• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2018.tde-05072018-132257
Documento
Autor
Nome completo
Aline Mendes Geraldi
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Scarpa, Daniela Lopes (Presidente)
Justi, Rosária da Silva
Silva, Maíra Batistoni e
Título em português
Relações entre os graus de abertura de atividades investigativas e o desenvolvimento de argumentos por estudantes do ensino fundamental
Palavras-chave em português
Argumento
Ensino de ciências
Ensino de ciências por investigação
Resumo em português
O ensino de ciências por investigação representa um importante caminho para a promoção da alfabetização científica. A argumentação é uma das principais habilidades que podem ser desenvolvidas por meio dessa abordagem de ensino, e também aproximar os estudantes do processo da construção do conhecimento científico. O presente trabalho tem o objetivo de investigar relações entre diferentes graus de abertura de atividades investigativas e a qualidade de argumentos desenvolvidos ao longo desse processo. Ele foi realizado no contexto de Iniciação Científica Júnior, com estudantes do ensino fundamental II. Foram propostas duas aplicações das atividades investigativas: uma chamada de sequencial, respeitando a ordem sequencial proposta na literatura, dos graus 1 ao 3 de abertura; e outra, chamada de invertida, em que as atividades foram propostas dos graus 3 ao 1. As análises foram conduzidas com base em duas ferramentas: uma fundamentada no padrão argumentativo de Toulmin (TAP), proposta por Osborne, Erduran e Simon (2004), que caracteriza a qualidade estrutural dos argumentos, e outra, que avalia a qualidade do conhecimento científico utilizado para embasá-los, adaptada do trabalho de Zohar e Nemet (2002). As análises apontaram que os estudantes são capazes de desenvolver argumentos ao se envolverem em atividades investigativas. Porém, alguns fatores influenciaram na qualidade desses argumentos, como o grau de abertura das atividades e os comandos presentes em seus enunciados. Os argumentos construídos envolveram pelo menos dois componentes do TAP, principalmente nas atividades de maior grau de abertura. Porém, identificou-se a dificuldade de os estudantes introduzirem os seguintes elementos: qualificador e refutação. Nas duas formas de aplicação, tanto em relação à qualidade estrutural quanto à do conhecimento científico, os argumentos de mais qualidade foram identificados nas atividades de graus 2 e 3 de abertura, as quais fomentavam maior protagonismo dos estudantes. Logo, as atividades investigativas não proporcionam uma maior qualidade dos argumentos quando propostas de maneira gradual. Os resultados evidenciam a importância das atividades investigativas, em seus diferentes graus de abertura, como propostas que fomentam e qualificam a argumentação no ensino de ciências.
Título em inglês
Relations between levels of inquiry and the development of arguments by for middle school students
Palavras-chave em inglês
Argument
Inquiry-based science education
Science education
Resumo em inglês
The inquiry-based science education represents an important way for the scientific literacy. Argumentation is one of the main skills that can be developed through this teaching approach, and also bring students closer to the process of building scientific knowledge. This study has the objective of investigating relations between different levels of inquiry activities and the quality of arguments developed throughout this process. It was carried out in the context of Scientific Initiation, with middle school students. Two methods of the investigative activities were proposed: one called "sequential", respecting the sequential order proposed in the literature, from levels 1 to 3; and the other, called "reversed", in which the activities were proposed from levels 3 to 1. The analyzes were conducted on the basis of two tools: one based on the Toulmin argumentative pattern (TAP), proposed by Osborne, Erduran and Simon (2004), that characterizes the structural quality of the arguments, and another, that evaluates the quality of the scientific knowledge used to support them, adapted from the work of Zohar and Nemet (2002). The analyzes pointed out that students are able to develop arguments by engaging in inquiry activities. However, some factors influenced the quality of these arguments, like the levels of inquiry and the commands present in their statements. The arguments developed by students involved at least two components of the TAP, mainly in the more open levels. However, we identified that it was difficult for students to introduce the elements qualifier and rebuttal. In both forms of application, in terms of structural quality and scientific knowledge, the highest quality arguments were identified in the levels 2 and 3 of inquiry, which provided more autonomy for the students. Therefore, inquiry activities do not provide a higher quality of arguments when proposed in a gradual manner. The results show the importance of inquiry based activities, in their different levels, to foment and qualify the argumentation in science education.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.