• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2013.tde-08032013-091813
Documento
Autor
Nome completo
Jucivagno Francisco Cambuhy Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Baumel, Roseli Cecilia Rocha de Carvalho (Presidente)
Lacerda, Cristina Broglia Feitosa de
Villani, Alberto
Título em português
O ensino de física com as mãos: libras, bilinguismo e inclusão
Palavras-chave em português
Bilinguismo
Educação para surdos
Ensino de Física
Inclusão
Libras
Resumo em português
O ensino para alunos surdos é um desafio que as políticas públicas vêm delegando a pesquisadores e professores no inicio desse século XXI. Diversas iniciativas e estudos estão sendo realizados, no sentido de tornar efetiva a aprendizagem desses alunos e sua inclusão social, sendo que os resultados preliminares indicam a complexidade da questão. Inserindo-se nesse quadro, este trabalho procurou investigar as dificuldades, possíveis estratégias de ensino e desafios a serem vencidos por professores de Física que almejem ensinar para esses alunos surdos, discutindo, também, o papel da Língua Brasileira de Sinais na construção de conceitos em Física. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa, de cunho etnográfico, com a presença do pesquisador em diferentes contextos escolares, envolvendo alunos surdos, no período de 2010 e 2011. Foram utilizadas diversas formas de coleta de dados, incluindo entrevistas, gravações, relatos e diários de bordo. A análise baseou-se na caracterização e comparação de três situações escolares diferentes, sendo uma escola regular (sem intérprete) e uma escola inclusiva, ambas da rede pública do Estado de São Paulo, e, ainda, uma terceira escola, bilíngue, também em São Paulo, mas da rede particular. Foram caracterizadas as interações professor-aluno, o papel do professor e do intérprete, além das dificuldades em situações de aprendizagem. Nossos resultados apontaram questões estruturais da própria organização escolar e das dificuldades envolvendo a ação dos intérpretes, demonstrando que os professores de Física, mesmo quando buscam algum domínio de Libras, não estão preparados para compreender e lidar com toda a cultura dos surdos, que extrapola o domínio disciplinar específico. Da mesma forma, também as dificuldades de aprendizagem de conceitos físicos vão além da simples questão de criação de vocabulário correspondente em Libras, mas envolvem a forma específica da própria construção de conceitos e do raciocínio físico nessa cultura. Foram, portanto, identificados diversos aspectos limitantes que estão enraizados nas próprias políticas para esse setor, e que requerem revisão e reflexão, especialmente no que diz respeito tanto à organização escolar, como ao preparo dos professores e à compreensão do próprio processo de construção do conhecimento físico. Esperamos poder contribuir para o aprimoramento das ações referentes ao aprendizado e à inclusão de alunos surdos.
Título em inglês
Teaching Physics with hands: Libras bilinguismo and Inclusion
Palavras-chave em inglês
Bilinguism and Inclusion
Libras
Physics teacher
Resumo em inglês
In the last years a great deal of attention has been devoted to deaf education in both research fields and education policies. Preliminary results from these actions indicate the specificity and complexity of this theme. To introduce ourselves in the field, the present work proposes to investigate the difficulties, strategies and challenges for teaching Physics to this student group. This includes discussions about the signals concerning physics concepts as well as their construction. With this purpose, it was developed a qualitative research, with ethnography approach, based on the researcher presence in different school situations involving deaf, during 2010 and 2011. Data were obtained through interviews, videos and reports, involving different protagonists. The analyses were based in the characterization and confrontation of three different school situations: a regular school (without interpreter), an inclusive school (with interpreter) and a billinguist school. In all situations, it were investigated the interaction student-teacher, the role of teachers and interpreters, as well as the difficulties in the learning process in high school physics. Our results indicated the existence of restrictive factors within the policies trends, of different natures, concerning, for instance, the school organization, the teacher formation to deal with these kinds of problems and the lack of knowledge about how physics concept are constructed by deaf students. We hope this reflection could contribute to the improvement of actions in deaf education and their social inclusion.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.