• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Isabela Sabbatini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Dornbusch, Claudia Sibylle (Presidente)
Biajoli, Maria Clara Pivato
Cobelo, Silvia Beatriz
Meireles, Selma Martins
Título em português
Modernizando a mulher independente: de Pride and Prejudice a The Lizzie Bennet Diaries
Palavras-chave em português
Adaptação
Comunicação
Feminismo
Jane Austen
Vlog
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é estudar o vlog The Lizzie Bennet Diaries (2012-2013), dos adaptadores Bernie Su e Hank Green, como adaptação feminista do romance Pride and Prejudice (1813), da escritora inglesa Jane Austen. Parte-se inicialmente de uma definição de vlog, verificando as peculiaridades formais e técnicas deste formato, para em seguida observar como se deu a adaptação do romance inglês que lhe serviu de inspiração. Trata-se de um estudo descritivo, conforme o proposto por Toury (1995), do processo de adaptação, buscando verificar quais os procedimentos e tipos mais frequentes, considerando os conceitos de adaptação propostos por Sanders (2006) e Hutcheon (2006), e associando-os a teorias de Estudos da Tradução, principalmente Lefevere (1992), bem como as considerações teóricas de Elliot (2003) sobre adaptação. A análise femisnista de Austen e sua obra baseia-se principalmente nos estudos de Johnson (1990) e Kaplan (1992).
Título em inglês
Modernizing the independent woman: from Pride and Prejudice to The Lizzie Bennet Diaries.
Palavras-chave em inglês
Adaptation
Communication
Feminism
Jane Austen
Vlog
Resumo em inglês
The aim of this work is to study the vlog The Lizzie Bennet Diaries (2012-2013), by adapters Bernie Su and Hank Green, as a feminist adaptation of Jane Austens Pride and Prejudice (1813). It starts with the definition of vlog, checking the formal and technical peculiarities of this format, so as to see how the adaptation of the English novel which inspired it took place. It is a descriptive study, as proposed by Toury (1995), of the adaptation process, seeking to verify the most frequent procedures and types, considering the adaptation concepts as proposed by Sanders (2006) and Hutcheon (2006), and associating them with Translation Studies theories, mainly Lefevere (1992), as well as the theoretical considerations by Elliot (2003) on adaptation. Feminist analysis of Austen and her work is mainly based on the studies of Johnson (1990) and Kaplan (1992).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.