities of daily life. It evidences that the analysis of force on its temporary characteristics is more elucidative of the muscular performance during the grip force than the punctual dynamometric tests.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.