• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2018.tde-10072018-153953
Documento
Autor
Nome completo
Marco Antonio Fernandes Martin Farias
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Sano, Paulo Takeo (Presidente)
Hani, Charbel Niño El
Ursi, Suzana
Título em português
O ensino de evolução por docentes de escolas com diferentes contextos de confessionalidade
Palavras-chave em português
Análise textual-discursiva
Conhecimento científico
Crença religiosa
Escolas confessionais
Natureza da ciência
Resumo em português
O presente trabalho possui como objetivos analisar como os professores do Ensino Médio estabelecem a relação entre conhecimento científico e crença religiosa no que diz respeito ao ensino do conceito de evolução biológica, e como esse professor percebe tal relação nos educandos em diferentes contextos de confessionalidade. Quanto à fundamentação teórica, nos alicerçamos na Psicologia histórico-cultural de Vygotsky e no trabalho de Sepulveda e El-Hani (2004), que realiza uma revisão bibliográfica acerca das possíveis relações estabelecidas entre o conhecimento científico e o conhecimento religioso, descrevendo três possibilidades: a tese da incompatibilidade, a tese da independência e do diálogo construtivo entre religião e ciência e a tese da integração dos dois campos de conhecimento em um novo campo interdisciplinar. Utilizamos os pressupostos da Psicologia histórico-cultural com intuito de fundamentar nossas hipóteses no que diz respeito à influência do meio e das vivências nas atitudes e na formação de conceitos científicos dos indivíduos. A obtenção de dados foi feita a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas com professores e professoras de escolas confessionais e não confessionais do Estado de São Paulo. Tais dados foram analisados e discutidos utilizando a metodologia de Análise Textual Discursiva. Posteriormente, redigimos metatextos com intuito de formalizar e construir novas reflexões sobre os resultados obtidos. Verificamos inicialmente que, mais do que a confessionalidade da instituição de ensino, o docente possui um papel de protagonismo central no que diz respeito à relação que o educando irá estabelecer entre a crença religiosa e o conhecimento científico. Do mesmo modo, o professor é mais influenciado, no exercício de lecionar, pelas suas crenças pessoais do que pela eventual confessionalidade da instituição. Ao mesmo tempo, foi possível apurar que, por vezes, os docentes incorrem em equívocos acerca da concepção de natureza da ciência, evidenciando a necessidade de repensarmos conteúdos e práticas do ensino superior, principalmente em relação à formação inicial de professores nos cursos de licenciatura.
Título em inglês
The teaching of Evolution by teachers in religious and non religious schools
Palavras-chave em inglês
Discursive Textual Analysis
Nature of Science
Religious beliefs
Religious schools
Science knowledge
Resumo em inglês
The present study aims to analyze how High School teachers relate scientific knowledge and religious faith when it comes to teaching the concept of biological Evolution and how each teacher perceives the way students develop this relation depending on the religious context they are inserted. For theoretical ground, we used the Vygotsky's historical-cultural psychology and the study of Sepulveda and El-Hani (2004) that contains a bibliographical review about the possible relations between scientific and religious knowledge, describing three possibilities: the thesis of incompatibility, the thesis of independence and constructive dialogue between religion and science, and the thesis of the integration of both knowledges into a new interdisciplinary field. We also used Vygotsky's historical-cultural psychology concepts in order to substantiate our hypothesis on the influence of the environment and experiences on the attitudes and the development of scientific knowledge. Our data were obtained from semi structured interviews with teachers of religious and non-religious schools of São Paulo State. Those data were analyzed and discussed using the Discursive Textual Analysis methodology. Then we wrote metatexts in order to formalize and create new consideration about the results. Initially we concluded that the relation between scientific and religious knowledge developed by the student is more influenced by the teacher's beliefs than by the religious aspects of the school. Likewise, the teacher is more influenced by their own beliefs than by the school's religious tendencies. Additionally, we verified that occasionally teachers make mistakes about premises and practices of Science, highlighting the need of revisiting the practices and contents taught in higher education, especially regarding to teacher's graduation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.