• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2010.tde-27092010-095727
Documento
Autor
Nome completo
Milton Thiago Schivani Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Zanetic, Joao (Presidente)
Bretones, Paulo Sergio
Leite, Cristina
Título em português
Educação não formal no processo de ensino e difusão da Astronomia: ações e papéis dos clubes e associações de astrônomos amadores
Palavras-chave em português
Astronomia (ensino e difusão)
Astrônomos amadores (clubes e associações)
Educação não-formal
Paulo Freire
Resumo em português
Discute-se no presente trabalho questões referentes ao processo de ensino e difusão da astronomia desenvolvida por clubes, grupos e associações de astrônomos amadores, bem como as implicações desse processo e o papel desses espaços nesse contexto educacional. É reconhecido que a astronomia possui rico potencial mobilizador, envolvendo as pessoas em diferentes atividades observacionais, de contemplação, redescobertas e questionamentos. Entretanto, especialmente na contemporânea cultura humana, percebe-se que o espaço acima de nossas cabeças tem sido muitas vezes ignorado. Dito isso, efetuamos estudo para analisar o quanto os referidos ambientes podem auxiliar para sanar, ao menos em parte, as deficiências identificadas e assim explorar o potencial que esse saber apresenta. Nosso estudo focou-se nas ações promovidas pelo Clube de Astronomia de São Paulo (CASP), Grupo de Astronomia Sputnik e pela Associação Norte Rio-grandense de Astronomia (ANRA). A discussão e análises dos dados obtidos foram desenvolvidas tomando como principal base uma perspectiva Freiriana de educação. Nessa perspectiva, dentre outras vertentes, os resultados apontam ser possível estimular e motivar o diálogo e enriquecer a curiosidade ingênua, tornando-a mais crítica, epistemológico, e avançar no rompimento com a Educação Bancária, bem como auxiliar na busca por uma formação permanente e educação continuada. Nesse trabalho, também foi possível explorar e compreender melhor os limites e demarcações entre as diferentes modalidades de ensino formal, não formal e informal. Espera-se com o presente estudo dar bons indícios para nortear passos que visam contribuir com alternativas para melhorar o ensino e a difusão da astronomia tão deficiente em nosso país e, acima de tudo, possibilitar que pessoas (re)descubram o universo ao seu redor.
Título em inglês
Non-formal education in the teaching and diffusion of Astronomy: actions and roles of clubs and associations of amateur astronomers
Palavras-chave em inglês
Amateur astronomers (clubs and associations)
Astronomy (teaching and diffusion)
Non-formal education
Paulo Freire
Resumo em inglês
The present work discusses questions related to the teaching and diffusion processes of astronomy developed by clubs, groups and amateur astronomers associations, as well as the implications of this process and role of such spaces in the educational context. It is recognized that astronomy has a rich mobilizing potential, involving people in different observational activities, contemplation, rediscoveries and questionings. However, especially in the contemporary human culture, it is noticed that the space above our heads has been ignored for several times. Considering this fact, we made a study aiming to analyze how the referred environments can represent a support to remedy, at least partially, the deficiencies that have been identified and thus, explore the potential offered by this knowledge. Our study focused the actions promoted by the Clube de Astronomia de São Paulo (CASP), Grupo de Astronomia Sputnik and Associação Norte Rio-grandense de Astronomia (ANRA). The discussion and analyses of the obtained data were developed taking as main base, a Freiriana educational perspective. Considering this perspective, among other approaches, the results point out that it is possible to stimulate and motivate the dialogue and to enrich the naive curiosity, making it more critic, epistemological and advance to a rupture with the Bancary Education, as well as to support the search for a permanent formation and continuous education. In that work, it was also possible to explore and establish a better understanding of limits and demarcations inside different modalities of formal, non-formal and informal teaching. We hope to give some good evidences with this study to orientate a path that aims to contribute with alternatives for a better teaching way and diffusion of astronomy, a deficient science in our country and above all, to make possible the (re)discover the universe that surrounds the people.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-10-27
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SCHIVANI, Milton, e ZANETIC, João. A CURIOSIDADE INGÊNUA E O PAPEL DOS GRUPOS AMADORES NO ENSINO E DIFUSÃO DA ASTRONOMIA. In I Simpósio Nacional de Educação em Astronomia. (I SNEA) [online], 1, Rio de Janeiro, RJ., 2011. Rio de Janeiro, RJ. : UNIRIO, 2011. vol. 1, p. 1-12. ISBN ISSN: 2316. [acesso 2013-01-01]. Disponível em : <http://snea2011.vitis.uspnet.usp.br/sites/default/files/SNEA2011_TCO24.pdf>
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.