• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2015.tde-03062015-143319
Documento
Autor
Nome completo
Alisson Leite Gomes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Muramatsu, Mikiya (Presidente)
Laranjeiras, Cássio Costa
Malachias, Maria Elena Infante
Título em português
A mediação num museu de ciências: a perspectiva do mediador
Palavras-chave em português
Biologia do Conhecer
Explicação
Linguagem
Mapa conceitual
Mediação em museu
Resumo em português
Esta pesquisa tem o intuito de estudar as concepções dos mediadores do museu de ciências - Catavento Cultural e Educacional - acerca do que é a mediação. Nosso interesse se resume em conhecer essas concepções e analisar seus fundamentos. Com isso esperamos apontar possíveis rumos para o processo de formação dos mediadores e de divulgação da ciência com subsídios trazidos por esta pesquisa empírica. Esta investigação foi desenvolvida sob a luz da teoria da Biologia do Conhecer de Humberto Maturana e Francisco Varela a qual considera a explicação como um fenômeno humano e biológico e que só existe quando é aceito pelo observador. Os dados que serviram para análise neste trabalho foram obtidos durante a realização de entrevistas semiestruturadas com os mediadores do museu investigado. Após a coleta dos dados transcrevemos as entrevistas e elaboramos quatro mapas conceituais correspondentes a cada uma delas. Em seguida pedimos para que os entrevistados reconhecessem seu mapa e elaborassem de forma colaborativa um mapa conceitual com a mesma questão focal dos mapas individuais: o que é a mediação no museu de ciências? A partir disso, com ajuda do nosso referencial teórico e dos mapas conceituais, construímos nossas categorias e analisamos as concepções dos mediadores. Os resultados dessa análise revelaram que suas explicações sobre a mediação no museu de ciências possuem uma predominância de concepções embasadas na experiência do viver dentro do espaço museal. Suas distinções sobre o assunto não se valeram de reflexões teóricas, principalmente, daquelas que tratam da comunicação e do ensino nesses espaços, pois a formação acadêmica e a oferecida no museu foram insuficientes.
Título em inglês
Mediation in a science museum: the perspective of the mediator.
Palavras-chave em inglês
Biology of Cognition
Concept map
Explanation
Language
Mediation in museum
Resumo em inglês
This research aims to study the conceptions of mediators of the Science museum - Catavento Cultural e Educacional - about what is mediation. Our interest boils down to knowing these views and analyze its foundations. With this we hope to identify possible directions for the process of training of mediators and the dissemination of science with subsidies brought by this empirical research. This research was developed in the light of the theory of Biology of Cognition Humberto Maturana and Francisco Varela which considers the explanation as a human and biological phenomenon that exists only when it is accepted by the observer. The data used for analysis in this study were obtained during the performance of semi-structured interviews with the mediators of the museum investigated. After collecting the data, transcribed the interviews and prepare four concept maps corresponding to each of them. Then we ask that respondents recognize your map and draw up collaboratively a single concept map with the same focal issue of individual maps: what is mediation in the science museum? From this, with the help of our theoretical framework and conceptual maps, build our categories and analyzes the concepts of mediators. The results of this analysis revealed that his explanations of mediation in the science museum have a predominance of informed views on the experience of living within the museum space. His distinctions about it not relied on theoretical reflections, mainly those dealing with communication and education in these areas, because the academic and the one offered in the museum were insufficient.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.