• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2015.tde-11092015-151708
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Augusto Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Kawamura, Maria Regina Dubeux (Presidente)
Alavarse, Ocimar Munhoz
Carvalho, Lizete Maria Orquiza de
Título em português
O SARESP  e o professor de física: contribuições, sentidos e perspectivas
Palavras-chave em português
Avaliação Externa
Diálogo
Ensino de Física
Matriz de Referência
Professor de Física
SARESP
Resumo em português
As avaliações externas, também designadas como avaliações em larga escala, vêm ganhando muito espaço, nas políticas educacionais, nos últimos anos. Uma das suas principais funções é a de estabelecer diagnósticos que possam orientar a melhoria da qualidade da educação. No entanto, qualquer aprimoramento da educação depende da ação dos professores em sala de aula. Neste sentido, considerando o status quo das avaliações e, na necessidade dessa articulação, é que se colocam algumas questões: É possível uma avaliação externa tornar-se também formativa, junto aos professores de Física? Caso contrário, como ir além do simples diagnóstico? Em que âmbitos poderia acontecer, de fato, um diálogo de seus resultados com os professores? Para investigar essas questões, o presente trabalho toma como objeto o Sistema de Avaliação do Rendimento do Estado de São Paulo (SARESP), no que diz respeito à avaliação em Física. Foram realizadas análises em diferentes âmbitos, seja sobre as intenções e objetivos do SARESP, a partir dos documentos propositivos, seja através dos resultados que disponibiliza às escolas e aos professores. Em particular, é analisado seu Relatório Pedagógico, onde são discutidas as provas e os resultados, através da escala de proficiência. Além disso, foi realizada, em escala piloto, uma entrevista com alguns professores, pela metodologia do grupo focal, sobre suas interações com o SARESP. De uma maneira geral, foi possível perceber que se trata de um sistema bem formulado, através de objetivos e metas explícitas, envolvendo índices gerais e específicos, bastante articulado entre o Currículo do Estado de São Paulo e a Matriz de Referência para a Avaliação. Por outro lado, o sistema não é bem aceito pelos professores, especialmente na medida em que assumem que o SARESP tem como consequência responsabilizá-los pelos problemas da educação. Também o bônus é um tema controverso. De uma forma geral, no entanto, a maior limitação do SARESP parece ser seu próprio Relatório Pedagógico, com ênfase excessiva nos percentuais e acertos, entretanto, sem justificativas em relação às opções realizadas e sem a disponibilização integral dos itens das provas. Esse último aspecto não promove a concretização dos entendimentos relativos às habilidades e competências, por parte dos professores, e de possíveis encaminhamentos para a sala de aula. Assim, nossas reflexões indicam que, para que o SARESP possa ultrapassar a meta puramente diagnóstica, é indispensável que venha a estabelecer novas formas de diálogo com os professores.
Título em inglês
The SARESP and Professor of Physics : contributions , directions and perspectives.
Palavras-chave em inglês
Dialogue
External Evaluation
Learning Physics
Matrix of Reference
Physics teacher
SARESP
Resumo em inglês
The external evaluations, also known as large-scale assessments, have been gaining a lot of space, in education policy, in recent years. One of its main roles is to establish diagnosis that can guide the improvement of education quality. However, any improvement of education depends on the action of the teachers in the classroom. Following this, considering the status quo of the assessments and, in need of this mobilization, some questions should be made: Can an external evaluation also become training, with Physics teachers? Otherwise, how to go beyond the simple results? In which areas it could happen, in fact, a dialogue between their results and the teachers? To investigate these issues, this paper takes as its subject the School Development Evaluation System of São Paulo State (SARESP), regarding to assessment in Physics. Analysis was carried out in different areas, such as the intentions and objectives of SARESP, from purposeful documents, either through the results it makes available to schools and teachers. In particular, it is analyzed their Pedagogical Report, where the tests and the results are discussed through proficiency scale. Besides this, it was conducted on a pilot scale, an interview with some teachers, through of focus group methodology, about their interactions with SARESP. In general, it had revealed itself as a well formulated system, through objectives and explicit goals, involving general and specific indices, quite articulated between the São Paulo State Curriculum and the Reference Matrix for Evaluation. Moreover, the system is not well accepted by teachers, especially in that SARESP assume that results in hold them by the education problems. Also the bonus is a controversial topic. In general, however, the biggest limitation of SARESP seems to be their own Pedagogical Report, with excessive emphasis on percentage and successes, however, with no justification for the options held and without the full availability of the items of evidence. This last point does not promote the realization of understandings related to the skills and competences of teachers, and possible referrals to the classroom. So, our reflections indicate that to make it possible to SARESP to exceed the purely diagnostic goal, it is essential that it begins to establish new forms of dialogue with teachers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.