• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2015.tde-10092015-155805
Documento
Autor
Nome completo
Bruna Pozzi Rufato
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Bizerra, Alessandra Fernandes (Presidente)
Marandino, Martha
Santos, Flavia Rezende Valle dos
Título em português
Diferenças entre mães e pais em visita a museus de ciências.
Palavras-chave em português
Educação não formal
Família
Gêneros
Museus de ciência e tecnologia
Teoria Sociocultural
Resumo em português
Os museus são instituições intrinsecamente educativas e, nas últimas décadas, aumentou-se a preocupação sobre como acontece a aprendizagem nesses espaços. Sendo a visita ao museu geralmente realizada junto a outras pessoas, principalmente familiares, o olhar sobre as interações realizadas por estes grupos e os fatores que podem influenciar esse aprendizado pode fornecer informações importantes sobre como os sujeitos aprendem durante essa atividade. Um desses fatores, amplamente estudado no ensino de ciências, é a questão do gênero. Sob a perspectiva sociocultural, essa pesquisa investigou as interações familiares no público aqui chamado de "espontâneo" (não escolar) em visita ao Espaço Cultural Catavento (São Paulo), com o foco nas diferenças de gênero de pais e mães que podem surgir nessas relações. No Brasil, ainda são poucas as pesquisas realizadas em museus que tenham buscado conhecer os grupos familiares que visitam essas instituições e não há pesquisas sobre o papel do gênero dos pais nas interações que acontecem na situação de visita. Assim, foram analisadas as conversas e as atitudes de mães e pais com seus filhos em visita ao espaço. Os resultados mostram que mães tendem a utilizar mais falas afetivas e estratégicas, enquanto pais são mais conceituais. Quando apenas um adulto está acompanhando a(s) criança(s), é mais comum que as decisões de movimentação sejam tomadas pela(s) criança(s), ao contrário do que acontece quando pai e mãe estão presentes. Nestes casos, as mães foram mais direcionadoras do que os pais. Em geral, mães participam mais das interações com a(s) criança(s), tanto quando estão sozinhas quanto na companhia do pai. Porém, mães sozinhas participam mais do que mães acompanhadas de pais e pais sozinhos participam menos do que pais acompanhados de mães. Os achados abrem caminho para a discussão dos papéis culturais de homens e mulheres nas estruturas familiares, que diferem para cada contexto histórico-social.
Título em inglês
Differences between fathers and mothers while visiting science museums.
Palavras-chave em inglês
Family
Genders
Non-formal education
Science and technology museums
Sociocultural Theory
Resumo em inglês
Museums are intrinsically educational institutions and in the recent last decades, we have seen that the concern on how learning happens while in these areas is increased. Since the visit to the museum is typically performed in the company of other people, primarily family members, a look on the interactions of these groups, as well as the factors that can affect such learning, can provide important information on how the individuals do learn during this activity. One of these factors, widely studied in science education, is the matter of gender. Under the sociocultural approach, this research aimed the investigation of family interactions in what we here called "spontaneous" audience (non-educational) while in visit to the Espaço Cultural Catavento (museum, São Paulo), focusing on the gender differences of fathers and mothers that can arise in these relationships. In Brazil, we have only few researches made in museums with the purpose of knowing better the family groups that visit these institutions, and there are no written studies on the gender of parents in the interactions occurring in the visiting situation. Therefore, the conversations and attitudes of fathers and mothers with their children during visits to the space were analyzed. The results demonstrate that mothers tend to use more affective and strategic speaking, while fathers are more conceptual. When there is only one adult accompanying the child/children, it is more frequent that the decisions about moving around are taken by the child/children, which is the opposite of what happens when father and mother are present. In these cases, mothers tend to be more "directional" than fathers are. In general, mothers participate more in the interactions with the child/children, both when alone and when in the company of the father. However, mothers that are alone participate more than mothers in the company of fathers, and fathers that are alone participate less than fathers that are in the company of mothers. The findings here pave the way for the discussion on the cultural roles of men and women in the family frameworks, which are different for each social-historical context.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.