• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2018.tde-16072018-134552
Documento
Autor
Nome completo
Eloisa Neri de Oliveira Oliva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Brockington, José Guilherme de Oliveira (Presidente)
Santos, Camilo de Lellis
Silva, Sérgio Gomes da
Título em português
O desenvolvimento do pensamento espacial e a cognição incorporada: novas perspectivas para o ensino de ciências e matemática
Palavras-chave em português
Atividade escolar
Cognições
Ensino e aprendizagem
Física - estudo e ensino
Resumo em português
O espaço fornece uma estrutura conceitual rica que nos possibilita distinguir objetos, compreender as suas funções e relacioná-los. O pensamento espacial é uma atividade cognitiva composta por conceitos e representações de espaço e aplicação a processos de raciocínio. Existem diversas evidências científicas que apontam que o pensamento espacial desempenha um papel fundamental tanto na atividade científica quanto na aprendizagem de ciências e matemática. O pensamento espacial se baseia em habilidades espaciais, tais como rotação mental e orientação espacial. Ainda, há resultados científicos que apontam que crianças do gênero masculino, tipicamente, possuem um desempenho melhor em testes de habilidades espaciais do que crianças do gênero feminino. Assim, o principal objetivo desta pesquisa consiste em desenvolver, implementar e analisar uma atividade que pretende desenvolver habilidades espaciais. Nosso trabalho se apoia na teoria da cognição incorporada, que considera que os processos cognitivos estão fortemente ligados a comportamentos motores e sensoriais. A atividade proposta consiste em um jogo chamado Math-e-motion projetado para estudantes do terceiro ano do Ensino Fundamental. Nesse jogo, estudantes exercem os papéis de saltadores e observadores. Os saltadores executam movimentos em um plano coordenado desenhado no chão. Os observadores, por sua vez, devem delinear o movimento executado pelo saltador em um plano coordenado desenhado numa prancheta. Mais importantemente, tal delineamento deve ser dado de acordo com a perspectiva do saltador. Todos os estudantes executam os dois papéis. Avaliamos a atividade proposta através de dois estudos controlados, cada qual envolvendo alunos de escolas públicas brasileiras. Como produto de uma colaboração internacional, também executamos o primeiro estudo em uma escola nos Estado Unidos. Os resultados obtidos indicam uma melhora nas habilidades de orientação espacial e de rotação mental. Além disso, os resultados também apontam para uma redução na diferença no desempenho do teste de orientação espacial entre os gêneros feminino e masculino. Para habilidades matemáticas, houve melhora significativa na habilidade de leitura de gráficos com informações implícitas. Com o respaldo da teoria da cognição incorporada, a nossa pesquisa pretende contribuir com uma discussão acerca do papel do corpo no processo de aprendizagem.
Título em inglês
The development of spatial thinking and spatial thinking: new perspectives for the teaching of science and mathematics
Palavras-chave em inglês
Cognitions
Physics - study and teaching
School activity
Teaching and Learning
Resumo em inglês
Space provides a rich conceptual framework that enables us to distinguish objects, understand their functions, and relate them. Spatial thinking is a cognitive activity composed of concepts and representations of space and application to reasoning processes. There is substantial scientific evidence showing that spatial thinking plays a fundamental role in the scientific activity and in the learning of science and mathematics. Spatial thinking relies on spatial abilities, such as mental rotation and spatial orientation. Moreover, there are scientific results showing that boys typically outperform girls in tests of spatial abilities. Therefore, the main goal of this research is to develop, implement, and analyze an activity that aims at developing spatial abilities. Our work relies on the theory of embodied cognition, which considers that cognitive processes are strongly linked to motor and sensory behaviors. The proposed activity is a game called Math-e-motion designed for students in third grade of Elementary School. In this game, students play the roles of jumpers and observers. The jumpers perform movements in a coordinate plane drawn on the floor. The observers, in turn, are asked to delineate the movement performed by the jumper in a coordinate plane drawn on a clipboard. Most importantly, such a delineation must be given according to the jumper's perspective. All students play both roles. We evaluated the proposed activity by means of two controlled studies, with each involving a group of students from two Brazilian public schools. As a product of an international collaboration, we also executed the first study in a private school in the United States. Our results showed an improvement in spatial orientation and mental rotation abilities. In addition, we also found a reduction in the difference of the scores obtained by male and female students in the spatial orientation test. For math abilities, we found a significant improvement in the ability to read charts with implicit information. With the support of the embodied cognition theory, our research aims at contributing with a discussion about the role of the body in the learning process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.