• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2018.tde-10072018-113416
Documento
Autor
Nome completo
Eloisa Cristina Gerolin
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Trivelato, Silvia Luzia Frateschi (Presidente)
Justi, Rosária da Silva
Munford, Danusa
Título em português
Práticas epistêmicas, comunidades epistêmicas de práticas e o conhecimento biológico: análise de uma atividade didática sobre dinâmica de crescimento populacional
Palavras-chave em português
Alfabetização Científica
Comunidades epistêmicas de práticas
Conhecimento disciplinar
Continuum evidência-explicação
Inscrições literárias
Perspectiva Sociocultural
Práticas epistêmicas
Resumo em português
Com base nos pressupostos da psicologia sociocultural, da alfabetização científica, da antropologia social e dos estudos de sociologia e filosofia da Ciência, nesta dissertação buscamos analisar como as práticas epistêmicas da ciência mobilizadas no ensino e na aprendizagem de ecologia se relacionam com as práticas epistêmicas comumente utilizadas nos estudos científicos desenvolvidos nesse campo do conhecimento; e como o engajamento com tais práticas proporcionou aos estudantes a oportunidade de se apropriar de aspectos da cultura cientifica. Neste trabalhamos também procuramos compreender como o envolvimento em uma atividade investigativa sobre dinâmica populacional propiciou a formação de uma comunidade epistêmica de práticas, na qual estudantes e professora trabalharam de maneira coletiva e colaborativa, por meio do compartilhamento e validação de práticas socioculturais (as práticas epistêmicas), valores, critérios, procedimentos, explicações, ideias, argumentos, etc. Esta pesquisa foi conduzida como um estudo de caso qualitativo. Os dados analisados nesta pesquisa foram coletados por meio de gravações audiovisuais durante as aulas de biologia do primeiro ano do ensino médio (alunos com idades entre 15 e 16 anos) de uma escola pública estadual da cidade de São Paulo. As gravações audiovisuais foram transcritas, organizadas em unidades de análise e interpretadas por meio de rubricas/descritores das categorias de análise. Nossos resultados indicam que o compartilhamento de um objetivo em comum (responder à pergunta de investigação da atividade investigativa), o engajamento com as práticas epistêmicas e os processos de validação e legitimação de técnicas, ferramentas, conhecimentos, procedimentos e evidências, conduziram o grupo sala a um processo de constituir-se como uma comunidade epistêmica de práticas. Nesse processo destaca-se o papel da professora na avaliação e legitimação das proposições dos estudantes, promovendo a consolidação da comunidade e o estabelecimento de critérios para julgamento do que conta como dado, evidência e justificativa na atividade investigativa. Este estudo também trouxe evidências de como a natureza do conhecimento que tematiza a atividade didática influenciou na mobilização de práticas epistêmicas similares às empregadas nos estudos científicos sobre dinâmica de populações. As interações discursivas dos estudantes e da professora evidenciaram um engajamento com práticas epistêmicas muito similares às dos estudos ecológicos de dinâmica de populações, como a utilização e construção de gráficos que expressam a dinâmica da população ao longo do tempo e o estabelecimento de metodologias e técnicas de contagem e amostragem de indivíduos.
Título em inglês
Epistemic practices, epistemic communities of practices and biological knowledge: analysis of a didactic activity on population growth dynamics
Palavras-chave em inglês
Continuum evidence-explanation
Disciplinary knowledge
Epistemic communities of practices
Epistemic practices
Literary inscriptions
Scientific Literacy
Sociocultural Perspective
Resumo em inglês
Based on the assumptions of sociocultural psychology, scientific literacy, social anthropology and the studies of sociology and philosophy of science, in this dissertation we seek to analyze how the epistemic practices of science mobilized in the teaching and learning of ecology are related to the epistemic practices commonly used in the scientific studies developed in this field of knowledge; and how engaging with such practices has given students the opportunity to appropriate aspects of the scientific culture. In this work we also try to understand how the involvement in a inquiry activity about population dynamics led to the formation of an epistemic community of practices, in which students and teachers worked in a collective and collaborative way, through the sharing and validation of sociocultural practices (epistemic practices), values, criteria, procedures, explanations, ideas, arguments, etc. This research was conducted as a qualitative case study. The data analyzed in this research were collected through audiovisual recordings during biology classes of high school (students aged 15 to 16 years) of a state public school in the city of São Paulo. Audio-visual recordings were transcribed, organized into units of analysis and interpreted through descriptors of analysis categories. Our results indicate that the sharing of a common objective (answering the research question of the inquiry activity), the engagement with epistemic practices and the validation and legitimation processes of techniques, tools, knowledge, procedures and evidence led the group to a process of establishing itself as an epistemic community of practices. In this process, the role of the teacher in the evaluation and legitimation of the students' proposals is highlighted, promoting the consolidation of the community and establishing criteria for judging what counts as data, evidence and justification in the inquiry activity. This study also provided evidence of how the nature of the knowledge that thematicised the didactic activity influenced the expression of epistemic practices similar to those used in scientific studies on population dynamics. The discursive interactions of the students and the teacher showed an engagement with epistemic practices very similar to those of the ecological studies of population dynamics, such as the use and construction of graphs that express the dynamics of the population over time and the establishment of methodologies and techniques of counting and sampling of individuals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.